ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Armadas/Sistemas de Armas => Tópico iniciado por: Paisano em Março 09, 2008, 03:16:16 pm

Título: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Paisano em Março 09, 2008, 03:16:16 pm
Citar
CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS

A Brigada Real da Marinha foi a origem do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil. Criada em Portugal em 28 de agosto de 1797, por Alvará da rainha D. Maria I, chegou ao Rio de Janeiro, em 7 de março de 1808, acompanhando a família real portuguesa que transmigrava para o Brasil, resguardando-se das ameaças dos exércitos invasores de Napoleão.
 
Dizia o Alvará: “Eu, a Rainha, faço saber aos que este Alvará com força de lei virem, que tendo-me sido presentes os graves inconvenientes, que se seguem, ao meu Real Serviço, e à disciplina da Minha Armada Real, e o aumento de despesa que se experimenta por haver três corpos distintos a bordo das naus e outras embarcações de guerra da Minha Marinha Real, quais são os Soldados Marinheiros: sendo conseqüências necessárias desta organização, em primeiro lugar, a falta da disciplina que dificilmente se pode estabelecer entre os Corpos pertencentes a diversas repartições: em segundo, a falta de ordem, que nascem de serem os Serviços de Infantaria e de Artilharia, muito diferentes no mar do que são em terra: e ser necessário que os Corpos novamente embarcados aprendam novos exercícios a que não estão acostumados. Sou servida mandar criar um Corpo de Artilheiros Marinheiros, de Fuzileiros Marinheiros e de Artífices e Lastradores debaixo da Denominação de Brigada Real da Marinha...”

O batismo de fogo dos Fuzileiros Navais ocorreu na expedição à Guiana Francesa (1808/1809), com a tomada de Caiena, cooperando ativamente nos combates travados até a vitória, garantindo para o Brasil o atual estado do Amapá. Nesse mesmo ano, 1809, D. João Rodrigues Sá e Menezes, Conde de Anadia, então Ministro da Marinha, determinou que a Brigada Real da Marinha ocupasse a Fortaleza de São José, na Ilha das Cobras, onde até hoje os Fuzileiros Navais têm seu “Quartel-General”.
   
Após o retorno do Rei D. João VI para Portugal, um Batalhão da Brigada Real da Marinha permaneceu no Rio de Janeiro. Desde então, os soldados-marinheiros estiveram presentes em todos os episódios importantes da História do Brasil, como nas lutas pela consolidação da Independência, nas campanhas do Prata e em outros conflitos armados em que se empenhou o País.
   
Ao longo dos anos, o Corpo de Fuzileiros Navais recebeu diversas denominações: Batalhão de Artilharia da Marinha do Rio de Janeiro, Corpo de Artilharia da Marinha, Batalhão Naval, Corpo de Infantaria de Marinha, Regimento Naval e finalmente, desde 1932, Corpo de Fuzileiros Navais (CFN).

Durante a Segunda Guerra Mundial, foi instalado um destacamento de Fuzileiros Navais na Ilha da Trindade, para a defesa contra um possível estabelecimento de base de submarinos inimigos e, ainda, foram criadas Companhias Regionais ao longo da costa, que mais tarde se transformaram em Grupamentos de Fuzileiros Navais. Os combatentes anfíbios embarcaram, também, nos principais navios de guerra da Marinha do Brasil.

O Brasil, apesar de conviver pacificamente na comunidade internacional, pode vir a ser compelido a envolver-se em conflitos gerados externamente, devido a ameaças ao seu patrimônio e a interesses vitais, bem como em atendimento a compromissos assumidos junto a organismos internacionais, fruto do desejo brasileiro em assumir uma participação ativa no concerto das nações no século XXI.

A Marinha do Brasil, parcela das Forças Armadas com a responsabilidade de garantir os interesses brasileiros no mar e em áreas terrestres importantes para o desenvolvimento das campanhas navais, encontra-se estruturada como uma força moderna, de porte compatível com as atuais possibilidades do País, capaz de dissuadir possíveis agressores, favorecendo, assim, a busca de soluções pacíficas das controvérsias.

Uma das suas tarefas é a projeção de poder sobre terra. Para tanto, além do bombardeio naval e aeronaval da costa, poderá a Marinha valer-se dos fuzileiros navais para, a partir de operações de desembarque, controlar parcela do litoral que seja de interesse naval. Essas operações, comumente conhecidas como Operações Anfíbias, são consideradas por muitos como sendo as de execução mais complexa dentre todas as operações militares. Atualmente a MB dispõe de tropa profissional apta a executar, com rapidez e eficiência, ações terrestres de caráter naval, as quais lhe confere credibilidade quanto à sua capacidade projeção sobre terra.

“ADSUMUS”

(http://img20.imageshack.us/img20/9448/logomarca200anoscfnlo4.jpg)

Distintivos, Brasões e Estandartes:

(http://www.mar.mil.br/cgcfn/imagens/cronologiaetradicoescfn/cgcfn21.jpg)
Estandarte do Corpo de Fuzileiros Navais

(http://www.mar.mil.br/comffe/Imagens/brasao_heraldica.gif)
Força de Fuzileiros da Esquadra

Imagens Históricas:

(https://www.mar.mil.br/cgcfn/museu/imagens/historicofn/soldado1808.jpg)
Soldado da Brigada Real da Marinha - 1808

(https://www.mar.mil.br/cgcfn/museu/imagens/historicofn/soldado1834.jpg)
Soldado do Corpo de Artilharia da Marinha - 1834

(https://www.mar.mil.br/cgcfn/museu/imagens/historicofn/sargentoguerradoparaguai.jpg)
Sargento do Batalhão Naval à época da Guerra do Paraguai

(https://www.mar.mil.br/menu_h/fotos/pessoal/imagens/forma-2g.jpg)
Companhia de Fuzileiros Navais

Outras Imagens:

(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/clanf2_foto.jpg)(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/ccsk2_foto.jpg)

(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/coluna_marcha_foto.jpg)(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/edpn2_foto.jpg)

(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/heliequipe1_foto.jpg)(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/paraquedista1_foto.jpg)

(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/heliequipe4_foto.jpg)(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/desembarque_foto.jpg)

(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/mistral_foto.jpg)(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/patrulha_foto.jpg)

(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/mergulhador1_foto.jpg)(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/edpn3_foto.jpg)(https://www.mar.mil.br/comffe/galeria_fotos/edpn1_foto.jpg)

Fonte:

http://www.mar.mil.br (http://www.mar.mil.br)
Título:
Enviado por: Paisano em Agosto 31, 2008, 05:52:37 am
Postado pelo usuário Naval no Fórum Defesa Brasil:

Citação de: "Naval in Fórum Defesa Brasil"
FUZILEIROS NAVAIS

Brigada Real da Marinha...
Assim fez saber o alvará da Rainha,
Que, buscando aprimorar a disciplina e garantir a bordo
Das pujantes naus a segurança da Portuguesa Família Real,
Criou na Armada um Corpo de Artilheiros Marinheiros,
Denominado, dentre outros, Corpo Naval de Fuzileiros.

Com os Fuzileiros nascem,
Os serviços da Infantaria e da Artilharia
Que com sua forma peculiar que nunca falha,
Faz a diferença, seja na paz ou no calor da batalha,
No corpo-a-corpo, dizimando o inimigo ou sob o fogo da metralha.

O batismo dos Fuzileiros foi feito com fogo em 1808...
E mesmo sem ter nascido eu estava lá!
Lá na expedição à Guiana Francesa, que com a tomada de Caiena
Garantiu para o Brasil o atual Estado do Amapá.

É, eu estava lá!
Porque ser Fuzileiro é uma dádiva, é lealdade,
É não conhecer o medo suplantando a dificuldade.

Ser Fuzileiro é ser o melhor, é ser diferente,
Não basta só querer, tem que ser um intrépido valente,
É ser o temor dos inimigos, é ser um real combatente.

Ser Fuzileiro é ter disciplina cadenciada com a batida do coração,
É ter orgulho de ser o homem do mar sendo a elite de uma nação;
É não ter a farda manchada, é ter autoridade no olhar,
É ser superior ao tempo, é nunca recuar.

Ser Fuzileiro é ser o primeiro de todos os guerreiros...
É estar sempre pronto para atuar.
A marca dos Fuzileiros é ''ADSUMUS AQUI ESTAMOS'',
Seja no mar, na terra ou no ar.

Autor: Rubens Lima (Ex Fuzileiro Naval)




PS:. Não existe (Ex) Fuzileiro Naval. :wink:

Forte Abraço.
Título:
Enviado por: jmg em Agosto 31, 2008, 10:10:56 am
Obrigado pela partilha Paisano.
Sabe dizer-me qual o efectivo total do corpo?
Título:
Enviado por: Paisano em Agosto 31, 2008, 05:15:45 pm
15 mil homens.  :wink:
Título:
Enviado por: Paisano em Agosto 31, 2008, 05:32:26 pm
Publicações Oficiais:

Notanf:
https://www.mar.mil.br/cgcfn/downloads/ ... notanf.pdf (https://www.mar.mil.br/cgcfn/downloads/notanf/atual/notanf.pdf)

Âncoras e Fuzis:
https://www.mar.mil.br/cgcfn/downloads/ ... ancfuz.pdf (https://www.mar.mil.br/cgcfn/downloads/ancorasefuzis/atual/ancfuz.pdf)

O Anfíbio:[/i]
https://www.mar.mil.br/cgcfn/downloads/ ... nfibio.pdf (https://www.mar.mil.br/cgcfn/downloads/oanfibio/atual/oanfibio.pdf)
Título:
Enviado por: Paisano em Março 09, 2009, 05:45:14 pm
(https://www.mar.mil.br/cgcfn/imagens/organizacao/organograma_cgcfn.jpg)
Título:
Enviado por: Paisano em Março 09, 2009, 05:55:45 pm
200 anos da Tomada de Caiena

Fonte: https://www.mar.mil.br/menu_h/noticias/ ... Caiena.htm (https://www.mar.mil.br/menu_h/noticias/cgcfn/conquistadeCaiena.htm)

Citar
Batismo de fogo dos Fuzileiros Navais
Conquista de Caiena (1809)


Ainda em 1808, pouco depois da chegada ao Brasil, os Fuzileiros-Marinheiros, como eram chamados à época, se integraram à expedição que rumava para a Guiana Francesa.

Devido à invasão de Portugal pelas tropas napoleônicas, D. João determinou a invasão de Caiena, sede da administração francesa na Guiana.

Em 2 de maio de 1808, foi divulgado às potências da Europa, e ao mundo inteiro, o Manifesto do Príncipe Regente declarando guerra à França:

“Sua Alteza Real o Príncipe Regente Nosso Senhor, no seio do novo Império, que veio criar na América Meridional, levanta a sua voz, e expõe com energia e dignidade os sacrifícios, que, por muitos anos, houvera feito para conservar a tranqüilidade do seu povo comprando por muitos milhões de cruzados uma neutralidade pacífica, que o pérfido Napoleão, Imperador dos franceses, por vezes vendeu, e que logo ele mesmo quebrava, para ter o pretexto de nova negociação: patenteia as traições, as intrigas, e infames manobras, que o mesmo Imperador maquinou por meio dos seus enviados, e agentes, a fim de perturbar a nação portuguesa, e abalar a estabilidade do trono: enfim depois de lembrar a toda a Europa a execranda perfídia, com que o dito Imperador invadiu o Reino de Portugal e o ocupou, declara Sua Alteza Real guerra a Napoleão e aos franceses, permite aos seus vassalos da Europa, do Brasil, e Domínios Ultramarinos o repelir, por mar, e por terra, os seus inimigos e fazer-lhes guerra. Declara Sua Alteza nulos, e de nenhum efeito todos os tratados, que o Imperador dos franceses o obrigou a assinar, e que jamais deporá as armas, senão de acordo com o seu antigo e fiel aliado, Sua Majestade Britânica, e que não consente, nem consentirá em caso algum da cessão do Reino de Portugal, que forma a mais antiga parte da herança, e dos direitos da sua real família. Este manifesto no qual tanto reluz a verdade, e a justiça da causa do Príncipe Regente Nosso Senhor, foi bem recebido na Europa, e com especialidade pelos ingleses, e abriu os olhos a muita gente, a quem Napoleão havia fascinado com as suas imposturas e deslealdade.”

Assim, a primeira missão de combate dos Fuzileiros-Marinheiros no Brasil foi a invasão da Guiana Francesa, ordenada em represália à invasão de Portugal.

Em outro decreto, de 10 de junho, ordenou D. João que “por mar, e por terra se lhes façam todas as hostilidades”, autorizando o corso e os armamentos que seus vassalos quisessem no intuito de propor-se contra a França.

Mas antes, em 13 de maio de 1808, o Príncipe Regente, por meio de decretos e alvarás, regulou o corpo da Brigada Real da Marinha e o soldo que haveriam de receber os membros dessa instituição, além de criar a Contadoria Real da Marinha para o expediente do corpo militar, a Biblioteca da Academia Naval e dar outras providências.

O governador do Pará, recebeu, em 22 de julho de 1808, ordem régia para fazer marchar rapidamente, e não antes de receber de Pernambuco as tropas de infantaria e artilharia e as forças de mar e terra, a fim de tomar posse solene e estabelecer um destacamento à margem direita do Oiapoque, de modo a promover a reintegração dos justos limites da Capitania do Pará.

O governador organizou, com recursos escassos, uma Força Naval com embarcações de pequeno porte, conduzindo cerca de trezentos homens para o desembarque na Guiana Francesa. A partida aconteceu em outubro.

O Corpo de Fuzileiros-Marinheiros embarcou na esquadra em 5 de novembro de 1808 para a invasão à Guiana Francesa. No dia 13 de dezembro, com escalas na Bahia, no Maranhão e em Belém do Pará, chegou ao Cabo Norte a esquadra procedente do Rio de Janeiro, composta da fragata Confidence, dos brigues Voador e Infante D. Pedro, da escuna General Magalhães, e dos cúteres Vingança e Leão.

Logo em seguida, começou o ataque aos pequenos fortes situados às margens do rio Aproak, que impediam o prosseguimento da missão. Em 7 de janeiro de 1809, foram conquistados os dois últimos fortes, o que permitiu o desembarque da tropa que estava nos navios nas praias de Caiena, manobra que os ingleses chamam “littoral war”. O destacamento ocupou o território da Guiana, cooperando ativamente nos combates travados até a vitória em 12 de janeiro de 1809 e garantindo para o Brasil parte do atual estado do Amapá.

O ofício de 29 de janeiro de 1809, do governador da Capitania do Pará, dava:

“ao Príncipe Regente a certeza de que a colônia Francesa de Caiena se havia rendido por capitulação ao seu soberano domínio, depois de vários ataques. (...) O comandante dessa expedição, o Tenente-Coronel Manoel Marques, havendo-se senhoreado em dois dias de todos os pontos fortificados, que da parte do continente defendiam a passagem para a ilha de Caiena, em virtude da capitulação, que os franceses ofereceram, e que foi assinada aos 12 de janeiro, entrou na praça aos 14, e nela ancorou a Real Bandeira Portuguesa, solenizando este ato com uma salva de vinte e um tiros de artilharia.

Segundo a capitulação, a guarnição francesa evacuou a praça, saindo com todas as honras de guerra, devendo ser mandada para a França em embarcações portuguesas. (...) Grande foi o contentamento nesta Corte pelo feliz sucesso das nossas armas na conquista desta parte da Guiana”
.

Como prêmio, D. João mandou cunhar uma medalha de prata comemorativa da Tomada de Caiena, em cujo anverso estava sua figura em perfil coroada de louros e no reverso a data de 14 de janeiro de 1809, com a inscrição: Caiena tomada aos franceses.

A ocupação da Guiana Francesa tornou-se importante, pois de lá foi enviada uma preciosa coleção de plantas frutíferas e de especiarias para a Corte. Muitas dessas plantas ficaram no Pará e em Pernambuco, e grande número delas chegou ao Rio de Janeiro a bordo do brigue Vulcano; em seguida, o lote foi remetido para o Real Jardim da Lagoa Rodrigo de Freitas. Juntamente com essa remessa de plantas, vieram canas sacarinas de Caiena, que trariam grandes vantagens à cultura, ao fabrico do açúcar e à destilação das aguardentes. Além disso, a ocupação contribuiu para a fixação da fronteira brasileira, pois, quando da sua devolução, em 1817, ficaram tacitamente estabelecidos os limites do Oiapoque, tornados definitivos, posteriormente, pela atuação do Barão do Rio Branco, que teve o respaldo de argumentos histórico-cartográficos.

Essa missão foi o batismo de fogo dos Fuzileiros Navais. A campanha em Caiena evidenciou que os componentes da Brigada possuíam um diferencial: a vocação anfíbia. Eram destemidos combatentes de mar e de terra.

Ao retornarem, após a Campanha da Guiana, os Fuzileiros-Marinheiros foram aquartelados em 21 de março de 1809, por determinação do Ministro da Marinha, D. João Rodrigues Sá e Menezes, o Conde de Anadia, na Fortaleza de São José da Ilha das Cobras, ocupando os velhos edifícios em que estavam instaladas as prisões-masmorras. A Fortaleza, a partir de então, passou a ser a sede do Corpo de Fuzileiros Navais no Brasil.

Desembarque em Caiena:
(https://www.mar.mil.br/menu_h/noticias/cgcfn/imagens/desembarqueemcaiena.jpg)

(https://www.mar.mil.br/menu_h/noticias/cgcfn/imagens/tomadadecaiena.jpg)
Título:
Enviado por: Paisano em Março 09, 2009, 06:02:33 pm
Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE)

Fonte: https://www.mar.mil.br/cgcfn/cfn/ffe.htm (https://www.mar.mil.br/cgcfn/cfn/ffe.htm)

Citar
A Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), subordinada ao Comando de Operações Navais, está localizada no município de Duque de Caxias (RJ), sob o comando de um Vice-Almirante Fuzileiro Naval. É uma força basicamente organizada, treinada e equipada para realizar operações terrestres de caráter naval.

Subordinados à FFE estão:

Divisão Anfíbia (DivAnf), localizada na Ilha do Governador (RJ), está estruturada para executar Operações Anfíbias e Operações Terrestres limitadas, necessárias à realização de uma campanha naval. Estão sob sua subordinação três Batalhões de Infantaria de Fuzileiros Navais (Batalhões Riachuelo, Humaitá, e Paissandu), o Batalhão de Artilharia de Fuzileiros Navais, o Batalhão de Comando e Controle, o Batalhão de Blindados, o Batalhão de Controle Aerotático e Defesa Antiaérea, além da Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador.

Tropa de Reforço (TrRef), situada na Ilha das Flores em São Gonçalo (RJ), tem por finalidade prover elementos de apoio ao combate e de apoio de serviços ao combate necessários às operações desenvolvidas pelos Fuzileiros Navais. Compõem a sua estrutura o Batalhão de Engenharia de Fuzileiros Navais, o Batalhão Logístico de Fuzileiros Navais, o Batalhão de Viaturas Anfíbias, as Companhias de Polícia e de Apoio ao Desembarque e a Base de Fuzileiros Navais da Ilha das Flores.

