Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"

  • 587 Respostas
  • 94241 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 3662
  • Recebeu: 539 vez(es)
  • Enviou: 426 vez(es)
  • +19/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #570 em: Julho 14, 2017, 09:55:01 pm »
Devíamos era ter comprado o Atlântida para a Marinha. Era perfeito para estas missões.

Cumprimentos,
A sorte foi  não estar nenhuma lancha disponível. Ainda vão de Bote a remos.  ::) 8)



Saudação
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 6360
  • Recebeu: 296 vez(es)
  • Enviou: 370 vez(es)
  • +16/-2
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #571 em: Julho 14, 2017, 10:44:09 pm »
Acho que o problema dos NPO é que tem capacidade de receber um grande numero de migrantes, temos que enviar navios com menor capacidade, para não sermos responsáveis pelo aumento de fluxo de migrantes para Itália ;D.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 7399
  • Recebeu: 438 vez(es)
  • Enviou: 607 vez(es)
  • +23/-1
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #572 em: Julho 14, 2017, 10:47:07 pm »
Largada do NRP Tejo, para primeira missão Frontex em Itália.

Citar
Partida do navio de patrulha costeira da Marinha, da classe “TEJO”, que irá pela primeira vez operar no mediterrâneo central integrado numa operação conjunta de salvamento de migrantes, coordenada pela agência europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira - FRONTEX. O patrulha “TEJO” é uma das unidades navais mais recentes da Marinha.
O Estado português, através da Marinha em apoio ao SEF, disponibiliza mais uma vez capacidades humanas, técnicas e materiais numa operação internacional, liderada pela União Europeia, que tem por objetivo o controlo da migração irregular e outras formas de crime transnacional, em especial numa nova rota migratória que se verifica entre Itália e a Albânia. A bordo do “TEJO” seguirá um enfermeiro, uma equipa de cinco fuzileiros da Marinha, um inspetor do SEF, e em Itália está previsto o embarque de mais dois elementos, um da “Guardia Costiera” e outro da “Guarda di Finanza”.
O patrulha “TEJO” larga na sexta-feira, dia 14 de julho, rumo ao mediterrâneo e terá como base de operação o porto de Crotone, no Sul de Itália. Navegará igualmente na vizinhança dos portos de Bari e Messina. Estará na área de operações entre 22 de julho de 2017 a 8 de setembro de 2017.
A experiência até agora adquirida com o patrulha “TEJO”, comprova, embora num curto mas intenso período de atividade no mar, a validade do conceito de emprego operacional, pela agilidade, capacidade e fiabilidade demonstradas destes navios, após a ação de modernização levada a cabo nos estaleiros navais da Arsenal do Alfeite SA.
A navegar, com missões atribuídas desde dezembro de 2016, esta flexível plataforma já cumpriu missões na Região Autónoma da Madeira e na zona marítima do norte e centro do Continente.
A sua ação tem assegurado, entre outros, o apoio à Autoridade Marítima e a outros departamentos do Estado, com destaque no âmbito das operações e rendições da Policia Maritima, militarizados e vigilantes da Natureza nas Ilhas Selvagens e Desertas, o reforço da fiscalização marítima e o contributo para a resposta a situações de busca e salvamento marítimo.
Decorrente destes bem-sucedidos primeiros seis meses de atividade, a Marinha decidiu testar a sua capacidade de emprego numa inédita operação marítima fora de área.

Tomem lá o discurso!  8)
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 3662
  • Recebeu: 539 vez(es)
  • Enviou: 426 vez(es)
  • +19/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #573 em: Julho 15, 2017, 09:31:47 am »
Já agora mandem o irmão para a Terra Nova ou para o Golfo da Guiné. Gostava de ver o orçamento de cimento para dar estabilidade a esta classe que contava antigamente com 3 módulos de missão, e agora sem nenhum vai para o mediterrâneo, fruto desta "enorme" modernização. Espero que os migrantes não sejam muitos para não virarem o "navio". Isto já passou para lá de comédia...  ::) :o



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

faica

  • Membro
  • *
  • 80
  • Recebeu: 19 vez(es)
  • +0/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #574 em: Julho 15, 2017, 10:15:49 am »
Já agora mandem o irmão para a Terra Nova ou para o Golfo da Guiné. Gostava de ver o orçamento de cimento para dar estabilidade a esta classe que contava antigamente com 3 módulos de missão, e agora sem nenhum vai para o mediterrâneo, fruto desta "enorme" modernização. Espero que os migrantes não sejam muitos para não virarem o "navio". Isto já passou para lá de comédia...  ::) :o



Saudações

Boas onde está o cimento para fazer lastro,andei por lá e não encontrei nada,falam sem saber e gostam muito de criticar.O navio foi modernizado conforme as exigências e desenhos feitos pela marinha ou seja ao gosto do freguês o AA nada teve com o plano de modernização limitou se a fazer o que pediram e até alterações de ultima hora.
« Última modificação: Julho 15, 2017, 10:22:45 am por faica »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 3662
  • Recebeu: 539 vez(es)
  • Enviou: 426 vez(es)
  • +19/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #575 em: Julho 15, 2017, 10:34:58 am »
Já agora mandem o irmão para a Terra Nova ou para o Golfo da Guiné. Gostava de ver o orçamento de cimento para dar estabilidade a esta classe que contava antigamente com 3 módulos de missão, e agora sem nenhum vai para o mediterrâneo, fruto desta "enorme" modernização. Espero que os migrantes não sejam muitos para não virarem o "navio". Isto já passou para lá de comédia...  ::) :o