Comando da Tropa de Desembarque (ComTrDbq), também situado em Duque de Caxias (RJ), tem como principal atribuição constituir o Comando permanente de uma Unidade Anfíbia, devendo acompanhar continuamente a conjuntura estratégica brasileira e planejar o possível emprego de tropas de fuzileiros navais em situações de crise ou conflito armado. Caso o Presidente da República opte por tal emprego, o ComTrDbq deverá imediatamente acolher e embarcar as tropas e os meios necessários, desdobrando-os na área de operações quando e conforme determinado.
 
Base de Fuzileiros Navais do Rio Meriti (BFNRM), localizada no município de Duque de Caxias (RJ), provê os meios de comando, controle e administração necessários ao Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra e às demais Unidades ali situadas.

Batalhão de Operações Especiais (Tonelero), localizado no bairro de Campo Grande (RJ), é estruturado para ser empregado em ambiente de risco elevado. Tem a finalidade de destruir ou danificar objetivos relevantes em áreas defendidas, capturar ou resgatar pessoal ou material, retomar instalações, obter informações, despistar e produzir efeitos psicológicos.
Título:
Enviado por: Paisano em Março 09, 2009, 06:05:31 pm
GRUPAMENTOS DE FUZILEIROS NAVAIS (GptFN)

Fonte: https://www.mar.mil.br/cgcfn/cfn/gptfn.htm (https://www.mar.mil.br/cgcfn/cfn/gptfn.htm)

Citar
Grupamentos de Fuzileiros Navais, subordinados aos Distritos Navais, são unidades operativas destinadas a prover a segurança de instalações navais, bem como conduzir operações limitadas em apoio aos Grupamentos Operativos da Força de Fuzileiros da Esquadra, compatíveis com seus efetivos. Estão localizados nas cidades sede dos Distritos Navais, exceto o 8º Distrito Naval, que não possui Grupamento.

A Marinha do Brasil tem estado presente na Amazônia ininterruptamente desde 1868, contribuindo decisivamente para a preservação da soberania nacional naquela importante região e levando apoio de toda espécie às populações ribeirinhas.

Recentemente, em face do recrudescimento da cobiça internacional em relação às inestimáveis riquezas naturais ali existentes e do agravamento da instabilidade nos países fronteiriços, novas e difusas ameaças têm sido detectadas. Para aumentar a capacidade de resposta do sistema de defesa nacional perante a concretização de tais ameaças, a Marinha decidiu transformar o Grupamento de Fuzileiros Navais de Manaus em um Batalhão de Operações Ribeirinhas, o que representará um substancial incremento do Poder Naval presente na área.

O mapa abaixo representa esta distribuição territorial

(https://www.mar.mil.br/cgcfn/imagens/grupamentos/mapa-gfn.jpg)

Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiro,
RJ (1º Distrito Naval)

Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador,
BA (2º Distrito Naval)

Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal,
RN (3º Distrito Naval)

Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém,
PA (4º Distrito Naval)

Grupamento de Fuzileiros Navais de Rio Grande,
RS (5ºDistrito Naval)

Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário,
MS (6º Distrito Naval)

Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília,
DF (7º Distrito Naval)

Batalhão de Operações Ribeirinhas, Manaus,
AM (9º Distrito Naval)
Título:
Enviado por: Cabeça de Martelo em Março 10, 2009, 10:44:35 am
À por aí uns videos bem porreiros desta tropa.



















PS: os Fuzos Brasileiros são uma honrosa excepção de tropa bem treinada e equipada, ao nível das Forças Armadas Brasileiras (sem contar com as unidades de Operações Especiais/Comandos).
Título:
Enviado por: Paisano em Maio 19, 2009, 02:50:24 am
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 203 Anos
Enviado por: Paisano em Março 08, 2011, 03:04:49 pm
"Quando se houverem acabado os soldados no mundo, quando reinar a paz absoluta, que fiquem pelo menos os fuzileiros, como exemplo de tudo de belo e fascinante que eles foram"
(Rachel de Queiroz)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 203 Anos
Enviado por: Paisano em Março 07, 2014, 04:45:47 pm
(http://1.bp.blogspot.com/_xfgEli3j3Bc/THpq8nYK4eI/AAAAAAAAAJI/Fkzok-fGVek/s640/estandarte_fuzileiros_navais.gif)
(http://aguiapre-militar.com.br/downloads/images/brasao_fn.gif)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Março 27, 2014, 11:01:05 am
CFN recebe o primeiro lote do Sistema ASTROS

(http://www.mar.mil.br/cgcfn/noticias/destaques2014/imagens/banco/mar/astros2.JPG)

 :arrow: http://www.mar.mil.br/cgcfn/noticias/de ... stros.html (http://www.mar.mil.br/cgcfn/noticias/destaques2014/cfn_novo_astros.html)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Abril 11, 2015, 03:06:36 pm
ADSUMUS!!!!


(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/maxresdefault_zpsi2kmyh3x.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/Banda%20dos%20Fuzileiros%20se%20apresenta%20hoje_zpsarsszgly.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/19279_zpsv0pshbbh.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/CFNYYY_zpsvbcimjeu.png) (http://http)

(https://c2.staticflickr.com/6/5163/5319463240_f3fe45ea6e_b.jpg)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/CFNJKJ_zpscyfd006g.png) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/CFNM_zps39ronmww.png) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/Disparo-do-miacutessil-Igla-2-foto-EB_zpscfs39r2e.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15668534305_c48fa473d6_c_zpsrvjctpgx.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15665839311_308f4bf70c_c_zpstaj1zkv1.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15669353562_97f26bf497_c_zpsdcoj6hq8.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15482958420_a95461f195_c_zpsjsiso0r4.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15668534945_13811e9a4d_c_zpsz2ussfgw.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15482565777_13b182ebfe_c_zpssybm0rd3.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15644803586_c26b0af1f2_c_zpstizcanyi.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15482565667_6de67fd1dc_c_zpse0pkbd8x.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15482562787_7dd078a418_c_zps5cbpui46.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15482374718_d6285e4e18_c_zpsbulozink.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15481886779_a9079b8c0f_c_zpsi1vnucwb.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15047787394_e33e69c331_c_zpsvyabifcg.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15048392983_7807811306_c_zpskxjjg5fn.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/5318860231_5a9fe01290_b_zpsq8va318n.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/5318859381_3325182b94_b_zpszphdyh0s.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/110930_exerciciomarinha_f_020_zpsztfjufax.jpg) (http://http)

(http://farm6.static.flickr.com/5049/5319459812_d6eb6832e1_b.jpg)

(http://farm6.static.flickr.com/5164/5318858643_8f2c16cebe_b.jpg)

(http://farm6.static.flickr.com/5081/5319456672_0024392438_b.jpg)

(http://farm6.static.flickr.com/5288/5319457602_ac796e4058_b.jpg)

(http://farm6.static.flickr.com/5005/5318863097_d432bd8ff0_b.jpg)

(http://farm6.static.flickr.com/5284/5319454360_54e3911bc9_b.jpg)

(http://farm6.static.flickr.com/5086/5319459334_ff4e124f75_b.jpg)

(http://farm6.static.flickr.com/5005/5319457218_fd07d01d0a_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Abril 11, 2015, 03:14:29 pm
(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/115b84e2bbd059a20a36e1f6f54a11e0_940x_zps5k02h7zd.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/1922501_280519282105086_1560610800_n_zpsylrw7wwx.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/1525461_276527252504289_1921095168_n_zpseuqxsuke.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/340x650_1330457_zpscrzxjrtd.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/zxcv_zpsywwt4mnq.png) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/wert_zps1hqqidd1.png) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/xcvbnm_zpsr6tophl0.png) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/Sem%20tiacutetulo_zpsurr4rlta.png) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/9932986103_d8420a5ee3_c_zpsbclaqycb.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/9932988043_c296f5e324_c_zps5gyfgqmf.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/9897633283_c1c7a9f5bb_c_zpscxhmo3vd.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/9897527086_45f72cd30e_c_zpsyj9mwulf.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/9932869926_260552d0fd_c_zpsmiotnmth.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/9932894294_2c1074fdfd_zpsuuyub7dp.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/1472943_252231194940125_801416820_n_zpsbyod27co.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/29out2013---fuzileiro-naval-da-marinha-participa-de-treinamento-militar-chamado-de-operacao-formosa-no-campo-de-instrucao-de_zpssmqjnabt.jpg) (http://http)

(http://www.tecnodefesa.com.br/admin/public/files//clanf14.jpg)

(http://www.tecnodefesa.com.br/admin/public/files//clanf13.jpg)


(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/29out2013---fuzileiros-navais-da-marinha-participam-de-treinamento-militar-chamado-de-operacao-formosa-no-campo-de-instrucao_zpscevmndbu.jpg) (http://http)

BRAVO ZULU!!!!
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Abril 20, 2015, 06:52:57 pm
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Abril 22, 2015, 02:11:49 pm
Fuzileiros Navais na Laad:

(http://i1.wp.com/portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2015/04/80.jpg?resize=2500%2C550?w=621)

(http://i1.wp.com/portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2015/04/67.jpg?resize=1024%2C550?w=621)

(http://i2.wp.com/portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2015/04/86.jpg?resize=1024%2C550?w=621)

(http://i1.wp.com/portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2015/04/071.jpg?resize=650%2C950?w=621)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Maio 11, 2015, 04:53:40 pm

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 07, 2015, 10:06:57 pm
"Oparação Mistral de Braise"

Exercício entre Corpo de Fuzileiros Navais e  a tropa anfíbia francesa da 9ª Brigada de Infantaria Naval (9ª BIMa), ocorrida na Ilha de Marambaia, litoral carioca

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5159-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5158-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5137-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5195-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5166-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5244-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5275-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5260-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5277-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5290-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5418-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5471-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5429-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5540-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5532-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5522-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5613-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5573-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5658-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/10/MG_5634-copy.jpg)

Fonte: http://www.revistaoperacional.com.br/mu ... de-braise/ (http://www.revistaoperacional.com.br/multimidia/mistral-de-braise/)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 08, 2015, 03:15:23 pm
Corpo de Fuzileiros Navais na Amazônia

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15397864909_27f8e58540_b_zpsj1lxjzbj.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15398466967_007c1d950c_b_zpskndg4rmi.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15398849480_34e67962d3_b_zpswlcphifp.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15398459727_666286eaeb_b_zpstlvx5aje.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15398460517_938496d95b_b_zpspwg7xa2b.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/14964311973_16aa67c695_b_zpsed5dclsc.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/14963676854_1876e6ceb5_b_zpswala1ey3.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15398438397_c28b2e8001_b_zpsdgrgd1ov.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15560769176_ea90374c5e_b_zpsgtcswez9.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15397848579_5b99f98d0f_b_zpsyo8c3jfd.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15585300232_5d8d3706b9_b_zpsebeackwd.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15585295102_ef03f244a1_b_zpszcn1z6s4.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15581798791_a840422797_b_zpsn3mbk9up.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15581777451_022cca2de9_b_zps27octtz3.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15560769676_ed614b0d32_b_zpsabgkd9vl.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15560750766_acb8cd340d_b_zpsthjkg0hj.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15560746756_cb4fdd9caa_b_zpsofl7i7pf.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15398438547_28e4a51212_b_zpszqbsxgiz.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15397820979_813cdab16a_b_zpsnjnisirc.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/14964270923_8831e03b7d_b_zps9wjvgmcz.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15398334778_64f6f38393_b_zpsxsxecdyh.jpg) (http://http)

(http://i213.photobucket.com/albums/cc145/fredpanzer/15585297742_04dc91fca1_b_zps2scmi0os.jpg) (http://http)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 06, 2015, 08:00:04 pm
Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais no Royal Edinburgh Military Tattoo 2011



Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 08, 2015, 12:09:30 pm
Fuzileiros Navais encerram manobra

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2015/07/td_subex_01.jpg)

Na última sexta-feira, dia 3 de julho, foi encerrada a manobra SUBEX-REF 2015, adestramento anual em larga escala realizado pelo Corpo de Fuzileiros Navais na região de Itaóca, no litoral sul capixaba.

Com duração total de doze dias, e envolvendo cerca de 700 militares e 50 viaturas de diversos tipos, incluindo seis CLAnf (Carros Lagarta Anfíbios), o exercício foi realizado sob a coordenação do Comando da Tropa de Reforço, cuja sede está situada da Ilha das Flores, no município de São Gonçalo (RJ).

O objetivo principal foi o de adestrar a TrRef no cumprimento de suas missões de apoio ao movimento (mobilidade e contramobilidade) a um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais no nível Brigada Anfíbia. No final, mais uma vez ficou comprovada a perfeita integração entre os diversos componentes da TrRef que ali atuaram, como o Batalhão de Logística de Fuzileiros Navais (BtlLogFuzNav), o Batalhão de Engenharia de Fuzileiros Navais (BatEngFuzNav), o Batalhão de Viaturas Anfíbias (BtlVtrAnf), a Unidade Médica Expedicionária da Marinha (UMEM), a Companhia de Polícia (CiaPol) e a Companhia de Apoio ao Desembarque (CiaApDbq).

Vale ressaltar que a Área de Apoio Administrativo (AApAdmn) de Itaóca está subordinada à Base de Fuzileiros Navais da Ilha das Flores (BFNIF). Também dando apoio à manobra, foi registrada a presença de uma Companhia do 1º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais (Batalhão Riachuelo). Diversos eventos relacionados à segunda fase do exercício (o Tema Tático, propriamente dito) foram acompanhados de perto por integrantes do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais do Corpo Fuzileiros Navais (CAOCFN), entre os quais haviam militares da Namíbia e de São Tomé e Príncipe, países africanos que recebem apoio do Brasil na formação técnica de seus fuzileiros navais.

Fonte: http://tecnodefesa.com.br/fuzileiros-na ... m-manobra/ (http://tecnodefesa.com.br/fuzileiros-navais-encerram-manobra/)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 12, 2015, 02:39:07 pm
Projeto Estratégico da Construção do Núcleo do Poder Naval

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Fuzileiros-Navais-na-Marambaia-Passex2014-6.jpg)

A ampliação da quantidade de meios de Fuzileiros Navais planejada implicará relevante incremento na quantidade e estrutura das OM do CFN. Neste contexto, foram planejados quatro subprojetos no âmbito do Projeto Estratégico da Construção do Núcleo do Poder Naval.

O primeiro refere-se à criação de novas OM do CFN como: o Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de Itaguaí (BtlDefNBQR-Itaguaí) e o Grupamento de Fuzileiros Navais de São Paulo (GptFNSP), criado pela Portaria nº 61/2015, do Comandante da Marinha. Foram planejadas, também, a criação: do 4º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais (4ºBtlInfFuzNav); do 4º Batalhão de Operações Ribeirinhas de Tabatinga (4º BtlOpRib); e do Comando da Tropa de Desembarque Ribeirinho (ComTrDbqRib).

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Opera%C3%A7%C3%B5es-ribeirinhas-FN.jpg)

Ressalta-se que dentre as OM listadas no mesmo subprojeto, já foram criadas até o ano de 2013: o Comando do desenvolvimento Doutrinário do CFN (CDDCFN); a Unidade Médica Expedicionária da Marinha (UMEM); e o Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de Aramar (BtlDefQBN-Aramar).

O segundo subprojeto tem como vertente a reestruturação de quatro OM já existentes e visa, principalmente, a adensar a presença da MB nas regiões Amazônica e centro-Oeste, com destaque para as seguintes transformações: do Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém em 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas (2ºBtlOpRib); do Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário em 3º Batalhão de Operações Ribeirinhas de Ladário (3ºBtlOpRib); da Companhia de Apoio ao Desembarque (CiaApDbq) em Batalhão (BtlApDbq); e do Pelotão de Defesa Nuclear, Biológica, Química, Radiológica (PelDefNBQR) do BtlEngFuzNav em em Companhia (CiaDefNBQR) da mesma Unidade.

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/DQBRN.2.jpg)

O terceiro foi outra inovação da revisão de 2013 e denomina-se “Ampliação de OM do CFN”. Tal subprojeto visa a adequar o Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais, o Batalhão de Viaturas Anfíbias, o Batalhão de Artilharia de Fuzileiros Navais e o Batalhão de Controle Aerotático e de Defesa Antiaérea ao relevante aumento programado de equipamentos planejados no PAEMB, com destaque para o incremento de Viaturas Blindadas Sobre Rodas e Sobre Lagartas, de Carros Lagarta-Anfíbios e de Sistemas Lançadores Múltiplos de Foguetes.

O quarto subprojeto, denominado “Construção de Laboratórios de CT&I do CFN”, também criado nesta revisão, decorre da necessidade de desenvolvimento das atividades de CT&I, no CTecCFN, possibilitando o desenvolvimento de pesquisas, materiais, equipamentos e sistemas de emprego dual de interesse para a MB.

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/clanfs.jpg)

Em continuidade aos subprojetos de articulação do CFN, na vertente do projeto estratégico “Complexo Naval da 2ª Esquadra”, em virtude das dependências já citadas, principalmente relativas ao tempo necessário para formação de recursos humanos, foi prorrogado para o longo prazo, o subprojeto 2ª Força de Fuzileiros da Esquadra (2ª FFE), o qual prevê a criação de unidades de FN que possibilitem a constituição de Grupamentos Operativos de valor até Unidade Anfíbia (UAnf), nucleados nos futuros 5º e 6º Batalhões de Infantaria de Fuzileiros Navais.

Tal planejamento, em conjunto com os meios da 2ª Esquadra, permitirá a constituição de conjugados anfíbios fundamentais para as Operações e Ações de Guerra Naval na região N/NE, especialmente na área da foz do rio Amazonas.