Saudações

Boas onde está o cimento para fazer lastro,andei por lá e não encontrei nada,falam sem saber e gostam muito de criticar.O navio foi modernizado conforme as exigências e desenhos feitos pela marinha ou seja ao gosto do freguês o AA nada teve com o plano de modernização limitou se a fazer o que pediram e até alterações de ultima hora.
Se o navio tinha uma peça de 76 mm à proa, e dois módulos à popa, uma série de sensores por cima da ponte, sem eles, estabilizaram o navio como? Com marinheiros gordos? Ou ficaram ultra-leves? Se os navios foram "estabilizados" e "modernizados" para operações costeiras agora mandam para o Mediterrâneo.  Oxalá  não existam tempestades de verão, neste país em que um navio "costeiro" já andou desde a Madeira e agora Mediterrâneo. Mas tudo por cá é "normal e aceitável", até acontecerem desgraças. Depois ninguém tem culpa... ::)


Mas qual modernização? Onde estão os 6 milhões por navio? Onde está o equipamento? A torre Flir? A turbina pelo menos já trabalha? Talvez o melhor é antes de mandarem bocas se informarem...  ???



Cumprimentos
« Última modificação: Julho 15, 2017, 11:12:25 am por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

faica

  • Membro
  • *
  • 80
  • Recebeu: 19 vez(es)
  • +0/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #576 em: Julho 15, 2017, 11:19:08 am »
A estabilização era compensada com os tanques de lastro com a retirada desse equipamento compensaram o peso com agua nesses tanque se leva se esse equipamento iam vazios sem eles vão cheios é assim que se estabiliza os navios.A torre Flir não sei quando vai ter e se alguma vez vai aparecer quanto á turbina está ok o tejo a turbinar é cá uma coisa deu  30 nós mas para que ter turbina se só podem usar com autorização e em situações extremas por causa do consumo (guita).
« Última modificação: Julho 15, 2017, 01:07:19 pm por HSMW »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 3662
  • Recebeu: 539 vez(es)
  • Enviou: 426 vez(es)
  • +19/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #577 em: Julho 15, 2017, 11:34:24 am »
Faíca, o lastro pode ser feito de vários modos, desde cimento a água que é o que é mais usado actualmente. É necessário é ter algo que estabilize o navio de forma a compensar o peso que se perdeu. Ironia à parte com uma "modernização" à Tejo, não me admirava nada que se tivessem voltado a "velhos métodos", até porque "material do tempo dos afonsinhos" é o que não falta nesta classe. Ainda bem que pelo menos isso não foi feito.  ;)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lastro_(transporte)
Citar
Navios
Os navios carregaram lastro sólido, na forma de pedras, areia ou metais, por séculos. Nos tempos modernos, as embarcações passaram a usar a água como lastro, o que facilita bastante a tarefa de carregar e descarregar um navio, além de ser mais econômico e eficiente do que o lastro sólido. Quando um navio está descarregado, seus tanques recebem água de lastro para manter sua estabilidade, balanço e integridade estrutural. Quando o navio é carregado, a água é lançada ao mar.
Mandar um navio preparado para operar na costa portuguesa (supostamente os substitutos da Cacine e das LFC que nuncaforam produzidas), com radares civis, sem Flir e com uma arma de 12,7mm e duas de 7,62mm, para o Mediterrâneo, que não apenas é um mar exigente mas também está no meio de uma crise de migração e insegurança, é a meu ver arriscar em demasia. E  ter a capacidade de num Tejo com equipamento mínimo dar 30 nós é ouro sobre azul, já que se pelo menos for necessário existe uma das grandes vantagens desta classe disponíveis: A velocidade.
Citar
Propulsion

Propulsion is combined diesel and gas turbine (CODAG). A General Electric LM500 gas turbine drives a fixed-pitch centre-line propeller, providing 5,450hp. Two MTU 16V 396TB94 diesels each drive a controllable-pitch wing propeller.

Other features include a bow thruster, roll stabilisation system which acts on the wing rudders and complementary tank system. A Lyngso Marine control system manages the propulsion system and machinery.

http://www.naval-technology.com/projects/fly/

Saudações
« Última modificação: Julho 15, 2017, 01:07:41 pm por HSMW »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 922
  • Recebeu: 117 vez(es)
  • Enviou: 123 vez(es)
  • +7/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #578 em: Julho 15, 2017, 11:58:49 am »
Isso! Se houver problemas ao menos o fisguita pode fugir a 7 pés!