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Mapa-distribui%C3%A7%C3%A3o-dos-FN.png)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Fuzileiros-Navais-na-Marambaia-Passex2014-7.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Fuzileiros-Navais-na-Marambaia-Passex2014-9.jpg)

Fonte: http://www.revistaoperacional.com.br/ma ... der-naval/ (http://www.revistaoperacional.com.br/marinha/corpo-de-fuzileiros-navais/projeto-estrategico-da-construcao-do-nucleo-do-poder-naval/)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 20, 2015, 05:10:03 pm
Museu do Corpo de Fuzileiros Navais

(https://farm6.staticflickr.com/5552/15091663397_5b6155d731_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3891/15255208476_8b60b0a5f9_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3886/15091463899_7432279bfa_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3847/15091465229_93a6fae8c8_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3871/15277826242_129e0364d1_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 20, 2015, 05:20:36 pm
Viaturas em uso pelo Corpo de Fuzileiros Navais

(https://farm6.staticflickr.com/5326/17034146339_492bd59e64_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7667/17219746471_4821139baa_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5442/17220313475_ee7a205f7d_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5441/17034144239_2b506d9c2b_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8701/17220312005_170dabba63_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8714/17219744341_cbd06861cf_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7638/17220311105_51109fb825_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5460/17012881387_c526b9a559_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8824/17012880927_fefbd75faa_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7659/17012880417_a07c804c88_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8541/8642474741_3cb744ff6d_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8404/8642480957_1d58576a4e_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8119/8642524395_9266661f95_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8240/8642520567_57e1690c97_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8126/8643626492_5a4756874a_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8115/8643630440_1e936d917f_b.jpg)

Créditos: Roberto Caiafa
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 23, 2015, 10:52:58 am
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 25, 2015, 03:34:51 am
Corpo Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil em ação no Campo de Instrução de Formosa-Goiás

Emprego de todas as armas de dotação do CFN

(https://farm4.staticflickr.com/3931/14942485003_89ff90d6bf_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5614/15562656445_69ec3e9955_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3931/15562654515_99a740f259_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3929/15563489172_a1afe255c3_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3937/14941892434_8e35f80f81_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3953/14942471093_10a5542b0d_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3951/15376026569_91cbac2ddd_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5616/15562639485_928a36350a_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8574/16220098950_3528065405_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7360/15785026924_ac7a6f4692_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7380/16407502835_d1dc10354a_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7379/16221572297_b7b43c62b9_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7284/16406562092_398aea79a1_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7409/16406552982_7e417b130d_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7322/16381491236_e0b1852b0a_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7406/16406547652_c4ab093bdc_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7350/16220058440_d57f6ebfec_b.jpg)

(https://farm9.staticflickr.com/8651/16220054430_2993e30583_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7399/16407450835_289a822318_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7418/15787407733_22ca876dde_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7396/16221527587_ecbd04f428_b.jpg)

Créditos: Roberto Caiafa

Adsumus!!!
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 29, 2015, 06:10:19 pm
Companhia de Polícia do Batalhão Naval (CiaPolBtlNav) forma 21 motociclistas militares

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/mot2.jpg)

A Companhia de Polícia do Batalhão Naval (CiaPolBtlNav) realizou no dia 26 de junho, a cerimônia de formatura do Curso Especial de Motociclistas Militares, na Fortaleza de São José da Ilha das Cobras, centro do Rio de Janeiro. Com duração de 46 dias letivos, o curso é coordenado pela CiaPolBtlNav, sob controle didático-pedagógico do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC).

Na cerimônia, presidida pelo Comandante do Material de Fuzileiros Navais, Contra-Almirante (FN) Paulo Martino Zuccaro, 21 militares, sendo dois integrantes da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), receberam seus certificados de conclusão de curso e distintivos, que foram entregues por familiares e instrutores dos motociclistas.

Para participar do processo seletivo, é necessário ter carteira de habilitação Categoria A (para veículos motorizados de duas ou três rodas), contudo isso não é suficiente. De acordo com o Comandante da CiaPolBtlNav, Capitão-de-Corveta (FN) Bragança, 30 militares, sendo um Oficial, inscreveram-se neste curso, no entanto, historicamente, nem todos conseguem se formar devido ao nível de dificuldade.

É fundamental que o militar demonstre habilidade com a motocicleta, visto que terá inúmeros desafios ao longo do curso, como a direção em alta velocidade e a frenagem repentina. É preciso considerar que esta motocicleta, particularmente, tem características específicas, como seu porte e peso -, disse.

A habilidade no manejo da motocicleta rendeu ao Soldado Fuzileiro Naval Diego Chepaki a 1ª colocação no Curso, sendo agraciado com um Prêmio Escolar, entregue pelo CA (FN) Zuccaro.

Após a formatura, os Motociclistas Militares estão aptos a atuar em missões, como escolta de autoridades e de material de valor à Marinha do Brasil; Operações de Garantia da Lei e da Ordem, como as operações no Complexo da Maré; e representações nos mais diversos eventos. O Curso Especial de Motociclistas Militares acontece anualmente.

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/mot1.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/07/mot.jpg)

FONTE: http://www.revistaoperacional.com.br/ma ... militares/ (http://www.revistaoperacional.com.br/marinha/corpo-de-fuzileiros-navais/companhia-de-policia-do-batalhao-naval-ciapolbtlnav-forma-21-motociclistas-militares/)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 07, 2015, 04:37:35 am
BOPE ministra aula para os alunos do Curso de Comandos Anfíbios

A Seção de Instrução Especializada (SIEsp), do BOPE, ministrou aulas de conduta de patrulha e armamento para os alunos do Curso Comandos Anfíbios (COMANF) 2015.

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/08/Bope-Comanf.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/08/Bope-Comanf.2.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/08/Bope-Comanf.3.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/08/Bope-Comanf.4.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/08/Bope-Comanf.5.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/08/Bope-Comanf.6.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 01, 2015, 06:58:49 pm
Equipamentos e viaturas em uso pelo Corpo de Fuzileiros Navais

(http://farm4.static.flickr.com/3526/3705693408_888860c5ca_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2562/3704884951_fd875c97a7_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2612/3704886355_7f03ef5819_b.jpg)

(http://farm4.static.flickr.com/3531/3705691546_6d4c6b715c_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2626/3704889967_d8d2af02a6_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2664/3704890669_e5eb1e9285_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2477/3704891307_b86ebb0271_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2485/3705688978_b62ffdb49b_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2129/3704882649_a2fdd568bc_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2424/3705689662_045dd0ed7a_b.jpg)

(http://farm3.static.flickr.com/2626/3705695448_80451e6c6f_b.jpg)

(http://farm7.static.flickr.com/6188/6110329642_2fd7b1a26f_o.jpg)

(http://farm7.static.flickr.com/6209/6109788297_275430ebe1_o.jpg)

(http://farm7.static.flickr.com/6084/6109786571_08c16e88a3_o.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 01, 2015, 08:22:10 pm
(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/Desfiletropa2.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileTropa-1.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileClanf3.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileClanf2.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileClanf.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileClanf.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileM-1132.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileM-113.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileCC.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileLightGun.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileM-114.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileMistral.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/DesfileUAV.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/Desfile5.jpg)

(http://i144.photobucket.com/albums/r199/SRFA/Desfile4.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 01, 2015, 08:36:22 pm
Operação Anfíbia:

(https://farm8.staticflickr.com/7360/9932893104_917fb125a5_b.jpg)

(https://farm3.staticflickr.com/2883/9932893194_aeb311ddd0_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3727/9932848175_4a3fd5b119_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3740/9897488395_f28ccb5815_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5443/9897535874_86d2d534c1_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7315/9897527086_45f72cd30e_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3679/9932894294_2c1074fdfd_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5441/9932986103_d8420a5ee3_b.jpg)

(https://farm3.staticflickr.com/2862/9932893644_8e778a34c7_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5350/9932847635_70920903ca_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5508/9932893184_0ec526f156_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7364/9932871016_d9ed217182_b.jpg)

(https://farm3.staticflickr.com/2834/9932869926_260552d0fd_b.jpg)

(https://farm8.staticflickr.com/7414/9932988043_c296f5e324_b.jpg)

(https://farm4.staticflickr.com/3804/9932986323_c969d39532_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 02, 2015, 03:47:47 pm
Troca da Bandeira - Semana da Pátria

(https://farm6.staticflickr.com/5800/20852564330_11fffb4a60_b.jpg)

(https://farm1.staticflickr.com/693/20852770078_eb4f85875d_b.jpg)

(https://farm1.staticflickr.com/581/21040677465_a99c663a5a_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5796/21040678965_a5bd881f5b_b.jpg)

(https://farm1.staticflickr.com/753/21040679675_15a0c08aa4_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5814/20418039834_4c6b3d3f5e_b.jpg)

(https://farm1.staticflickr.com/627/20415393634_761aea4507_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5658/21042336461_1fa8106793_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5626/21028112662_fd7b333de4_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5817/21045693091_b6fa7b3dbf_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5822/20413667913_b309c4e14f_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5621/20848562320_52849ff237_b.jpg)

(https://farm1.staticflickr.com/597/20847040358_4c72d4f619_b.jpg)

(https://farm1.staticflickr.com/712/21025014682_7b2ac63955_b.jpg)

(https://farm6.staticflickr.com/5640/21042345111_a5ea9f433a_b.jpg)

(https://farm1.staticflickr.com/704/20412082604_97a0d6c44d_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 06, 2015, 01:09:52 pm
BtlArtFuzNav realiza tiro real com Bateria Lançadora Múltipla de Foguetes

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Exerc%C3%ADcio-de-tiro-na-Restinga-da-Marambaia-RJ.jpg)

Foi realizado, no Centro de Avaliação do Exército (CAEx), na Restinga da Marambaia (RJ), no dia 24 de agosto, o Exercício ESFOG-ASTROS-I. O propósito foi colocar em prática os ensinamentos obtidos durante o Estágio de Operação do Sistema ASTROS CFN, realizado a bordo do Batalhão de Artilharia de Fuzileiros Navais (BtlArtFuzNav).

O Estágio teve a participação de 20 alunos, sendo um Oficial e 19 Praças, todos integrantes da Bateria Lançadora Múltipla de Foguetes (Bia LMF). Na Escola de Fogo foram disparados 16 foguetes de treinamento SS-09 TS, com observação positiva sobre todos os impactos.

Fonte: http://www.revistaoperacional.com.br/ma ... -foguetes/ (http://www.revistaoperacional.com.br/marinha/corpo-de-fuzileiros-navais/btlartfuznav-realiza-tiro-real-com-bateria-lancadora-multipla-de-foguetes/)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 09, 2015, 05:23:04 pm
Desfile do CFN no 7 de setembro de 2015, Rio de Janeiro

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 09, 2015, 05:29:09 pm
(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpf1/v/t1.0-9/389445_430769103650560_1793158947_n.jpg?oh=b9ff1c043be7deb0654649f45f8dd390&oe=56A5B9C4)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 10, 2015, 07:39:36 pm
Desfile cívico-militar de 7 de setembro — Rio de Janeiro

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-66.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-121.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-124.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-125.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-127.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-128.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-129.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-130.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-131.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-132.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-133.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-134.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-135.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-137.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Desfile-C%C3%ADvico-Militar-07-09-2015-138.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 10, 2015, 11:02:59 pm
Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) “Garcia D’Avila

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpa1/v/t1.0-9/10391021_885387384865567_5276031774271912079_n.jpg?oh=b1ef1cef3a42face8ac6e6e5a0f0007b&oe=566BFA6D)

(https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtp1/v/t1.0-9/10374897_885387488198890_5093493478007771907_n.jpg?oh=4e438b4f025f81149ca971c7bd183cd3&oe=566CCD61&__gda__=1449715543_4538c69f5a3ac8f20481b2723c4b8991)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xfp1/v/t1.0-9/12002330_885387618198877_3352768943101544310_n.jpg?oh=21564cf5eb8a33cde6e39c6bb3be49ee&oe=56A597A4)

(https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpl1/v/t1.0-9/11889506_874537135950592_9182631486098441056_n.jpg?oh=e03416048d40bd2875dbd1c26d94e517&oe=56603A35&__gda__=1453950393_5b04a051b21e813b9be81d38b33fa3a3)

(https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xft1/v/t1.0-9/11406980_839956766075296_6467050460427418280_n.jpg?oh=06aa1281901c8b10c71160c4f4356bc0&oe=56777BBA&__gda__=1450677808_2e3bcdbd773ea1360fafa1734be50c41)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xfp1/v/t1.0-9/11024716_792220004182306_1562585712547419321_n.jpg?oh=41d12af5d79492207789b74d6636af0f&oe=565F3484)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 02, 2015, 06:05:45 pm
Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília se prepara para a Operação “Formosa” 2015

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2015/10/2013-10-29t191938z_10498953_gm1e9au06wy01_rtrmadp_3_brazil.jpg)

O Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB) realizará, na primeira quinzena de outubro, no Distrito Federal, a Operação “Formosa”, que tem como propósito contribuir para o preparo de subunidades da Organização Militar para a constituição de Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais. O exercício, desenvolvido em duas fases, consta de diferentes adestramentos que envolve operações com viaturas blindadas, operações ofensivas e adestramentos logísticos, de saúde e de evacuação.

Fonte: http://www.revistaoperacional.com.br/20 ... 0.facebook (http://www.revistaoperacional.com.br/2015/marinha/corpo-de-fuzileiros-navais/grupamento-de-fuzileiros-navais-de-brasilia-se-prepara-para-a-operacao-formosa-2015/#.Vg6RUgE4Fa0.facebook)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 07, 2015, 04:11:38 pm
Começa a Operação Formosa 2015

Com cerca de 2 mil homens, além de veículos blindados e aeronaves de combate, a Operação Formosa 2015 visa manter as condições de pronto emprego dos fuzileiros navais.A operação terminará no dia 13 de outubro, na área rural de Formosa, Goiás.

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpa1/v/t1.0-9/12079561_898762186861420_8176897287747325830_n.jpg?oh=361b4ce57009f33d747cd07b7159f75f&oe=56A28614)

(https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xta1/v/t1.0-9/12108177_898762193528086_9177375552971054802_n.jpg?oh=72af5f026873e8acc1a87943f90a4047&oe=5698BCE6&__gda__=1453039215_1d48ede43bfbe56e79eb20afb632d8ac)

(https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtl1/v/t1.0-9/12079074_898762196861419_4283746208127354959_n.jpg?oh=29be8799a1d0c87735bead8afc35965e&oe=56D1A1F8&__gda__=1452270917_7bf2f79cefa060876868def54eeeba79)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xtp1/v/t1.0-9/12043203_898763830194589_7758465842316802956_n.jpg?oh=2cfd64baeac36a3e827c881e38057bb8&oe=56A19DE6)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xtp1/v/t1.0-9/12143191_898763806861258_3864811162092507080_n.jpg?oh=2ee9efc7075922c5dc9c8c409fa218f2&oe=56882A54)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-9/12072545_898763870194585_868296064147506784_n.jpg?oh=d9b508d2334a572e5d938f4999bebe19&oe=568B568B&__gda__=1451668351_7e7b6cd8604a8ba3a86d1eb06f8e6a55)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpa1/v/t1.0-9/12115799_898763873527918_992168194376271029_n.jpg?oh=283f1233335cd5162b38f7a1a8526801&oe=568673FE)

(https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-9/12106932_898763866861252_935342474113040075_n.jpg?oh=c1c9e911f37eb1d12129f4f19d459650&oe=569E7FBD&__gda__=1451654217_dc57a933678831a1966eb7eeebd6bd5c)

(https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtp1/v/t1.0-9/12096338_898764656861173_1658228211018322411_n.jpg?oh=78c0532e31705115845f2d017e6979c9&oe=569380E1&__gda__=1456639959_11ef5a0f7ca8f0259ed19e4212884af7)

(https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpt1/v/t1.0-9/12108059_898764640194508_4351230823043628890_n.jpg?oh=5c07f8137744eb2ff54b96597920ebc8&oe=56CFBFBB&__gda__=1452740799_4c00480b3f1e66f8e9285669a6d85ed6)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xla1/v/t1.0-9/10897100_898764646861174_6683615801760364973_n.jpg?oh=f728e7617084ddb283661301fa874bb9&oe=56855EE0)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xla1/v/t1.0-9/10940628_898764673527838_881370270896876725_n.jpg?oh=08700971e05d29fd31d4e2ebd78dead3&oe=56989C93)

(https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xla1/v/t1.0-9/12096099_898764610194511_6944315078202536249_n.jpg?oh=5db8c928c152cfcd87112f027af0c8aa&oe=56945E05&__gda__=1452854696_2f76bfe88543745ef2aeab9a39f49181)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 07, 2015, 06:32:50 pm


Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 12, 2015, 05:04:15 pm
M113A1

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/12115749_898652580205714_7700095166859567861_n.jpg?oh=f3d68f597d9a621e1c33590e322f53e8&oe=568C6712&__gda__=1456040618_feeb7ce4983546129c4aa17628a7234c)

(https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xap1/v/t1.0-9/12115900_898652793539026_6990980993087712455_n.jpg?oh=fff1050e4f1a95eaa971c4cf39b4e37a&oe=568E14C3)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-9/12115433_898653000205672_2986433933475274815_n.jpg?oh=6f6aaeb0aa336329c024a480009fa9cd&oe=5690C3AE&__gda__=1456690033_3d77cebfd7d7196d02fa1d65440e2fc2)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 14, 2015, 01:36:56 am
Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais (Batalhão Tonelero) -  Comandos Anfíbios (COMANF)

(http://3.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLjAvEwRbI/AAAAAAAACXY/NxS42pdUr9Q/s1600/comanf_logo.jpg)

(http://4.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLfcPUbthI/AAAAAAAACWQ/unsseCvnjww/s1600/e031e15d.jpg)

(http://3.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLfsoUgWtI/AAAAAAAACWY/CbsDwSGgIFk/s1600/f9edf37f.jpg)

(http://4.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLf3e6GywI/AAAAAAAACWg/lXnufmFudF0/s1600/c7853d39.jpg)

(http://2.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLgDuDDyRI/AAAAAAAACWo/w0OBFbgCR_A/s1600/796d836c.jpg)

(http://4.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLhg470cHI/AAAAAAAACXA/0sATdeN-x2U/s1600/09af57c3.jpg)

(http://3.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLiaN0Sm4I/AAAAAAAACXI/1eHXCsxOz6o/s1600/93230999.jpg)

(http://3.bp.blogspot.com/_sJ4CCeFFeoc/TJLimCBmbrI/AAAAAAAACXQ/QrXk-SEPORc/s1600/3c282f08.jpg)

(http://3.bp.blogspot.com/-GMqlbCUfW5w/TpXWddziQII/AAAAAAAADO8/MxRZxWL203c/s1600/Fuzileiros.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/09/Fuzil-antimaterial-PGM-HECATE-II.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 14, 2015, 02:56:39 am
(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2015/mes10/grande%20marinha.jpg)

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2015/mes10/formo_inter.jpg)

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2014/mes10/formosa01.jpg)

(https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/s851x315/11224457_898629646874674_6445212416130138349_n.jpg?oh=f8a9d4789cfc5cf2214b5cf5b77ae490&oe=568BA69A&__gda__=1455990908_964f872b122313f7830e7a643b183385)

(https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xlp1/v/t1.0-9/12079291_898629940207978_3503059096375502134_n.jpg?oh=df972cfa313760ad352e8b9813c92137&oe=568C80C9&__gda__=1456621019_fc00760a5285ba33cf11366a63b9ff4b)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/12074516_898630103541295_4314143987203770438_n.jpg?oh=b7ed6ffc80bfc032025f9f814722601e&oe=568D96A1&__gda__=1452680217_992cd18f9ed3c3f163bb44d0b2ea4ab6)

(https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xft1/v/t1.0-9/12105799_898630203541285_5596050431190062432_n.jpg?oh=f7e3750c4706b6177600bbdb300e6954&oe=56957CF4&__gda__=1452766846_d23e39ad1386f852d3ec1605e8883477)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/12108792_898630630207909_6059526074870075035_n.jpg?oh=fde0dbd64962f68194e739d7ccd0de8f&oe=569A31F3&__gda__=1452996683_44a027077c397cbfb4dbec7f7617b21c)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xta1/v/t1.0-9/12108913_898630793541226_1394774869937903351_n.jpg?oh=a9e4254760170a13ac755b783627257a&oe=56CD4552&__gda__=1456450267_47e60502f22259899811fc5701dccbb8)

(https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xap1/v/t1.0-9/12140718_899490126788626_6181608070496621170_n.jpg?oh=9191f1a368d8866edfaa5490d3bfa093&oe=56851355)

(https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpl1/v/t1.0-9/11221893_898630516874587_774358131985359349_n.jpg?oh=4e2941525df28c27c0ff78decc87ec34&oe=56C990FF&__gda__=1456199482_905b6ad15cf6d9f7df54140a2a84f137)

(https://fbcdn-photos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-0/s480x480/12079601_898548000216172_1167031231281574489_n.jpg?oh=ad10932a0daf6c5b49775ca146ebfbd3&oe=569641E7&__gda__=1456471963_7e28ab8e1edc4959e721f304f0288a3b)

(https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpa1/v/t1.0-9/12088138_898629743541331_4902313256366538975_n.jpg?oh=47b0002ad6c928052eabd09c4c0c2dc6&oe=56D0360E)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 14, 2015, 05:56:32 pm
(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/11/formosa8-650_431.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2014/11/formosa_2-650_431.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 22, 2015, 02:53:18 pm
(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpf1/v/t1.0-9/20295_905580569512915_2116231991387016410_n.jpg?oh=77b358986fe1d08e54618cce625d986e&oe=56CC5BE4)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xat1/v/t1.0-9/12141786_905581249512847_4079652082520151541_n.jpg?oh=2ba0dd61852c5f41613d83c571ee3836&oe=56D1CACE)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/12112007_905581339512838_4726904710536211495_n.jpg?oh=b5a8c2e152b05a863347d50a52b75c33&oe=56C489C2&__gda__=1452179322_0fe70d13ce7ccb05b1bce468c19b68a3)

(https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtp1/v/t1.0-9/12112283_903371026400536_9013995797166366208_n.jpg?oh=c165731944680e8c6ccf60efff0a6349&oe=56C87A14&__gda__=1456246306_14d0554755c8f7c9b98edb2c51aa2c16)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 29, 2015, 01:32:27 pm
Tropa de elite da Marinha enfrenta treinamento de guerra na Caatinga potiguar

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/dfd9579bc69c45f6e3ee3d4f762838ce.jpg)

Alunos do Comanf iniciaram atividade com caminhada em Lajes e percorreram cerca de 40 quilômetros até a cidade de Cerro Corá

A caatinga potiguar foi o cenário escolhido para o treinamento de guerra da tropa de elite da Marinha do Brasil. O Curso Especial de Comandos Anfíbios (Comanf) em solo norte-rio-grandense tem duração de três dias. Os alunos começaram a caminhada no município de Lajes e percorreram cerca de 40 quilômetros, passando pela localidade de Recanto, finalizando na cidade de Cerro Corá.

Com o intuito de preparar os militares para garantir a lei e a ordem, além de realizar operações contra facções criminosas, o treinamento é realizado em 25 semanas – não consecutivas -, com os alunos enfrentando situações adversas em todo o País, em cenários diversos como o Pantanal, Amazônia e regiões do Sul do país, nas proximidades das fronteiras com outros países sul-americanos.

O treinamento é dividido em três fases. A primeira é a que exige o maior esforço físico por parte dos alunos e que provoca, em geral, o maior número de desistências. A segunda abrange o conceito técnico. A parte reúne as duas partes iniciais num treinamento prático.

No início, a preparação contava com 43 alunos, mas o alto nível de exigência física e mental dos aspirantes ao grupo de elite fez com que apenas nove alunos chegassem ao desafio em solo potiguar, nesta 22ª semana de atividades. O grupo na fase final do curso é formado por cinco cabos, três oficiais e um sargento.

“Nossa intenção é que mais alunos finalizem o curso, mas o nível do grupo precisa ser alto e exigimos muito deles. Então, é natural que nem todos consigam”, destacou o encarregado pelo curso, o capitão de corveta Fabrício Barroso.

As principais dificuldades apontadas pelo Suboficial Martins, instrutor da disciplina Semi-árido, são o terreno que, no caso da Caatinga apresenta uma característica que atrapalha a locomoção, em razão da vegetação espinhosa.

O encerramento será realizado no Espírito Santo, na cidade de Marataízes, com treinamento específico em ambientes anfíbios – cenário de região pantanosa.

Peso nas costas

Se todas as dificuldades ao longo do percurso não fossem suficientes, os alunos ainda precisam lidar com um peso extra. Cada um carrega em suas costas uma mochila com cerca de 30 kg.

O conteúdo? Basicamente itens para a própria sobrevivência, como água, alimentação e equipamentos de comunicação. Além disso, os participantes carregam armamentos em punho.

Em relação à alimentação, o que mais chama atenção é para tipo de alimento. A bolsa especial que armazena a comida traz um cardápio “variado” com quatro refeições que vão desde um café da manhã com , passando por tabletes de cereais com frutas, rapadura, café com leite e açúcar, um almoço com picadinho de carne ao molho e arroz, até espaguete ao molho de carne e salsichas.

Comanf

Os Comandos Anfíbios são uma força de elite do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha brasileira. Eles congregam os fuzileiros navais especificamente preparados para realização de operações especiais.

Atualmente, os militares realizam ações no Haiti, país da América Central que enfrenta crise interna, no Líbano e na Angola.


(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/2c94b84efbe76b7dc4f58757bca1cdbd-670x447.jpg)

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/912cab063bd83bccfadc8fc2e62aef90-670x447.jpg)

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/df5af0971c8022b6d04185298dedcb2f-670x447.jpg)

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/519549500afdd5a55cdfea86791af94d-670x447.jpg)

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/e7bd9c3603a9f42805dd1266a9a0b669-670x447.jpg)

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/5a03160160593053f143593fdf70a14a-670x447.jpg)

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/3c0431bc1341aa56c38d1677bc0d00c3-670x447.jpg)

(http://dw9kw6lfaa11c.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/10/505950dc599e877d27673074d7cb69b0-670x447.jpg)


Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 17, 2015, 05:47:41 pm
(https://c2.staticflickr.com/8/7323/15957393224_c92c6dfddd_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7351/16393680499_f0d203d356_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8672/16393682029_46301712a0_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7352/15957395354_2795d6cb2a_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7367/16392500300_9599820e0f_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7399/16392308198_35a6096744_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7435/16553541796_ca2ffb72a8_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7401/16579543785_e78c8a7ae2_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7296/16578836152_4259b76ed4_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8658/16579554935_2e9ef17b9c_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7314/16579557045_e7b2945403_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7289/16553557086_2dbd442c58_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8579/16579559745_b3ae028d5a_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7449/16392511790_f3833b8e66_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7444/15959778463_0d940df0a5_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8562/16553565326_f6b9e2c2ee_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7407/15959782063_313a018ff0_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 01, 2015, 02:39:39 pm
Operação UNITAS Amphibious 2015 simulou resgate de refugiados

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2015/11/Imagem-1-Op.UNITAS-Amphibious-2015.jpg)

A fase tática da Operação UNITAS Amphibious 2015 realizou uma incursão anfíbia, em ambiente hostil, simulando uma operação para libertar e prestar assistência humanitária a refugiados.

Para executa-la, os participantes foram divididos em três grupos. O primeiro correspondeu ao Posto de Comando da Força de Desembarque, unidade responsável pelo desembarque das tropas em determinado local, cujo propósito foi resgatar refugiados. O segundo, representado pelo Grupo de Controle, responsável por coordenar e controlar eventos, criou situações hipotéticas e modificou cenários, conforme andamento e as necessidades do exercício. O terceiro, denominado Centro de Controle de Evacuados, foi responsável por concentrar os refugiados em  local pré-determinado, para fornecer água e comida, além de prestar assistência médica.


(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2015/11/Imagem-2-Op.UNITAS-Amphibious-2015.jpg)

Participaram da Operação cerca de mil fuzileiros navais do Brasil, Estados Unidos, Canadá, Chile, Colômbia, México, Paraguai e Peru.

Fonte:  http://tecnodefesa.com.br/operacao-unitas-amphibious-2015-simulou-resgate-de-refugiados/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 01, 2015, 03:45:37 pm
Fuzileiros Navais encerram a Operação Unitas Amphibious 2015

(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/news_image/2015/12/28777_resize_800_600_false_true_null.jpg)

No dia 24 de novembro foi realizada a cerimônia de encerramento da Operação Unitas Amphibious 2015. Iniciada no dia 15 de novembro, esta Operação foi um adestramento militar conjunto entre Fuzileiros Navais das Américas. Participaram do exercício cerca de 1000 Fuzileiros Navais, sendo: 350 do Brasil; 350 dos Estados Unidos; e 300 do Canadá, Chile, Colômbia, México, Paraguai e Peru.

No período de 16 a 18 de novembro, na Ilha do Governador, foram ministradas Oficinas de Adestramento, dentre elas: Operações Militares em Área Urbana, conduzida pelo Brasil e Peru; Operações com Helicópteros, conduzida pelo Brasil e EUA; Operações com Viaturas Anfíbias, conduzida pelo Brasil; e Oficina de Fogo e Movimento, conduzida pelos EUA e Canadá.

No período de 19 a 22 de novembro ocorreu a fase tática da Unitas Amphibious na Ilha da Marambaia, onde foi simulada uma Incursão Anfíbia, em ambiente hostil, para libertar e prestar assistência humanitária a refugiados. Para executar essa fase, houve a organização de uma Força de Desembarque, responsável pela projeção das tropas sobre terra, com o intuito de resgatar os refugiados, e de estabelecer um Centro de Controle de Evacuados, responsável por concentrar os refugiados, a fim de prestar a assistência necessária. Paralelamente, foi organizado um Grupo de Controle, responsável por coordenar e controlar eventos, criando situações hipotéticas e modificando cenários, conforme o andamento e as necessidades do exercício.

A Operação Unitas Amphibious teve como objetivo incrementar a interoperabilidade e a ampliação da confiança mútua e da capacidade de planejamento e execução de Operações Anfíbias entre as Forças dos países participantes, além de proporcionar a troca de informações e experiências.


(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/news_image/2015/12/28778_resize_800_600_false_true_null.jpg)

Fonte: http://www.defesanet.com.br/br_usa/noticia/20981/Fuzileiros-Navais-encerram-a-Operacao-Unitas-Amphibious-2015/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 01, 2015, 04:00:50 pm
Unitas Amphibious 2015

(https://c2.staticflickr.com/6/5680/22750302727_23b94137fd_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5815/23144456855_67f4190584_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5835/23154845332_c8106b3de2_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5780/23118352756_14b1e55a0a_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/729/22848654270_ff7706c1fb_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5683/23144467735_dce5770020_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5730/23180372701_1992e7fa26_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/767/23118363166_a7ab3003b9_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/765/22848665980_a1645e788c_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/652/23144490165_921da70067_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5742/23128333751_a8011353f4_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5778/22724604089_498e0a3acc_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/683/22724609899_cf29e0acd0_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/674/22698529757_3a56a4d529_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5652/22698537997_cd7c387de6_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/749/23151801435_59821fd90d_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/773/23151805685_3a30c93c83_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 01, 2015, 04:03:34 pm
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 23, 2015, 12:40:25 am
Novos veículos anfíbios de assalto para os Fuzileiros Navais

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2015/12/Imagem-1-AAV7A1-CFN.......jpg)

A BAE Systems assinou contrato de US$ 82 milhões para modernizar 23 veículos anfíbios de assalto AAV7A1 para o Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil. Os veículos, que terão a confiabilidade, disponibilidade e características de manutenção do padrão RAM/RS (Reliability, Availability and Maintainability/Rebuild to Standard), vão melhorar significativamente as capacidades atuais dos fuzileiros navais.

“Estes novos veículos terão grandes melhorias de capacidade, já que possuem mais velocidade e confiabilidade do que a configuração atual”, disse Deepak Bazaz, diretor de Veículos Novos e Anfíbios da BAE Systems. “Temos um forte histórico de apoio aos militares brasileiros e continuaremos estreitando os laços de trabalho ao longo deste programa”.

Sob os termos do contrato, a BAE Systems disponibilizará os modelos AAV7A1 RAM/RS, assim como todas as ferramentas e equipamentos de teste para apoiar a manutenção das viaturas. A empresa também irá prover uma capacidade de sustentação inicial para o Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil para incluir peças de reposição e suporte de serviço de campo, bem como o treinamento para os condutores.

O padrão AAV7A1 RAM/RS possui motor e tração mais potentes, assim como um sistema de suspensão atualizada, permitindo que os veículos atendam ou excedam os requisitos originais de desempenho do AAV7A1. A variação RAM/RS também oferece capacidades melhoradas de mobilidade e de reparação no transporte de tropas e cargas de navios.

Os procedimentos do contrato acontecerão nas instalações da BAE Systems localizada na Pensilvânia, Estados Unidos. A produção está prevista para começar em junho próximo, com as entregas de veículos a partir de fevereiro de 2017. A entrega final para o Brasil está prevista para ocorrer até o fim de 2017, quando começará o treinamento e o apoio.

“A BAE Systems tem atuado junto aos militares brasileiros há mais de 15 anos e também está trabalhando em outros programas de aprimoramento de veículos aqui, como a conversão dos modelos M113B em M113A2 Mk1 para o Exército Brasileiro”, disse Marco Caffe, gerente geral da empresa no País. “No primeiro semestre deste ano, concluímos a atualização do 150º M113″.


Ivan Plavetz
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 05, 2016, 11:37:56 pm
(https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtl1/v/t1.0-9/10599251_10208377032213635_5504672329019959307_n.jpg?oh=4d7ea0904c735138ebffb2c11744a120&oe=571A9CFE&__gda__=1460963743_8b183338ab3374e677b78fc68f853c08)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xaf1/v/t1.0-9/1604907_10208377034213685_7923566733097507186_n.jpg?oh=0e5433844297632634de8f066d82bf88&oe=5701CEFC&__gda__=1459465035_81532bb30c931afdb289b83e66f0a1eb)

(https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfp1/v/t1.0-9/580388_10208377032173634_8436321865326608558_n.jpg?oh=bd70d22fee842b8248e48dcb006ac348&oe=56FBC1DD&__gda__=1464347220_d6b2dabec551dfad4f6c6ceb8008f4e0)

(https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xfa1/v/t1.0-9/10574439_10208377032133633_4775856129712905553_n.jpg?oh=ccc023492151471691f4ef2eaa382b8e&oe=571082F6)

(https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xlf1/v/t1.0-9/5676_10208377033213660_6607193058862745375_n.jpg?oh=f2c3842b90a7fcc379ba9c8242a44c8a&oe=570934D5&__gda__=1459812874_63ee6e5a4ed8d848ec0655dcc801758b)

(https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xaf1/v/t1.0-9/1382901_10208377033773674_7954410931015344715_n.jpg?oh=0610dac23a7a2f5ad355bb517cf46b32&oe=56FE3589)

(https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xft1/v/t1.0-9/10348622_10208377167017005_5374091210026839275_n.jpg?oh=82523d7be96b6d863c9a11974513a636&oe=57196F92&__gda__=1460758880_b519b7311b01328fdca5cd4b187b8c70)

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 25, 2016, 04:07:37 pm
Operação Formosa — 2015

(https://c1.staticflickr.com/1/617/23195778042_57b02c102d_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5632/23008279160_a3d4877e6b_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5799/23304067165_03baa8d0a9_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5731/22675711974_75ea669a9c_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5708/22675711684_cfa3c3f136_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5698/22676941253_f7ed0aab35_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/565/23221468231_506910e456_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5725/22676934513_76aaa27449_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/658/22936160209_225113aaae_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5822/22676914773_e502d46fdf_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5817/22675702284_067a657c38_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/596/22675708864_e6aab2a769_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5788/23304179555_8a15319461_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5802/23277943746_5714f8d500_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5805/23195770212_ce7e1940c6_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/697/22675707314_c4a589813e_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/776/23008270030_6b6eb665a0_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/712/22676935953_45288d7a55_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/669/22676935643_0eac7f51f1_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5725/22676934513_76aaa27449_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5710/23195764652_33f56394b4_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/745/23221459861_a45b4499e6_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5669/23304054535_fbd4005584_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/744/23304053655_305a3bfc52_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/625/22936157179_57ef817e84_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/729/22936156349_f218d08fb8_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/779/23008246220_7f7044bfd9_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5748/22676929473_fb05807f87_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/772/22675697104_91b3a4ed29_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/590/23008260670_86f20b57e6_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5775/22675696524_7cf6c804a2_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5730/22676926773_7428523bd1_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/571/23221449631_79b3b34d51_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/670/22675691554_4e944827d5_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5669/22936145989_d1797f2f62_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5632/23277923266_bd4fd847e2_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5802/23195781082_d295626b17_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5774/22675720374_0cdcc50ee2_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/763/22676933123_48887f7e32_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5763/23008283880_2bb66023b2_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/605/23008284420_97fc036194_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/774/23221451791_bac4281f63_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 25, 2016, 04:18:08 pm
(https://c2.staticflickr.com/6/5720/22675826244_c5df272d89_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/776/23008390130_2272d63474_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/601/23221584601_a430b40272_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5623/22675827834_014326b0e6_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5640/22677059643_ea1b143579_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/721/22677060393_a01ace44ea_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/737/23008393710_fb490fdeb2_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5750/22936285249_6c7f14f3d2_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/690/23278068786_bcfd07a538_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 25, 2016, 08:32:39 pm
(https://c1.staticflickr.com/1/577/22677062033_d452c69d5a_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/597/23008395370_92efd5446a_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5643/23221589481_c7c37505bc_b.jpg)

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Fevereiro 11, 2016, 08:42:21 pm
Batalhão de Operações Ribeirinhas

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/02/noticias_fev_passagem_de_comando_do_btloprib_01.jpg)

O Batalhão de Operações Ribeirinhas (BtlOpRib) é uma Unidade do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil. Está subordinado ao 9º Distrito Naval da Marinha do Brasil. O BtlOpRib está organizado a 01 Companhia de Comando e Serviços (CiaCSv), 03 Companhias de Fuzileiros Navais (CiaFuzNav), e 01 Companhia de Apoio de Combate (CiaApCmb).

História

Foi criado pelo Decreto nº 91.870, de 4 de Novembro de 1985, com sede em Manaus e subordinado ao Com4ºDN; a seguir, foi criado o Núcleo de Ativação do GptFNMa, com funcionamento provisório na Estação Naval do Rio Negro.

Em decorrência Política de Defesa Nacional considerando avaliações prospectivas, a MB decidiu pela reestruturação do GptFNMa em uma unidade de valor batalhão, para emprego em Operações Ribeirinhas (OpRib). Esta reestruturação passou pela identificação de fatores condicionantes, definição da missão, conceito de emprego e organização na nova unidade, aqui denominada Batalhão de Operações Ribeirinhas ([BtlOpRib]), o qual deverá estar em condições de, juntamente com meios navais e aeronavais, integrar uma Força Pronta com mobilidade tática, constituída por pessoal e material adequados ao emprego no ambiente amazônico. A missão do atual BtlOpRib, evolução do antigo grupamento, é realizar operações ribeirinhas, prover guarda e proteção às instalações navais e civis de interesse da Marinha na região e realizar ações de segurança interna, a fim de contribuir para a segurança da área sob jurisdição do Com9ºDN e para a garantia do uso dos rios Solimões, Negro, Amazonas e das hidrovias secundárias, atingíveis a partir da calha principal desses três rios.