A verdade é que é bem visível no vídeo que a classe Tejo é uma rolha autêntica no mar! Mesmo ancorado na base o navio baloiça que é uma coisa doida! Haja estômago naqueles marinheiros para aguentar um Mediterrâneo zangado...
« Última modificação: Julho 15, 2017, 12:03:29 pm por Crypter »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7110
  • Recebeu: 146 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +12/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #579 em: Julho 15, 2017, 12:12:02 pm »
Espero que nao seja capturado por nenhum bote de refugiados  :P
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets, Stalker79

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1029
  • Recebeu: 251 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #580 em: Julho 17, 2017, 08:15:24 am »
 

*

ICE 1A+

  • Perito
  • **
  • 451
  • Recebeu: 224 vez(es)
  • Enviou: 30 vez(es)
  • +9/-0
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #581 em: Julho 17, 2017, 10:47:16 am »
A estabilização era compensada com os tanques de lastro com a retirada desse equipamento compensaram o peso com agua nesses tanque se leva se esse equipamento iam vazios sem eles vão cheios é assim que se estabiliza os navios.A torre Flir não sei quando vai ter e se alguma vez vai aparecer quanto á turbina está ok o tejo a turbinar é cá uma coisa deu  30 nós mas para que ter turbina se só podem usar com autorização e em situações extremas por causa do consumo (guita).

O lastro solido é colocado para equilibrar o navio sem qualquer tipo de carga, para compensar os diferentes pesos existentes a bordo.

o ladtro liquido e usado para compensar as cargas que são adicionadas depois

Faisca
 claro que não viste pedras nem blobos de betäo nem ferralha, eles , a existir estão nas cavernas e duplos fundos do navio
 :G-beer2:

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW, mafets, Stalker79

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 922
  • Recebeu: 117 vez(es)
  • Enviou: 123 vez(es)
  • +7/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #582 em: Julho 17, 2017, 02:15:44 pm »


É ilusão ou esqueceram-se de pintar um painel??
 

*

Major Alvega

  • Membro
  • *
  • 268
  • Recebeu: 128 vez(es)
  • Enviou: 55 vez(es)
  • +34/-36
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #583 em: Julho 17, 2017, 02:19:58 pm »


Esta imagem do navio português com aquele pedestal arcaico e improvisado, instalado com a Browning em cima (que nem QCB deve ser) fará parte doravante do anedotário naval internacional.
Está claro que o povo está a léguas disto e não tem qualquer noção ou quer saber do estado terceiro-mundista que as suas FA's se encontram. Grande parte (dependente directamente do estado), senão a maior está é preocupada com o "guito" a dia 20 e sem cortes e com as 35 horas. Foi esta geração imbecilizada pelo cultura vigente pós-25 da Silva que nos levou à indigência económica, moral e cultural.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

faica

  • Membro
  • *
  • 80
  • Recebeu: 19 vez(es)
  • +0/-1
Re: Patrulhas Costeiros Classe "Tejo"
« Responder #584 em: Julho 17, 2017, 08:56:59 pm »
A estabilização era compensada com os tanques de lastro com a retirada desse equipamento compensaram o peso com agua nesses tanque se leva se esse equipamento iam vazios sem eles vão cheios é assim que se estabiliza os navios.A torre Flir não sei quando vai ter e se alguma vez vai aparecer quanto á turbina está ok o tejo a turbinar é cá uma coisa deu  30 nós mas para que ter turbina se só podem usar com autorização e em situações extremas por causa do consumo (guita).

O lastro solido é colocado para equilibrar o navio sem qualquer tipo de carga, para compensar os diferentes pesos existentes a bordo.

o ladtro liquido e usado para compensar as cargas que são adicionadas depois

Faisca
 claro que não viste pedras nem blobos de betäo nem ferralha, eles , a existir estão nas cavernas e duplos fundos do navio
 :G-beer2:

Ver não vi e olha que passei bastantes semanas lá dentro a montar e a reparar sensores e boias de níveis em tanques de lastro e combustíveis e nada vi de anormal e olha que a navegar não é mau são bem melhores que os cacine mas claro que não se compara ás velhinhas corvetas que aguenta bem o mar alteroso.
 

 

ATUALIZAÇÃO CAMPO DE BATALHA NAVAL - SUBMARINO CLASSE AKULA

Iniciado por silversantisQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 1
Visualizações: 3385
Última mensagem Agosto 07, 2008, 10:13:08 pm
por nelson henriques
Fotografias de Navios da Classe Cmdte João Belo

Iniciado por AyalaBottoQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 51
Visualizações: 17450
Última mensagem Junho 10, 2017, 10:31:14 pm
por P44
Um LHC Usado Classe Tarawa para a Marinha Portuguesa

Iniciado por RvsantinhoQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 20
Visualizações: 4715
Última mensagem Janeiro 20, 2011, 09:01:46 pm
por ICE 1A+
Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial

Iniciado por tenenteQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 278
Visualizações: 45171
Última mensagem Julho 04, 2017, 02:05:44 pm
por miguelbud
Corvetas da classe João Coutinho oferecidas às Filipinas

Iniciado por Charlie JaguarQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 62
Visualizações: 5244
Última mensagem Junho 01, 2017, 11:34:35 pm
por mafets