(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/02/brasao_btloperib.jpg)

Heráldica

Num escudo boleado, encimado pela coroa naval, campo de ouro num cocar de azul e vermelho e cortado de vermelho, com dois fuzis de ouro passados em aspa com uma âncora superposta, em pala e do mesmo metal.Explicação: O cocar alude à denominação “Manaus – nome de tribo indígena -cidade onde está localizado o Batalhão em apreço, e o campo de ouro representa a riqueza da região amazônia; no cortado de vermelho, esmalte evocativo da bravura, denodo e intrepidez, predicados dos Fuzileiros Navais do Brasil, os fuzis e a âncora de ouro assim dispostos constituem seu próprio distintivo.

Propósito


Seu objetivo é prover guarda e proteção às instalações navais e civis de interesse da MB na região, realizar ações de Segurança Interna e formar Reservistas Navais, a fim de contribuir para a segurança da área sob jurisdição do 9ºDN e para a garantia do uso dos rios Solimões, Amazonas e das hidrovias secundária atingíveis a partir da calha principal desses rios. Além disso, provê apoio de segurança às Inspeções Navais e ministra o Curso Expedito de Operações Ribeirinhas.

Lema

“Aqui se forjam os Combatentes Ribeirinhos da Amazônia. Adsumus!“




Fonte:   http://www.planobrazil.com/batalhao-de-operacoes-ribeirinhas/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 21, 2016, 02:55:36 pm
Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra realiza adestramento básico de equipe

(https://www.marinha.mil.br/sites/default/files/18032016-1.jpg#overlay-context=)

O Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra realizou, do dia 15 de fevereiro a 16 de março, um adestramento básico, o “ADEST-EQ 2016”, que reuniu cerca 3.500 fuzileiros navais no Centro de Avaliação da Ilha da Marambaia (CADIM). O “ADEST-EQ” ocorre anualmente e tem por finalidade treinar os militares nos procedimentos básicos e individuais de combate, com ênfase no tiro real com armamento individual e orgânico, possibilitando a confiança e o entrosamento entre os militares e suas equipes.

No dia 11 de março, o Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Sérgio Roberto Fernandes dos Santos, teve a oportunidade de presenciar e constatar a importância dos adestramentos de tiro de combate e fogo e movimento, além de outras atividades inerentes ao combatente anfíbio.


Fonte: https://www.marinha.mil.br/node/936
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 29, 2016, 03:47:14 pm
(http://cdn.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/12/clanf.jpg)

(http://cdn.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/05/AAV-7-CLAnf-19.jpg)

(http://cdn.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/05/AAV-7-CLAnf-12.jpg)

(http://cdn.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/03/CLAnf-FN.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 29, 2016, 06:23:05 pm
(http://www.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/05/AAV-7-CLAnf.jpg)

(http://www.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/05/AAV-7-CLAnf-9.jpg)

(http://www.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/05/AAV-7-CLAnf-8.jpg)

(http://www.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2014/05/AAV-7-CLAnf-4.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Abril 04, 2016, 08:20:34 pm
Fuzileiros navais do Brasil e dos EUA trocam conhecimentos e técnicas de tiro

(http://dialogo-americas.com/rmisa/images/2016/03/30/4876-160316-m-hf454-220__1_-650_431.jpg)

“Alvo três, 350 metros, dispare quando estiver pronto”, anunciou o observador. Ouviu-se um som metálico quando o atirador desativou a trava de segurança do rifle. O atirador soltou o ar calmamente enquanto pressionava o gatilho. O rifle disparou, e a bala produziu um zunido no ar até atingir o alvo de metal no lado oposto. “Atingido”, disse o observador. “Bom tiro.”

Atiradores da Célula de Treinamento do 1º Batalhão de Reconhecimento da 1ª Divisão de Fuzileiros Navais dos EUA e atiradores brasileiros do Batalhão de Operações Especiais do Corpo de Fuzileiros Navais reuniram-se para um intercâmbio em assuntos específicos na Base Camp Pendleton do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, na Califórnia, em 16 de março de 2016.

Fuzileiros navais dos dois países aperfeiçoaram habilidades de pontaria e tiro trocando experiências, conhecimentos e técnicas entre si.

“Os fuzileiros navais brasileiros têm alta proficiência em suas táticas”, diz o Capitão Tenente do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA Nick Engle, oficial assistente de operações do 1º Batalhão de Reconhecimento. “Gostam de aprender conosco do mesmo jeito que gostamos de aprender com eles.”

O intercâmbio não focou apenas no aperfeiçoamento da pontaria, mas também em uma ampla gama de habilidades que um atirador deve ter para ser efetivo enquanto se esconde do inimigo.

FONTE: http://www.planobrazil.com/fuzileiros-navais-do-brasil-e-dos-eua-trocam-conhecimentos-e-tecnicas-de-tiro/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Abril 08, 2016, 06:50:24 pm
Adestramento Blindado - Corpo de Fuzileiros Navais

Entre os dias 28 de março e 5 de abril de 2016, o Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais (BtlBldFuzNav) realizou na cidade de Valença, sul do Rio de Janeiro, um de seus mais tradicionais exercícios de adestramento. Criado em 21 de fevereiro de 2003, o BtlBldFuzNav é subordinado ao Comando da Divisão Anfíbia, e possui três companhias operacionais: Companhia de Carros de Combate (CiaCC) com quatro pelotões; Companhia de Viaturas Blindadas sobre Lagarta (CiaVtrBld); Companhia de Viaturas Blindadas Sobre Rodas Piranha (CiaVtrBldSR); e uma companhia de Comando e Serviço (CiaCSv).

O ADEST BLD acompanhado por nossa equipe, tem por objetivo adestras as guarnições das companhias de carros de combate e os alunos do curso especial de operadores de carros de combate (C-EspOp-CC), as guarnições da Companhia de Viaturas Blindadas sobre rodas (ViaVtrBldSR), os alunos do E-QTEspOpVtrBldSR Piranha IIIC e as guarnições da ViaVtrBld no emprego técnico e tático do CCL SK 105 A2S, do Piranha IIIC e do M113MB1, elevando o grau de prontificação das guarnições do Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais (BtlBldFuzNav). Realizada na vasta área do 1° Esquadrão de Cavalaria Leve (1° Esqd C L), unidade do Exército Brasileiro, subordinada a Brigada Aeromóvel, a manobra serve como curso de formação e adestramento das subunidades do batalhão.

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6386-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6501-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6507-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6490-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6470-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6484-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6465-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6450-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6419-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6396-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6387-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6391-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/IMG_6439-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6496-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6517-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6512-copy.jpg)

(http://www.revistaoperacional.com.br/wp-content/uploads/2016/04/MG_6454-copy.jpg)

FONTE:  http://www.revistaoperacional.com.br/2016/marinha/corpo-de-fuzileiros-navais/adest-bld-poeira-em-valenca/

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Maio 23, 2016, 06:33:19 am
(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13240093_1032344160169888_1000306491742320623_n.jpg?oh=86fe2ad3c5e8935f1b19ef362bcfe8a4&oe=57E0929C)

(https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtf1/v/t1.0-9/13133129_1022640247806946_5125306755083972928_n.jpg?oh=514156bb4d51eac2a84097049e81be31&oe=57C992A0&__gda__=1474672648_981b663746c1551c1c702f9721bc9162)

(https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpl1/v/t1.0-9/13151878_1022621144475523_7071410326287359512_n.jpg?oh=a56103bdf2195330e09c366428596db4&oe=57E151A1&__gda__=1473994501_ebc4898670928b183bd3c7d4b2559f54)

(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13174029_1022613871142917_4687939290471182764_n.jpg?oh=09a182a5c2625100e4cabaf70570abdf&oe=57DF2C12)

(https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xlt1/v/t1.0-9/12790964_978755905528714_7832669287252662542_n.jpg?oh=bf6c04599deda52d826c439f124bb190&oe=57D9017F&__gda__=1472789102_9d569c6eba6d7cfb8664d26d1f0c2cc9)

(https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtf1/v/t1.0-9/12832320_978755888862049_4699705241017585415_n.jpg?oh=75f4e0e44e5477e9bd941de5f53b13ef&oe=579B75C7&__gda__=1470010012_53a1f66b270fef6fef8f4eae196930b5)

(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/12799149_978755765528728_4874410881532207043_n.jpg?oh=54bf29487931fe320e48f250267c5823&oe=57E4B9C5)

(https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/13230272_1032149850189319_6593932406158581535_n.jpg?oh=829c9073f06fae6045c078f2cacdf8ea&oe=57D5E21B&__gda__=1473769073_c61eeed2668ff2cb08c713a7b1f86daa)

(https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpf1/v/t1.0-9/944863_983708761700095_4277619901575697276_n.jpg?oh=3c23ab59567530d1e5edaf64012b16c5&oe=57E69E6B&__gda__=1473058183_95df5d39d443447ea538963d26a0c3db)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 01, 2016, 03:13:30 pm
Fuzileiros Navais realizam treinamento e ACISO em Minas Gerais

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/05/010616-6_0.jpg)

No período de 22 a 27 de maio, aconteceu no sul de Minas Gerais o ADEST-FER-FFE-II/2016, um treinamento para cerca de 1.250 militares coordenado pela Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE). O exercício ocorre anualmente no mês de agosto, no Campo de Instrução da Escola de Sargentos das Armas (EsSA), em Três Corações (MG), porém, este ano, foi antecipado em virtude da atuação da Marinha do Brasil durante os Jogos Olímpicos.

O ADEST-FER-II/2016 foi dividido em duas fases. A primeira etapa ocorreu de 22 a 24 de maio e consistiu em um treinamento baseado em adestramentos específicos. Nesta fase, a principal atividade realizada foi o tiro com munição real com diversos armamentos, entre eles: o obuseiro 105 mm Light Gun; o morteiro 60 mm; a metralhadora 50 polegadas; e a metralhadora MAG 7,62 mm.


FONTE: http://www.planobrazil.com/adssumus-fuzileiros-navais-realizam-treinamento-e-aciso-em-minas-gerais/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 11, 2016, 04:06:57 pm
(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13346667_1719201278367650_1367774707950450352_n.png?oh=8301a678241636bd2256b4080dadb06c&oe=57D0ED1B)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 11, 2016, 04:09:07 pm
(https://c2.staticflickr.com/8/7384/27422373742_9b26ceb617_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7298/27486692556_0c356d12df_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7052/27422374072_f56bbf09dc_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7327/27486691656_9de8f1ed9e_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7328/27486691966_9ffc44fd7e_b.jpg)



Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 11, 2016, 04:11:44 pm
(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13321716_1044514615619509_4195511840199511932_n.jpg?oh=77ef5532bbf81bb3d3a592fb3f94f588&oe=57C1F68F)

(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13393919_1044515972286040_7630582080408191488_n.jpg?oh=00af9bcd7c3190138a2b0b8e02fc98b9&oe=57D06098)

(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13327626_1044514982286139_7118010617331542720_n.jpg?oh=2eee4a839a5b1db9b296c9b495e0e1d1&oe=57C22031)

(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13319824_1044515408952763_1453459920803862143_n.jpg?oh=01ba6c06538b189d2799dad1ec5bba4d&oe=57C6AA75)

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 11, 2016, 05:31:03 pm
Nós por cá:

(http://fuzileiros.marinha.pt/PT/noticias/PublishingImages/Cerim%C3%B3nia%20de%20Imposi%C3%A7%C3%A3o%20de%20Boinas%20aos%20Aspirantes%20Fuzileiros%20do%20Curso%20%E2%80%9CPadre%20Fernando%20Oliveira%E2%80%9D/FANFARRA.JPG)

http://barcoavista.blogspot.pt/2011/10/fanfarra-da-armada.html

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 11, 2016, 10:56:15 pm
Nós por cá:

(http://fuzileiros.marinha.pt/PT/noticias/PublishingImages/Cerim%C3%B3nia%20de%20Imposi%C3%A7%C3%A3o%20de%20Boinas%20aos%20Aspirantes%20Fuzileiros%20do%20Curso%20%E2%80%9CPadre%20Fernando%20Oliveira%E2%80%9D/FANFARRA.JPG)

http://barcoavista.blogspot.pt/2011/10/fanfarra-da-armada.html

Caro Cabeça de Martelo;

A Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais é uma das mais tradicionais fanfarra militar do Brasil. Inclusive com apresentações no estrangeiro, como na celebrada The Royal Edinburgh Military Tattoo.

A Banda Marcial do CFN tem seu aquartelamento estabelecido na histórica Fortaleza de São José, construída em 1736 (Brasil Colônia, portanto), na Ilha das Cobras, recanto privilegiado da Baía da Guanabara, no Estado do Rio de Janeiro.

FONTE: https://www.mar.mil.br/cgcfn/cfn/marcial.htm

Uma de suas características marcantes da Banda Marcial do CFN são as apresentações com gaitas de fole escocesas. Os instrumentos foram presentes da rainha da Inglaterra para o USS Saint Louis, navio pertencente à Marinha Americana. Essa embarcação foi incorporada à Força Naval brasileira, em 1951, com o nome de Cruzador "Tamandaré", e sua tripulação presenteou a BMCFN com 16 gaitas escocesas.

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2016/mes06/grande%20band%20III.jpg)

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 13, 2016, 09:45:45 pm
(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/12295329_914354945324206_5457136381421937673_n.jpg?oh=bdecad312bdc97a05ae071894f0b6416&oe=57C81A69)

(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/12274429_914354998657534_4418767970586852651_n.jpg?oh=4212bceac98f180a63cf8641bfb2f8a4&oe=58067BE7)

(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/12301470_914354971990870_5911763754966895089_n.jpg?oh=5ea2b367bc1649adf8afb971e8c5bf52&oe=5809312C)

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 14, 2016, 10:49:19 am
Nós por cá:

(http://fuzileiros.marinha.pt/PT/noticias/PublishingImages/Cerim%C3%B3nia%20de%20Imposi%C3%A7%C3%A3o%20de%20Boinas%20aos%20Aspirantes%20Fuzileiros%20do%20Curso%20%E2%80%9CPadre%20Fernando%20Oliveira%E2%80%9D/FANFARRA.JPG)

http://barcoavista.blogspot.pt/2011/10/fanfarra-da-armada.html

Caro Cabeça de Martelo;

A Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais é uma das mais tradicionais fanfarra militar do Brasil. Inclusive com apresentações no estrangeiro, como na celebrada The Royal Edinburgh Military Tattoo.

A Banda Marcial do CFN tem seu aquartelamento estabelecido na histórica Fortaleza de São José, construída em 1736 (Brasil Colônia, portanto), na Ilha das Cobras, recanto privilegiado da Baía da Guanabara, no Estado do Rio de Janeiro.

FONTE: https://www.mar.mil.br/cgcfn/cfn/marcial.htm

Uma de suas características marcantes da Banda Marcial do CFN são as apresentações com gaitas de fole escocesas. Os instrumentos foram presentes da rainha da Inglaterra para o USS Saint Louis, navio pertencente à Marinha Americana. Essa embarcação foi incorporada à Força Naval brasileira, em 1951, com o nome de Cruzador "Tamandaré", e sua tripulação presenteou a BMCFN com 16 gaitas escocesas.

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2016/mes06/grande%20band%20III.jpg)


A Fanfarra dos Paraquedistas usava Gaitas-de-Foles com origem portuguesa (Zona de Miranda do Douro).

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 17, 2016, 02:52:53 am
Citar
A Fanfarra dos Paraquedistas usava Gaitas-de-Foles com origem portuguesa (Zona de Miranda do Douro).


Interessante. Essas gaitas de foles são originárias do Norte de Portugal, isto é, da região onde predomina lusos de ascendência e de cultura celta?
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 17, 2016, 03:33:19 pm
Não há relação entre as Gaitas de Foles e os Celtas e as mesmas não existem  só no Norte de Portugal.

http://www.gaitadefoles.net/gaitadefoles/gaitapt.htm
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Alvalade em Junho 17, 2016, 03:41:52 pm
De qualquer forma: https://en.wikipedia.org/wiki/Celtiberians
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 19, 2016, 07:50:39 pm
(https://scontent.fgyn2-1.fna.fbcdn.net/t31.0-8/10626197_888768884496525_1115825438759025958_o.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 19, 2016, 07:53:32 pm
(https://c2.staticflickr.com/8/7145/26560145480_cf8291c907_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7175/26765265511_386a74d8f7_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7542/26765265581_aa24a652ea_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 19, 2016, 07:57:09 pm
(http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/sites/_agenciabrasil/files/gallery_assist/26/gallery_assist706834/Agencia%20Brasil301012_DSA6435.JPG)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 22, 2016, 02:43:18 pm
Fuzileiros navais em missão nas fronteiras pela Operação Ágata 11

Começou na fronteira brasileira, a Operação Ágata 11. Em Mato Grosso do Sul, as forças armadas se concentram na região de Ponta Porã e Corumbá, cidades que fazem fronteira com Paraguai e Bolívia. Neste ano serão 18 mil militares da Marinha, Exército e Força Aérea em todos os 16,8 mil quilômetros de extensão da fronteira do Brasil com 10 países sul-americanos

Considerada a maior mobilização feita no Brasil para combater ilícitos, a Ágata foi criada por decreto em junho de 2011 e é coordenada pelo Ministério da Defesa. Neste ano, também há o foco dos Jogos Olímpios Rio 2016, que acontecem em agosto.

(http://www.correiodoestado.com.br/upload/dn_noticia/2016/06/operacaoagatago21.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7693/27821490235_757df06b2e_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7453/27543279460_d1dafe9eff_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7443/27786930856_e230e87049_b.jpg)

(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/news_image/2011/09/3439.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 22, 2016, 02:49:12 pm
(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13450951_1051640698240234_2276675509000321773_n.jpg?oh=f488824dc33a694feef933134766a57c&oe=57F2BAC6)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 28, 2016, 08:24:06 pm
(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13434833_1051546411582996_3438499362792725357_n.jpg?oh=b11559769f5bf5378054fc40498d5abb&oe=57F04F96)

(https://scontent-grt2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13450729_1053083961429241_1832148817579674048_n.jpg?oh=1f282dd557497b00757c7256c93490ee&oe=57ED76B9)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtf1/v/t1.0-9/1936250_1036153929788911_6436003569171605087_n.jpg?oh=db3c0f8036090c64d56a7462c2184c6d&oe=580972CD&__gda__=1476036758_4a29c5112c1dd1ccbf661b2e173803b6)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 09, 2016, 03:21:00 am
Apronto para os Jogos Olímpicos do Rio 2016

(https://2.bp.blogspot.com/-dZPswx-zR1E/V3V55Gm4rjI/AAAAAAAAF50/lKMjrTO8kVcQOCcJmqLuZF8md2UQsZ2xQCLcB/s1600/IMG_7546.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-MF5wkYeUslw/V3V571eYW4I/AAAAAAAAF6E/cUX5c7_OO78w9cZ5LZWpooSgNb8ppiknQCKgB/s1600/IMG_7557.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-UjM5aqsNcns/V3V5vUqfWeI/AAAAAAAAF5M/NMeULrLDdsoHdJJLZyOSJj0lBIvwyzZawCKgB/s1600/IMG_7499.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-ycOK7GgvOAM/V3V5vyhx-CI/AAAAAAAAF5Q/S2mPW-iNLdEgXZ8ka5oPPC34YENiMo-7gCKgB/s1600/IMG_7501.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-UcAYHWvvyEQ/V3V51Fux16I/AAAAAAAAF5k/6BVEUkUYmsocfdqFEGVxoRXDJR48jcXHgCKgB/s1600/IMG_7529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-nmS-plzDG10/V3V6B0gNnsI/AAAAAAAAF6k/QbkWxjlj8qQVA6spsoeQbsqPgp-wcNemQCKgB/s1600/IMG_7570.JPG)

FONTE: http://orbisdefense.blogspot.com.br/2016/06/marinha-do-brasil-ativa-seu-gt.html


Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 09, 2016, 03:27:35 am
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 09, 2016, 03:33:21 am
Participação da Marinha do Brasil no esquema de segurança para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

(http://infogbucket.s3.amazonaws.com/arquivos/2016/06/30/esquema-patrulhamento-desk.png)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 11, 2016, 02:34:57 pm
(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13501993_1055587891178848_6276055583926594613_n.jpg?oh=8e038670e683a188e06ce0074490fa6c&oe=57F6D479)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 11, 2016, 03:05:46 pm
(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13502082_1061186463952324_6937888202808766515_n.jpg?oh=a557bf26cddd11af9d9578b073bdff76&oe=582CBD7C)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 11, 2016, 03:08:00 pm
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 19, 2016, 04:48:57 pm
Exercício de desembarque de Fuzileiros Navais, no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. O treinamento visa a preparação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13729139_1075185792552391_3464354188293382406_n.jpg?oh=f996b1c63d613f79d6ada56cbcdd53c1&oe=582FD38D)

(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13769485_1075185785885725_7274610071640080147_n.jpg?oh=7955cd7d2d7361f915fef6b885e33819&oe=57ED28FC)

(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13782139_1075185795885724_6647243517233609019_n.jpg?oh=136882889464ec60240b1aee530ee7b2&oe=57F23CC0)

(https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13781745_1075185905885713_2447628928646037077_n.jpg?oh=d6bad2975008166dcd985e4c382a5620&oe=582A64D1)

fonte: Facebook da Marinha do Brasil
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 20, 2016, 03:36:42 pm

Testes de desembarque de Fuzileiros Navais que farão parte do esquema de segurança dos Jogos Olímpicos do Rio
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 26, 2016, 08:21:39 pm
(https://2.bp.blogspot.com/-ogexMjUXZVk/V5JgXrg99yI/AAAAAAAAHl4/l9paW2Gm7iEFrOG1ATmXBvRWDNioH8BkQCEw/s1600/IMG_9509.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-0urQWnzdfrg/V5JgY7tID5I/AAAAAAAAHmA/v6v117x5Ljo7SXhN5bftZZzSUkWBtISSQCEw/s1600/IMG_9511.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-ACvXb5PIK3U/V5JgkhWoDxI/AAAAAAAAHnw/c1HQ1lF2NpErqmsbvJ4FNcYPghxAsxdLwCEw/s1600/IMG_9802.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-0fpLqQh5zcQ/V5JgkwcP3jI/AAAAAAAAHn0/ncTm2ZDwtRkuzqBv_bqljPZyP8HUM_hzACEw/s1600/IMG_9813.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-yoKl_eyBTIc/V5JgmMqcqnI/AAAAAAAAHn8/eux7CPOV_jU9WeV-MUDVkyPX3tF4bjljgCEw/s1600/IMG_9820.JPG)

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 26, 2016, 08:30:40 pm
Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ) realiza o 1º Curso de Defesa Pessoal Militar

(https://4.bp.blogspot.com/-pLE-8nMWZPo/V5Nwqzv6W2I/AAAAAAAAHuw/r8Rjc8V-kzAWMsDHnWbHbdLXdcZXbowrgCLcB/s1600/defesapessoal.2.jpg)

No período de 11 a 15 de julho, a Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ) realizou o 1º Curso de Defesa Pessoal Militar para homens, sendo adotado o sistema combatíveis - nível I. O curso tem por finalidade melhorar a qualificação dos militares da BNRJ e, consequentemente, a segurança interna do Complexo Naval de Mocanguê. O objetivo principal é preparar Oficiais e Praças que concorrem à escala de serviço da BNRJ, em técnicas de defesa pessoal militar.

(https://1.bp.blogspot.com/-texn6c32bcI/V5Nwslw2MPI/AAAAAAAAHu0/YTyI9SbP2HMVZrteQm90Kd1AmTuIQ0s6gCLcB/s1600/defesapessoal.jpg)

Durante o curso, foram ministrados adestramentos de treinamento funcional para combate, quedas e rolamentos, luta corpo-a-corpo no solo e em pé, fundamento das técnicas de soco e chutes, defesa básica de facas e pauladas, imobilizações táticas e desarmes de armas de fogo curtas.

FONTE:  http://orbisdefense.blogspot.com.br/2016/07/base-naval-do-rio-de-janeiro-bnrj.html
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 01, 2016, 09:48:03 pm
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 18, 2016, 08:57:06 pm
CFN quer modernizar tanques leves e comprar veículos sobre rodas

(http://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2016/08/CFN-3.jpg)

O Jane’s noticiou que o Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) da Marinha do Brasil está considerando upgrades para seus tanques leves SK-105A2S Kürassier, e a compra de veículos blindados 4×4 e 6×6.

Projetos de modernização dos tanques e a obtenção de veículos blindados sobre rodas estão atualmente passando por uma fase de estudo e uma análise do conceito e do orçamento de viabilidade, disse um porta-voz da Marinha.

Estes projetos integram o Programa de Consolidação da Brigada Anfíbia no Rio de Janeiro (PROBANF), que visa aumentar o poder de fogo, a capacidade expedicionária, mobilidade e de proteção dos fuzileiros.

Dezessete tanques e um veículo de recuperação 4KH7FA Greif foram recebidas da Steyr-Daimler-Puch Spezialfahrzeug (agora parte da General Dynamics European Land Systems) em 2001, após a aquisição, em 1998.

FONTE: http://www.forte.jor.br/2016/08/15/cfn-quer-modernizar-tanques-leves-e-comprar-veiculos-sobre-rodas/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 18, 2016, 09:26:12 pm
CFN recebe últimos blindados M113MB1 modernizados

(http://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2016/08/M113-CFN-011a.jpg)

Citar
O Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) da Marinha do Brasil aguarda para setembro o recebimento dos últimos três veículos blindados modernizados M113MB1, informou a Marinha ao Jane’s em 10 de agosto.

O lote final compreende porta-morteiros e veículos de reparação e recuperação, informou a Força. Os primeiros sete M113MB1s foram recebidos em 14 de junho de 2013.

O CFN concedeu à Israel Military Industries (IMI), em 28 de novembro de 2008, um contrato de US$ 15,8 milhões através da Comissão Naval na Europa (CNBE) para modernizar 24 veículos blindados de transporte de tropas M113A1: dois postos de comando M577A2, dois porta-morteiros M125A1, uma unidade de reparação M113A1G, e um veículo de recuperação XM806E1. O trabalho foi executado pelo Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais (CTecCFN) com assistência da IMI, que foi selecionada entre as concorrentes BAE Systems e Flensburger Fahrzeugbau Gesellschaft (FFG).

Os veículos estão equipados com um motor Caterpillar C7 com 300 cv de potência, transmissão automática de sete velocidades Allison 3200SP, nova linha de transmissão, novo sistema de exaustão, kit de resfriamento, novos controles, extintor de incêndio, caixa de transferência, kit de flutuação, dois tanques de combustível externos de 360 litros, lagartas 513E, suspensão reforçada, sistema elétrico 200 AMP, ringmount W&E Platt M555, e uma unidade de controle ambiental da Marvin Terra Systems, entre outros equipamentos. Os cascos foram reparados e modificados também.

Um pequeno número de lançadores de granada de fumaça de 76 mm, termovisores e displays, e kits de proteção balística externos e internos foram adquiridos separadamente. FONTE: http://www.forte.jor.br/2016/08/15/cfn-recebe-ultimos-blindados-m113mb1-modernizados/

(http://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2016/08/M113-CFN-033a.jpg)

(http://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2016/08/M113-CFN-135a.jpg)

(http://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2016/08/M113-CFN-178a.jpg)

(http://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2016/08/M113-CFN-174a.jpg)

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 16, 2016, 09:06:45 pm
CFN no desfile cívico-militar de 7 de setembro (Rio de Janeiro)

(http://portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2016/09/28.jpg)

(http://portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2016/09/29.jpg)

(http://portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2016/09/03.jpg)

(http://portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2016/09/02.jpg)

(http://portaldefesa.com/home/wp-content/uploads/2016/09/01.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 13, 2016, 08:40:56 pm
GptFNNa realiza adestramento com lançador AT-4

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2016/10/Imagem-1-e-2-E-XPLOSEX-2016-1.jpg)

Citar
O Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal (GptFNNa) realizou um treinamento  denominado “EXPLOSEX-2016”, no Campo de Instrução de Punaú, área pertencente ao Exército Brasileiro. Os militares tiveram instrução no lançador AT-4, realizando disparos com sub-calibre e munição real.

O planejamento e a execução das instruções nas áreas determinadas foram executadas com êxito, fruto do empenho e dedicação da equipe de instrução, buscando sempre alcançar o máximo de sucesso na realização de suas tarefas. De acordo com GptFNNa, ao longo do desenvolvimento do exercício foi possível observar o alto grau de comprometimento da tropa.

Sobre o AT-4

O AT-4 (também AT4, AT4 CS, AT4-CS, ou AT-4CS)[1] é uma arma de 84 milímetros não guiada, portátil, de único tiro sem recuo e de furo liso produzida na Suécia pela Saab Bofors Dynamics (anteriormente Bofors Anti-Armour Systems) desde o final da década de 1960.

A Saab teve um considerável sucesso de vendas com o AT4, tornando-o uma das armas anticarro individuais mais comuns no mundo.

Ivan Plavetz

FONTE:   http://tecnodefesa.com.br/gptfnna-realiza-adestramento-com-lancador-at-4/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 13, 2016, 08:48:39 pm
(https://c1.staticflickr.com/9/8260/28469902144_bab947c10d_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8353/28986157372_14c2c9a219_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8594/28986157542_d6820be7f9_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8459/28986157822_ef33cc1fe9_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/2/1441/24421208091_f3d3e85682_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 13, 2016, 10:56:33 pm
Se o EB estivesse tão bem equipado e armado como o Corpo de Fuzileiros... tinham um Exército de primeira linha.
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 14, 2016, 06:15:19 am
Se o EB estivesse tão bem equipado e armado como o Corpo de Fuzileiros... tinham um Exército de primeira linha.

Devo concordar, excetuando algumas unidades de elite do EB, sendo a maioria delas pertencentes a Força de Ação Rápida Estratégica:

Brigada de Operações Especiais (Comandos, F.Es), Brigada de Infantaria Pára-quedista, 6ª Brigada de Infantaria Blindada com seus dois Batalhões de Infantaria Blindados e dois Regimentos de Carros de Combate, 1º Batalhão de Infantaria de Selva (Aeromóvel), 12ª Brigada de Infantaria Leve (Aeromóvel) e o 52º Batalhão de Infantaria de Selva.

Mas a grosso modo, os fuzileiros estão munidos de respeitáveis meios, constituindo-se numa força de elite compacta e com considerável poder de choque, muito necessário para operações anfíbias.
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 19, 2016, 03:43:32 pm
Operação Formosa 2016 adestra Fuzileiros Navais no Centro Oeste brasileiro

Citar
Formosa (GO), 17/10/2016 – Sob sol forte e em pleno cerrado brasileiro 2,4 mil fuzileiros navais vindos do Rio de Janeiro estão em operação real de guerra. São exercícios que têm por objetivo preparar o militar da Marinha do Brasil para situações das mais corriqueiras às mais extremas. E, para acompanhar parte deste treinamento, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e oficiais generais da Força Naval e observadores estrangeiros estiveram nesta segunda-feira (17), na Fazenda Bonsucesso, um campo de treino do Exército situado a quase 100 quilômetros do centro de Brasília.

Após assistir exercícios de ataque e defesa, desembarque de tropas e emprego de robô para desarme de explosivo, o ministro Jungmann destacou que os fuzileiros navais constituem “a linha de frente composta por estes bravos profissionais, capacitados, com desempenho e disciplina”.

Operação Formosa

Jungmann chegou hoje pela manhã no campo de treinamento para acompanhar os exercícios dos fuzileiros no âmbito da Operação Formosa. Acompanhado do chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Ademir Sobrinho, o ministro foi recebido pelo comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), almirante Alexandre José Barreto de Mattos. No interior de uma barraca climatizada, o almirante apresentou detalhes da operação de adestramento.

“Este tipo de exercício requer a necessidade disciplina e superação enormes. Também intenso planejamento. E para estas atividades o campo de instrução de Formosa, por sua estrutura, facilita a realização deste treinamento”, afirmou o almirante Alexandre.

Para chegar à fazenda Bonsucesso, as tropas iniciaram deslocamento do Rio de Janeiro, uma operação logística que exigiu o poder de mobilização. Até o campo foram percorridos 1.644 quilômetros. O comboio contou com 59 viaturas leves, 71 viaturas pesadas, 25 blindados e 50 ônibus.

http://www.defesa.gov.br/noticias/25331-operacao-formosa-2016-adestra-fuzileiros-navais-no-centro-oeste-brasileiro

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2016/mes10/grande%20formosa%20XX.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 19, 2016, 03:44:07 pm
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 19, 2016, 03:57:08 pm
(https://scontent.fudi1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14650087_1181100168627619_1794463937522771322_n.jpg?oh=54ccd5468c844a08730dde1c46b7c408&oe=58AB5153)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 23, 2016, 05:58:13 pm

(https://scontent.fgyn2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14642282_1776941272593650_1249087105450240335_n.png?oh=f4d1f9ca4b1e550b094282b3542acc28&oe=5898A564)

(https://scontent.fgyn2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14591862_1776941342593643_7463892703449762244_n.png?oh=60377cc5f0e209d95d740bf849794f0f&oe=589976A7)

(https://scontent.fgyn2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14657310_1776941265926984_1716560458903788999_n.png?oh=07b03e11a96d18d69c4e47b7583b15ae&oe=589FF7C7)

(https://scontent.fgyn2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14657482_1776941335926977_2270886940012247517_n.png?oh=3c51e2e8e57c2fd4b424ed41c9472ac8&oe=58A9E625)

Créditos: Correio Braziliense
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 23, 2016, 06:02:13 pm
(https://dialogo-americas.com/application/files/4014/6634/7274/images_2015_11_18_3734-formosa2.jpg)

(https://dialogo-americas.com/application/files/9914/6633/9963/images_2015_11_18_3735-formosa3.jpg)

(https://dialogo-americas.com/application/files/6214/6633/9907/images_2015_11_18_3736-formosa4.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 28, 2016, 06:20:20 pm
(https://c1.staticflickr.com/9/8597/30388031181_bb61fc2def_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5477/30388033611_f79cd06c81_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5552/29842126053_bd75b3385a_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8600/30387972101_d86af126d0_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 28, 2016, 06:26:11 pm
(https://c2.staticflickr.com/6/5668/30387979101_8c9754fd94_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8663/29842130213_2e0a13f736_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5336/30387991891_9c64143687_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5469/29842135093_c107036b9f_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5467/29844051424_469ef0fc4e_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8647/30357734452_cf5b46607c_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8673/30357741152_ed83ddcc82_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5444/30176331520_55dcf31efb_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5621/30357746002_0451ec63cb_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/9/8682/30176337460_3ced529f60_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5650/30474732605_e7b2223241_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5746/30388032351_36087fbda2_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5723/30474729375_433691af48_b.jpg)

ADSUMUS!!  :G-beer2:
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 28, 2016, 11:47:17 pm
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 29, 2016, 11:14:31 am
Tens a certeza?

http://www.planobrazil.com/segundo-janes-o-corpo-de-fuzileiros-navais-da-marinha-do-brasil-estuda-modernizar-o-sk-105a2-e-adquirir-veiculos-blindados-4x4-e-6x6/

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Burro em Outubro 29, 2016, 12:37:36 pm
A opção será o Guarani 8x8 armado com tubo 105 mm Otto Melara.

Essa é a previsão, fabricado em Minas Gerais.
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 29, 2016, 02:20:49 pm
http://www.planobrazil.com/segundo-janes-o-corpo-de-fuzileiros-navais-da-marinha-do-brasil-estuda-modernizar-o-sk-105a2-e-adquirir-veiculos-blindados-4x4-e-6x6/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 30, 2016, 10:24:45 pm
http://www.planobrazil.com/segundo-janes-o-corpo-de-fuzileiros-navais-da-marinha-do-brasil-estuda-modernizar-o-sk-105a2-e-adquirir-veiculos-blindados-4x4-e-6x6/

Não tenha dúvida. O projeto é mesmo de modernizar o SK-105 (muito bem avaliado pelo CFN, diga-se de passagem) e adquirir uma frota de blindados sobre rodas 4x4 e 6x6. Acho que tais veículos serão os mesmos que o EB opera (e ainda vai operar), ou seja, Iveco Guarani (6x6) e MLV (4x4), seguindo uma política de padronizar os equipamentos dentro das FFAAs brasileiras.

Mas daí surge a pergunta, e os Mowag Piranha III 8x8?

Quando o CFN comprou os blindados suíços, ainda não existia o Iveco Guarani (naquela época não passava de um projeto) e, os Fuzileiros, precisavam em caráter de urgência de uma viatura blindada multifuncional, em especial para a tarefa de transporte de tropa. A aquisição coincidiu com a Missão de Paz no Haiti. O CFN operou por um longo período blindados 6x6 Engesa Urutu que foram substituídos pelos Piranha na ocasião da missão de paz na ilha caribenha.   
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 05, 2016, 03:21:56 am
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 17, 2016, 04:04:55 pm
(https://scontent.fgyn3-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/3487_10208377114695697_4996127714683384003_n.jpg?oh=514d75799d8ee62836468ef53c3e3224&oe=58BE5DA4)

(https://c2.staticflickr.com/8/7140/14012056462_06094d6631_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7193/14012087281_9165c8e2f5_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7073/14035265273_7785a01c39_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/3/2895/13992140026_cf2c1973ec_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7091/14015260105_531a811222_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7316/13992137366_5a772c85f5_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/3/2900/14012055132_a4729d9602_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7267/14015294675_20bbe0fa67_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5336/13992168296_ff564c013e_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/8/7458/14012094622_195132a216_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5251/13992164656_8a4d30c94f_b.jpg)

(https://c2.staticflickr.com/6/5327/14035248053_35b64b66df_b.jpg)

Créditos: Roberto Caiafa
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 26, 2016, 01:16:10 am
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 24, 2017, 02:04:04 pm
(https://c1.staticflickr.com/1/335/31783669515_defb50e739_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/671/31411180700_c677b7873b_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/493/30696657843_a5017131a1_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/709/31783676365_a9401c8cb0_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 25, 2017, 06:48:27 pm
(https://scontent.fgyn3-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/15400426_1244976628906639_640658962071429631_n.jpg?oh=b71c006446836ecb5e408035e82eee44&oe=59051A26)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 05, 2017, 08:25:25 pm
Fuzileiros Navais em apoio à Segurança Pública no carnaval do Rio de Janeiro

Citar
The Brazilian Federal Government did not authorize thousands of military personnel who reinforced the safety of the city of Rio de Janeiro to be used to increase the safety of cariocas and tourists during the Rio Carnival. Carnival Carioca officially begins on Friday (February 24 ), But today was the last day that the military operated in the city. More than 1 million Brazilian and foreign tourists are expected for the festivities and the population fears for its safety. In this image, Marines patrol the last day, the Olympic Boulevard (place used as a recreational area for the Rio 2016 Olympic Games, which is currently one of the main sights of downtown Rio and disembarkation point for cruise ships).

(http://media.gettyimages.com/photos/the-brazilian-federal-government-did-not-authorize-thousands-of-who-picture-id644077974)
(http://media.gettyimages.com/photos/the-brazilian-federal-government-did-not-authorize-thousands-of-who-picture-id644077966)
(http://media.gettyimages.com/photos/the-brazilian-federal-government-did-not-authorize-thousands-of-who-picture-id644077958)
(http://media.gettyimages.com/photos/the-brazilian-federal-government-did-not-authorize-thousands-of-who-picture-id644077936)
(http://media.gettyimages.com/photos/the-brazilian-federal-government-did-not-authorize-thousands-of-who-picture-id644077906)
(http://media.gettyimages.com/photos/brazilian-navy-soldiers-patrol-near-the-ipanema-beach-as-part-of-the-picture-id635343202)
(http://media.gettyimages.com/photos/brazilian-navy-soldiers-patrol-near-the-ipanema-beach-as-part-of-the-picture-id635343152)
(http://media.gettyimages.com/photos/brazilian-navy-soldiers-patrol-near-the-ipanema-beach-as-part-of-the-picture-id635342994)
(http://media.gettyimages.com/photos/brazilian-navy-soldiers-patrol-near-the-ipanema-beach-as-part-of-the-picture-id635342932)
(http://media.gettyimages.com/photos/brazilian-navy-soldiers-patrol-near-the-ipanema-beach-as-part-of-the-picture-id635342864)
(http://media.gettyimages.com/photos/army-troops-begin-patrolling-the-streets-of-natal-rio-grande-do-norte-picture-id632381198)
(http://media.gettyimages.com/photos/military-soldiers-patrol-the-downtown-neighborhoods-of-gloria-and-picture-id546495176)
(http://media.gettyimages.com/photos/military-soldier-patrols-the-downtown-neighborhoods-of-gloria-and-picture-id546495172)
(http://media.gettyimages.com/photos/military-soldiers-patrol-the-downtown-neighborhoods-of-gloria-and-picture-id546495170)
(http://media.gettyimages.com/photos/military-soldier-stands-in-a-tank-at-maua-square-ahead-of-the-2016-picture-id546495164)
(http://media.gettyimages.com/photos/military-soldier-stands-in-a-tank-next-to-a-police-car-at-maua-square-picture-id546495148)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 07, 2017, 06:15:53 pm
Os 60 anos de uma força diferenciada

Citar
O ano de 2017 marca o sexagenário dos três comandos de força do setor operativo da Marinha do Brasil, que mesmo com o país atravessando um momento de crise econômica aguda, continua atuando em várias operações reais, em diferentes ambientes operacionais.

(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/news_image/2017/03/35180_resize_800_600_false_true_null.jpg)

A manhã da quarta-feira, dia 15 de fevereiro, foi agitada no Comando da Divisão Anfíbia do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil (CFN). Além dos preparativos para a cerimônia de comemoração dos 60 anos da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), que seria realizada no dia seguinte, uma notícia importante chegou aos ouvidos dos militares presentes ao local: dois assaltantes que tentavam roubar uma moto – sendo um deles armado – foram surpreendidos por uma patrulha de Fuzileiros Navais. Na fuga, um deles atirou contra os militares e acabou sendo baleado, vindo a falecer no local.

Os fuzileiros patrulhavam a região em cumprimento às orientações e procedimentos para atuação na Operação Carioca, que entrava em seu segundo dia nos principais bairros do Rio de Janeiro, além dos municípios de Niterói e São Gonçalo. A atuação das tropas federais foi autorizada pelo presidente Michel Temer após pedido do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão.

“Desculpe ter interrompido nossa conversa, mas é fundamental neste momento dar todo o apoio necessário ao militar que fez o disparo em legítima defesa”, explicou o Vice-Almirante Fuzileiro Naval Alexandre José Barreto de Mattos, atual comandante da FFE que, no momento em que soube do ocorrido, concedia uma entrevista à Diálogo. “É importante manter o moral da tropa elevado e que eles saibam que o almirantado está aqui para apoiá-los em momentos como este.”

Garantia da lei e da ordem

O patrulhamento das ruas cariocas pelos Fuzileiros Navais, considerada uma operação de garantia da lei e da ordem, assim como outras missões como a participação nas ações de segurança da Copa do Mundo 2014 e das Olimpíadas 2016, conta com o envolvimento fundamental da FFE. “Nós temos um órgão de adestramento muito intenso que prevê a preparação do nosso pessoal, desde o nível mais baixo, para estes tipos de operações. Isso obedece a um ciclo de adestramento e a parte principal desse ciclo nós chamamos de eixo central do adestramento”, contou o V Alte Alexandre que, no dia anterior à entrevista à Diálogo, tinha sido promovido a Almirante-de-Esquadra e será, em breve, o comandante-geral do CFN.

Um pouco de história

Para entender o escopo da participação da FFE nestes tipos de operações, é preciso um pouco de história. O CFN nasceu como uma brigada dentro da Marinha de Portugal, em 1808, e foi constituído como a tropa anfíbia que foi acompanhando a família real portuguesa que, fugindo de Napoleão Bonaparte, seguiu para o Brasil naquele mesmo ano.

Depois da Guerra de independência do Brasil, também em 1808, a Marinha portuguesa permaneceu em solo brasileiro, e os atuais Fuzileiros Navais foram então chamados de soldados marinheiros. “Como tudo ainda era muito incipiente no país, foram enviados oficiais da Marinha do Brasil (MB) para visitas, estágios e cursos nas principais organizações de Fuzileiros Navais estrangeiras, principalmente junto ao Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, os famosos Marines”, esclareceu o Contra-Almirante José Luiz Corrêa da Silva, comandante da Tropa de Reforço da FFE.

“Os fuzileiros navais do Brasil e dos Estados Unidos estabeleceram, ao longo dos anos, uma forte e duradoura relação. Há décadas, ambas as Forças têm intercambiado experiências e conhecimento”, concordou o Contra-Almirante Kevin M. Iiams, comandante da Força do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, Sul.

Com o passar dos anos, houve a necessidade de se criar uma força moderna, que permitisse o emprego de tropas de desembarque em cenários de operações anfíbias. E foi assim que, em 1957, alguns homens, usando barracas como local de trabalho e utilizando equipamentos ultrapassados, porém com um romantismo quase cinematográfico, deram início ao que tempos mais tarde se transformaria no principal braço operativo do CFN: a FFE.

“Ao mesmo tempo, foram adquiridos os navios-transporte e as embarcações de desembarque que passaram a integrar o treinamento e operação dos recursos humanos, ajudando a consolidar uma mentalidade de operações anfíbias na Marinha do Brasil”, contou o Contra-Almirante Fuzileiro Naval César Lopes Loureiro, atual comandante da Divisão Anfíbia dos Fuzileiros Navais, que também foi promovido recentemente e substituirá o V Alte Alexandre no comando da FFE.

Durante muitos anos o comandante-geral do CFN acumulou ambas as funções, chefiando também a FFE. Em 1981, com a promoção de um almirante fuzileiro a quatro estrelas pela primeira vez, tudo mudou. O Almirante-de-Esquadra (FN) Domingos de Mattos Cortez passou a comandar o CFN e transferiu o cargo de comandante da FFE ao Vice-Almirante (FN) Carlos de Albuquerque. Houve então a separação do comandante-geral do Corpo de Fuzileiros Navais, que passou a ser um membro do almirantado, grupo subordinado diretamente ao comandante da Marinha, para seu assessoramento, e criou-se um setor de Comando-Geral. Esse setor de Comando-Geral cuida dos recursos humanos, da parte de material e da doutrina de emprego dos Fuzileiros Navais brasileiros.

Setor operativo da MB

“A FFE, na verdade, foi criada para ser a Força de Fuzileiros de UMA esquadra, não DA Esquadra, pois existia a intenção da Marinha do Brasil de ter outras esquadras, como daqui a alguns anos deve ocorrer”, disse o C Alte Luiz Corrêa. “Então, a FFE é uma tropa de Fuzileiros Navais com a sua organização, e que está à disposição do comandante de operações navais, ou seja, já estamos falando do setor operativo da Marinha, que é capacitado para fazer operações anfíbias e planejar, executar e controlar a realização de uma operação anfíbia. É a única força, dentro das Forças Armadas brasileiras, com essa capacidade, em termos de pessoal preparado para isso, material especificamente comprado para esse fim e a doutrina especificamente de emprego em operações anfíbias nas suas seis modalidades”, completou.

Em seu discurso durante a cerimônia de comemoração dos 60 anos da FFE, realizada no Comando da Divisão Anfíbia, dia 16 de fevereiro, o V Alte Alexandre disse: “A FFE, juntamente com suas Forças Subordinadas, a Divisão Anfíbia e a Tropa de Reforço, externa a conjuração de uma tropa especializada não limitada às Operações Anfíbias, mas uma tropa pronta para qualquer missão designada pela MB, podendo ser empregada em múltiplas atividades, sempre respondendo aos anseios da sociedade brasileira. E continuou: “Passaram-se sessenta anos desde que o presidente Juscelino Kubitscheck assinou o decreto de criação da FFE mas, apesar de um passado glorioso, as forças não são estáticas nem em seu caráter expedicionário, nem na sua visão de futuro. Vislumbramos sempre o horizonte em buscas de novos desafios.”

“O sexagésimo aniversário da FFE é uma excelente oportunidade para se refletir e celebrar o quanto é importante essa nossa parceria naval para o sucesso de nossos corpos de fuzileiros navais. Aproveito para desejar um feliz aniversário aos meus amigos Fuzileiros da FFE," concluiu o C Alte Iiams.

FONTE: http://www.defesanet.com.br/cfn/noticia/25025/Os-60-anos-de-uma-forca-diferenciada/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 07, 2017, 06:20:08 pm
Fuzileiros da Esquadra, uma força 100 por cento profissional

Citar
Uma conversa franca com o Vice-Almirante do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil Alexandre José Barreto de Mattos sobre os desafios para dirigir a Força de Fuzileiros da Esquadra da Marinha do Brasil.

(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/news_image/2017/03/35187_resize_800_600_false_true_null.jpg)
O Contra-Almirante (FN) César Lopes Loureiro (esq), atual Comandante da Divisão Anfíbia, irá substituir o atual Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante (FN) Alexandre José Barreto de Mattos, que passará a ser o Comandante Geral do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil. (Foto: Marcos Ommati/Diálogo)

A Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) é o principal braço operativo do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil (CFN). Este, por sua vez, está dividido em dois setores dentro da Marinha do país. Um é de apoio e cuida de cursos, captação de pessoal, aquisição de material, doutrina e carreira. No organograma da instituição, está subordinado ao Comando-Geral do CFN, chefiado por um almirante quatro estrelas. No braço operativo dos Fuzileiros Navais, há o corpo principal que é a FFE, que por sua vez está subordinada ao comandante de Operações Navais, ou seja, dentro do setor operativo da Marinha, onde se encontram as unidades distritais, que ficam espalhadas pelos diversos distritos navais no Brasil. Resumindo: o principal braço operativo dos Fuzileiros Navais se concentra na FFE, cujo atual comandante é o Vice-Almirante (FN) Alexandre José Barreto de Mattos que, coincidentemente, no dia em que concedeu esta entrevista à Diálogo – 14 de fevereiro – foi promovido a Almirante-de-Esquadra e em breve irá comandar todo o CFN do Brasil.

Diálogo: A FFE completou 60 anos em fevereiro. Por que esta data deve ser considerada histórica?

Vice-Almirante (FN) Alexandre José Barreto de Mattos: Toda força, toda instituição, toda pessoa que é sexagenária já viveu muita coisa na sua vida, tem um passado muito importante. O passado da FFE não poderia ser diferente. É um passado glorioso, de evolução permanente, com a constante evolução dos seus trabalhos. Isso faz com que, hoje, a tenhamos uma FFE respeitada em qualquer missão de que participa, principalmente naquelas em apoio à paz nos outros países, naquelas que reforçam a segurança dos brasileiros nas diversas operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). O CFN é respeitado junto à Marinha do Brasil, é integrante da Marinha do Brasil, respeitado pela nossa sociedade, assim como por todas as Forças Armadas.

Diálogo: O senhor irá deixar sua atual função em breve. Qual foi o seu principal desafio como comandante da FFE?

V Alte Alexandre: Comandar a FFE é um sonho para todo oficial dos Fuzileiros Navais. Eu diria que meu principal desafio foi estabelecer todas as condições necessárias de disciplina, adestramento, planejamento detalhado, que proporcionam o emprego de mais de seis mil homens da FFE, com a mais absoluta segurança. Temos que nos adestrar, nos preparar, temos que prover segurança para todo esse pessoal que está sempre utilizando munição real, sempre sendo colocado em situação de risco. Temos que prover a eles a segurança necessária, para que eles sempre voltem, no final do dia, ou no final de cada missão, para os seus lares em segurança. Esse é o maior desafio.

Diálogo: Qual a participação do CFN na região Amazônica, a chamada Amazônia Verde?

V Alte Alexandre: Temos dois batalhões de operações ribeirinhas: o 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas, que é subordinado ao comando do 9º Distrito Naval, e temos o 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas, que é subordinado ao 4º Distrito Naval. Esses dois batalhões atuam na Região Amazônica Verde realizando operações ribeirinhas, segurança na calha de rios, inspeções de navios e inspeções relativas ao tráfego aquaviário naquela região. Estes batalhões também realizam ações de segurança interna, para garantia do uso dos rios da Bacia Amazônica, além de exercícios conjuntos com as demais Forças Armadas e outros órgãos de segurança que são responsáveis diretos por ações de defesa ou ações contra o narcotráfico.

Diálogo: Que tipo de apoio é prestado nestas operações pelos Fuzileiros Navais?

V Alte Alexandre: Nessas operações que são feitas também com os órgãos de segurança, como a Polícia Federal e as polícias locais, o grande apoio que esses batalhões prestam é o suporte logístico, é o apoio referente à inteligência, de modo que os órgãos responsáveis pelo combate ao narcotráfico tenham a tranquilidade e a segurança necessárias para fazerem sua parte neste tipo de missão.

Diálogo: O CFN participou da segurança das Olimpíadas 2016, da Copa do Mundo 2014, atuou nas ocupações dos complexos de favelas do Alemão, Penha e da Maré. Atualmente estão no Haiti, como parte da Missão de Estabilização das Nações Unidas (MINUSTAH), nas missões de GLO no Rio de Janeiro e no Espírito Santo, além de estarem fazendo varredura em presídios em Natal, no Rio Grande do Norte. Como preparar uma tropa para realizar tantas e tão diferentes missões?

V Alte Alexandre: Nós temos um órgão de adestramento muito intenso que prevê a preparação do nosso pessoal desde o nível mais baixo. A parte principal desse ciclo nós chamamos de eixo central do adestramento. Esse é um termo clássico utilizado para o adestramento da FFE. Todo esse adestramento e todos os planejamentos relacionados a esses adestramentos fazem com que o nosso militar exercite, ao longo do ano, coisas que são fundamentais para o cumprimento de qualquer tarefa: disciplina, obediência total aos preceitos hierárquicos, uma capacidade intensa de se realizar um planejamento detalhado e se conduzir uma operação que tenha um detalhamento tão grande em seu planejamento. Tendo esses fatores bastante treinados ao longo do ano, existe uma capacidade conferida ao fuzileiro naval de participar em qualquer tarefa que lhe seja acometida. Além disso, o CFN é completamente profissional, ou seja, desde o nosso soldado até o almirante-de-esquadra, são todos profissionais, todos voluntários, todos pertencentes a uma carreira, todos concursados. O CFN não tem o militar recruta, aquele que passa pelas suas fileiras ao longo de apenas 10 meses fazendo o serviço militar. Não, são todos profissionais. Isso facilita a realização desses adestramentos, facilita também o aprendizado nos cursos e facilita também a colocação em qualquer tarefa que seja acometida ao CFN. Nós trabalhamos também dentro de um conceito doutrinário de organização por tarefas, ou seja, qualquer tarefa que seja atribuída ao CFN é cumprida com a formação de um grupamento operativo de fuzileiros navais. Quando a gente fala de um grupamento operativo de fuzileiros navais, fala de uma composição de meios e de pessoal que confere ao fuzileiro naval a capacidade de durar na ação com autonomia administrativa e com autonomia de planejamento. Isso também facilita quando estamos, em um momento, trabalhando para a GLO e esse mesmo grupo, rapidamente, seja movimentado como operação de paz e também seja, rapidamente, movimentado para cumprir uma outra ação, onde seja necessário um uso maior da força.

Diálogo: É inegável que a participação em missões de paz e de GLO, que são reais e não treinamentos, acaba sendo muito bom para seus comandados...

V Alte Alexandre: Sem dúvida. Todos esses grandes eventos de que nós participamos, todas as operações de GLO nas comunidades, daqui do Rio de Janeiro e fora dele também, e o próprio Haiti, são operações reais. Isso está sendo fundamental para a evolução do CFN. Hoje, dificilmente encontramos algum militar graduado que não tenha participado de pelo menos um desses eventos, ou seja, que não tenha pelo menos uma experiência em missão real. Não podemos esquecer que nós estamos no Líbano também, na UNIFIL [Força Interina da ONU no Líbano]. Também não podemos esquecer que temos destacamentos de segurança de embaixadas, que também são missões reais. Quando você faz a segurança do embaixador, do corpo diplomático, você está em uma missão real.

Diálogo: Possivelmente a MINUSTAH será desativada em alguns meses. O CFN já estuda a utilização de sua Força em operações em outros países?

V Alte Alexandre: Sim. Já há pedidos junto ao Ministério da Defesa do Brasil para que participemos em missões da ONU por parte do Chipre, Líbano, Congo, Saara Ocidental, República Centro-Africana, Libéria, Síria, Costa do Marfim, Sudão, ou seja, são países que têm dificuldades na sua segurança interna e que os organismos internacionais analisam a possibilidade de enviar tropas em missão de paz para esses países.

Diálogo: Qual a importância da interação dos FN do Brasil com outros corpos de fuzileiros navais de outros países?

V Alte Alexandre: A troca de experiências é fundamental, tanto para nós quanto para eles; essa é uma via de mão dupla. Logicamente, há um equilíbrio nessa troca de experiências. Como tudo que acontece nas relações internacionais, existem as contrapartidas, existem as negociações, os planejamentos. O que nós recebemos de lá, na mesma medida nós podemos passar nossas experiências para outros países também. É importante, pois também serve para o trabalho de operações combinadas, que são exatamente essas que envolvem operações. A UNITAS é um exemplo clássico disso.

FONTE: http://www.defesanet.com.br/cfn/noticia/25029/Fuzileiros-da-Esquadra--uma-forca-100-por-cento-profissional/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 08, 2017, 04:14:43 pm
(https://c1.staticflickr.com/1/649/32613939055_ff22542461_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/576/32573629786_dab52abf4c_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/599/32514612476_764e6c5027_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/715/31711602344_8a9cfbbc3e_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/388/32555665985_f8193f5e07_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/741/32402769572_d1a5975664_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/741/32555813915_8072228db4_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/599/32176522770_f45d7b8cbf_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/448/32402891402_f97e1e63de_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/546/32402922132_35c7d02c2a_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/681/31711818554_e99c6923a0_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/620/32555920435_8b24a6c72e_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/373/32402867392_15f76f0a3b_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 08, 2017, 04:18:01 pm
(https://c1.staticflickr.com/1/412/31743826953_5fc1c71110_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/484/32514837456_d33dd809d5_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/278/32433199951_740bbaa7cd_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/673/31743810753_9c7cca244d_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/323/31743806253_d3928a1dc9_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/275/32555879585_61afb2d0af_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 08, 2017, 04:23:11 pm
(https://c1.staticflickr.com/1/573/32514663676_c8dc23dbdb_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/378/32514653456_14e41707cc_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/652/32176373360_4664085476_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/284/31801881373_79876cc0d6_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/597/31801870413_fda9350644_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/271/32613984485_9c3bbd32be_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/642/32613967425_8f95ae254e_b.jpg)
(https://c1.staticflickr.com/1/685/32613953885_2cb36bcc6e_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 08, 2017, 04:25:39 pm
(https://c1.staticflickr.com/1/506/32555917255_c214f88210_b.jpg)

ADSUMUS!  :diabo: :G-beer2:
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Março 25, 2017, 03:22:25 am

Aniversário de 209 anos do Corpo de Fuzeileiros Navais
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Maio 04, 2017, 06:42:15 pm
Corpo de Fuzileiros Navais tem novo comandante

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/05/RVC_9741-2.jpg)

Citar
O Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) promoveu, na manhã do dia 25 de abril, a cerimônia de passagem do cargo de comandante-geral do Corpo de Fuzileiros Navais, do almirante-de-esquadra (FN) Fernando Antonio de Siqueira Ribeiro para o almirante-de-esquadra (FN) Alexandre José Barreto de Mattos.

Presidida pelo comandante da Marinha, almirante-de-esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, a cerimônia foi realizada na Fortaleza de São José d

a Ilha das Cobras, centro do Rio de Janeiro, e teve início com a apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais.

A ocasião marcou a entrega do estandarte do Corpo de Fuzileiros Navais ao comandante-geral empossado, e teve a tradicional salva de 17 tiros cerimoniais disparados por antigas bocas de fogo Krupp.

Dentre as autoridades civis e militares convidadas, esteve presente o comandante da Armada da República da Colômbia, almirante Leonardo Santamaría Gaitán. Também prestigiaram o evento antigos ministros da Marinha, comandantes da Força e ex-comandantes-gerais do CFN, oficiais-generais das demais Forças, representantes dos Poderes Legislativo e Judiciário, convidados e familiares das autoridades.

De acordo com o almirante-de-esquadra (FN) Fernando Antonio, ir para a reserva após 48 anos de serviços prestados é motivo de grande honra pessoal e satisfação profissional. “É um misto de alegria, por tudo o que aconteceu ao longo desses 48 anos, e de tristeza, por não fazer mais parte dessa rotina. Mas, por outro lado, é importante vermos a continuidade da nossa instituição bissecular. A gama de atividades que coordenamos tem que passar por outros comandos, para que haja a natural oxigenação da instituição. E é uma grande satisfação passar o comando para um amigo, que tenho certeza que vai dar continuidade a esse trabalho de muitos e muitos anos”, afirmou.

Já o almirante-de-esquadra (FN) Alexandre Mattos, revelou suas expectativas ao assumir o posto máximo do Corpo de Fuzileiros Navais. “A Marinha é responsável por toda a minha formação pessoal e profissional. Ao longo de 45 anos, fui preparado para assumir grandes responsabilidades. Agora que cheguei ao último posto e assumi o cargo de comandante-geral, vou fazer o melhor que puder em prol da Marinha do Brasil. Minhas expectativas são continuar contribuindo para o engrandecimento da nossa Força e o crescimento do CFN”, afirmou. Promovido ao atual posto em março de 2017, o almirante Alexandre Mattos exerceu anteriormente o cargo de comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE).

O CFN do século 21

Dar continuidade a essa missão não será fácil, a julgar pela repetição de termos como “contingenciamento de recursos” e similares, no discurso dos dois almirantes.

Segundo estudos publicados pela Marinha do Brasil, se forem levados em conta os conflitos não estatais na América Latina, não há na atualidade nenhum que possa afetar diretamente o Brasil e o Atlântico Sul.

No entanto, o agravamento da problemática referente à guerra contra as drogas vem gerando desdobramentos, inicialmente, para a Região Amazônica, área de possível emprego para a Marinha e, consequentemente, para o Corpo de Fuzileiros Navais.

Como o Brasil vem se inserindo com uma maior projeção no cenário internacional, se faz necessário possuir Forças Armadas condizentes. O CFN precisa possuir uma estrutura flexível o suficiente para permitir ao fuzileiro naval ter capacidade de se adaptar rapidamente a qualquer situação. As forças navais, porque possuem como características a mobilidade, permanência, flexibilidade e versatilidade, se apresentam como ferramenta adequada para o cumprimento da tarefa de projeção de poder.

O CFN já possui as características necessárias para ser empregado como ferramenta de projeção de poder; mas é necessário um programa de aquisição de variados navios para permitir que o caráter expedicionário possa, de fato, ser atendido e garantido que a estratégia de dissuasão seja efetiva.

Um primeiro e importante passo nesse sentido foi a aquisição, por oportunidade, do NDM G-40 Bahia. Esse moderno navio pode transportar até 800 fuzileiros navais, seus equipamentos, veículos, blindados, artilharia, equipamentos de engenharia e demais sistemas, fazendo a projeção de poder da força que vem do mar para terra (a razão de ser do CFN).

Entre os armamentos que o CFN adquiriu ou modernizou recentemente, expostos durante a cerimônia, destaque para os veículos da família ASTROS. Referência mundial o sistema de foguetes terra-terra destaca-se por sua grande mobilidade e capacidade de lançar foguetes e mísseis de vários calibres a distâncias entre 9 e 300 Km. Comprovado em combate durante três importantes conflitos, é versátil, podendo ser utilizado para Artilharia de Campanha e operação no litoral (Artilharia de Costa).

Outro importante sistema empregado pelo CFN, o veículo blindado de transporte de tropa M-113, modernizado para o traço B, teve seu programa de entregas finalizado em 2016 (30 exemplares).

Estuda-se agora a modernização dos blindados caça-carros SK-105A2S, armados com um canhão de 105mm. Leves e versáteis, esses veículos estão passando por uma fase de estudos e análise do conceito, bem como do orçamento de viabilidade.

Esses projetos integram o Programa de Consolidação da Brigada Anfíbia no Rio de Janeiro (PROBANF), que visa aumentar o poder de fogo, a capacidade expedicionária, mobilidade e de proteção dos fuzileiros. Dezessete SK-105 e um veículo de recuperação 4KH7FA Greif foram recebidos a partir de 2001. Esse programa deverá contar com a participação da Base Industrial de Defesa brasileira fornecendo diversos equipamentos previstos para a modernização.

Roberto Caiafa

http://tecnodefesa.com.br/corpo-de-fuzileiros-navais-tem-novo-comandante/

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/05/CFN_troca_comando_CAIAFA3.jpg)
(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/05/RVC_9584.jpg)
(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/05/RVC_9781-2.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 01, 2017, 10:06:47 pm
Fuzileiros Navais recebem os primeiros CLAnf ( AAV-7A1) configurados no padrão RAM/RS

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2017/06/csm_Veiculos_2898357b8a-702x336.jpg)

Citar
A Marinha do Brasil (MB) recebeu os dois primeiros, de um total de 23, Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf ) configurados ao padrão Reliability, Availability, Maintainability/Rebuild to Standard (RAM/RS). Os blindados, sendo um na configuração Transporte de Pessoal (P) e outro na versão Comando e Controle (C), chegaram na última quarta-feira (31) no porto de Santos (SP). De acordo com a Marinha, os blindados são fruto de um acordo entre a MB e a Marinha dos Estados Unidos. Os CLAnf foram embarcados em Galveston, nos Estados Unidos, e serão levados para o Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais, no Rio de Janeiro.

Os últimos veículos devem ser chegar ao Brasil até o final do próximo ano. Ainda segundo a Força Naval, com esses 23 blindados, “a Força de Fuzileiros da Esquadra terá em seu acervo operacional 49 unidades de CLAnf,liderando o quantitativo no Hemisfério Sul, auferindo melhores condições de contribuir para a defesa da ‘Amazônia Azul’”.

De acordo com o Comandante do Material de Fuzileiros Navais, Contra-Almirante (FN) Renato Rangel Ferreira, os veículos do padrão RAM/RS trarão mais confiabilidade, disponibilidade e melhor logística de manutenção, proporcionando ao CFN e à MB um considerável incremento na sua anfibiosidade. “O CLAnf padrão RAM/RS supera, em todos os aspectos, as gerações anteriores, possui motor mais potente, nova transmissão e sistema de suspensão atualizado,oferecendo melhor mobilidade, maior velocidade, facilidade de operação e condições de conforto e segurança à tropa embarcada”, avaliou o Almirante.

BLINDADO ANFÍBIO

Os 23 blindados serão modernizados pela empresa inglesa BAE System e apresentarão a confiabilidade, disponibilidade e capacidade de manutenção no padrão RAM/ RS. O contrato prevê ainda peças de reposição, serviço de suporte em campo e treinamento. O contrato, de US$ 82 milhões, da MB com a BAE Systems foi divulgado em dezembro de 2015.

FONTE: http://defesaeseguranca.com.br/marinha-recebe-dois-carros-lagarta-afinbio-da-marinha-dos-eua/

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 21, 2017, 09:08:55 pm
Esquadra realizou o exercício “Sinal Vermelho” para evacuação de não combatentes


Citar
A Estratégia Nacional de Defesa estabelece que as Forças Armadas mantenham suas forças estratégicas em condições de emprego imediato para atuação desde o tempo de paz. Nesse contexto, a Marinha do Brasil dispõe de uma Força de Emprego Rápido (FER), composta por meios navais, aeronavais e de fuzileiros navais, prontos para serem empregados no menor tempo possível, constituindo a primeira reação da Marinha, em caso de necessidade de emprego real.

Com o propósito de verificar a eficiência e a eficácia da FER, foi realizado o exercício Sinal Vermelho Um de 2017, no período de 22 de maio a 14 de junho, na área compreendida entre o Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA). O Grupo-Tarefa constituído teve como missão, num cenário simulado, resgatar, se necessário, e evacuar 93 pessoas, nacionais e estrangeiros, entre homens, mulheres e crianças, da localidade de Itaóca (ES) para o porto de Vitória, a fim de salvaguardar a vida dessas pessoas até o porto de destino.

O Comandante da 2ª Divisão da Esquadra e o Comandante do 2º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais, designados, respectivamente, Comandante da Força-Tarefa Anfíbia (ComForTarAnf) e Comandante da Força de Desembarque (ComForDbq), desatracaram da Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ), no dia 1 junho, após serem acionados de forma inopinada para a fase de mar do exercício.

A Projeção Anfíbia foi realizada no período entre 1º e 14 de junho e executada pela Força de Desembarque (ForDbq). Militares do Centro de Medicina Operativa da Marinha (CMOpM) e da área de saúde do Comando em Chefe da Esquadra e do Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra, especialistas em Atendimento Pré-hospitalar e com múltiplas vítimas, também integraram o Grupo-Tarefa, desenvolvendo ações em terra e a bordo do Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia, em proveito das práticas médicas nas instalações hospitalares existentes no navio.

As ações voltadas para o dia “D” tiveram início ainda no dia 4 de junho, logo após o fundeio dos navios na Área do Objetivo Anfíbio, com a infiltração de Elementos de Operações Especiais para o reconhecimento da Praia de Desembarque (realizado pelo Destacamento de Mergulhadores de Combate); e de Locais de Pouso de Helicópteros, das Áreas de Reunião de Evacuados e do Centro de Controle de Evacuados (realizado pelas Equipes de Comandos Anfíbios).

A hora “H” ocorreu às 06h40, do dia 5 de junho, com a chegada dos Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) à praia de desembarque em Itaóca. O Movimento Navio-para-Terra envolveu Embarcações de Desembarque, Helicópteros e CLAnf, dos quais tropas da ForDbq, desembarcaram do NDM Bahia e do Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) Almirante Saboia. Nessa ação foram empregados 300 fuzileiros navais, e aproximadamente 20 militares da área de saúde. Dessa forma, esses profissionais puderam exercitar táticas relacionadas à situação de pessoas sob risco de vida, nas condições mais próximas da realidade de pacientes a serem evacuados ou resgatados, tais como o atendimento psicológico e médico e a descontaminação contra agentes químicos, em terreno adverso e fora dos padrões convencionais utilizados por equipes de emergência nas grandes cidades.

A Força-Tarefa Anfíbia foi composta pelo NDM Bahia; NDCC Almirante Saboia; Fragata Liberal; Fragata Independência; Fragata Greenhalgh; e Rebocador de Alto Mar Almirante Guillobel; além de cinco aeronaves orgânicas: dois UH-12, dois UH-15 e um SH-16; e ainda, uma Embarcação de Desembarque de Carga Geral e duas Embarcações de Desembarque de Viatura e Material; um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais tipo Elemento Anfíbio; e um Destacamento de Mergulhadores de Combate. Atuaram, também, como Figurativo Inimigo, o Submarino Tupi e o Navio-Patrulha Gurupá. O total de militares, homens e mulheres, empregados no Exercício foi de dois mil e duzentos.

Encerrando o Exercício, o NDM Bahia e a Fragata Independência deslocaram-se para Salvador (BA) e o NDCC Almirante Saboia, a Fragata Liberal e a Fragata Greenhalgh para Vitória (ES), a fim de exercerem ação de presença em área marítima de interesse do Brasil e para participarem das comemorações do 152º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, coroando de êxito mais esse emprego dos nossos marinheiros e fuzileiros navais.

FONTE: MB

http://www.defesaaereanaval.com.br/esquadra-realizou-o-exercicio-sinal-vermelho-para-evacuacao-de-nao-combatentes/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Junho 21, 2017, 09:13:45 pm

Batalhão de Controle Aerotático e Defesa Antiaérea do CFN realiza lançamento do míssil Mistral
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 03, 2017, 06:30:53 pm
Marinha do Brasil forma novos Sargentos Fuzileiros Navais e apresenta seus novos CLAnfs recém-adquiridos

(https://1.bp.blogspot.com/-CH17yglvX8w/WVEYpeFbz7I/AAAAAAAASHw/4FhUJzJScaQ4tfNH6q2431lh1NMqZ_BfQCEwYBhgL/s1600/CIASC%2B%252816%2529.jpg)

Citar
No dia 23 de junho, foi realizada nas dependências do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC, formatura alusiva aos novos 421 Sargentos Fuzileiros Navais e da apresentação de dois novos Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf), os quais foram recém adquiridos pela Marinha do Brasil. A Cerimônia Militar, fora presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, que marcou a formatura de 385 alunos do Curso Especial de Habilitação a Sargento e de 36 alunos do Curso de Formação de Sargentos Músicos do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN).

Por ocasião da formatura, os dois novos CLAnf, que chegaram ao Brasil no início deste mês, sendo um na versão transporte de pessoal e outro na versão Comando e Controle, foram apresentados ao público que se fez presente a solenidade. O mais novo meio operativo adquirido pelo corpo de fuzileiros navais, irão ser no padrão Reliability, Availability, Maintainability / Rebuild to Standard (RAM/RS), Os CLAnf que desembarcaram no porto de santos em 31 de maio e seguiram para o Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais, onde receberam o padrão CFN. Superam, em todos os aspectos, as gerações anteriores, pois possuem motor mais potente, nova transmissão e sistema de suspensão atualizado, oferecendo melhor mobilidade, maior velocidade, facilidade de operação e condições de conforto e segurança à tropa embarcada.

Devido a essas características, trarão mais confiabilidade, disponibilidade e melhor logística de manutenção, proporcionando ao Corpo de Fuzileiros Navais e à Marinha do Brasil um considerável incremento na sua Anfibiosidade. Essa aquisição foi fruto de um contrato assinado entre a Marinha do Brasil e a Marinha dos Estados Unidos da América sendo que o êxito alcançado em todo o processo, foi obtido, em primeiro lugar, por meio do apoio irrestrito do Almirantado. Também vale destacar o Profissionalismo e a Coordenação entre o Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, a Adidância Naval nos Estados Unidos e no Canadá, o Comando do Material de Fuzileiros Navais, a Comissão Naval Brasileira em Washington e a Diretoria de Abastecimento da Marinha, que foram fundamentais para a concretização deste projeto. Após a chegada do lote final, prevista para 2018, a Força de Fuzileiros da Esquadra terá em seu Acervo Operacional 49 Unidades desses Veículos.

Os CLAnf representam o mais importante equipamento do Corpo de Fuzileiros Navais, uma vez que são fundamentais para a execução de Operações Anfíbias e Expedicionárias, permitindo as melhores condições para a defesa da soberania nacional, especialmente na Amazônia Azul. Segundo a Marinha, as entregas de 23 veículos à Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), que compõem 20 veículos de recuperação de CLAnf-Ps, 2 CLAnf-Cs e 1 CLAnf-S, serão concluídas no final de 2018.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/06/marinha-do-brasil-forma-novos-sargentos.html



(https://4.bp.blogspot.com/-alS2bEKUZkw/WVEYs6pf0eI/AAAAAAAASIU/AklycuLOWgIjfvzoJQsGb-LYzVi2kg8SQCEwYBhgL/s1600/CIASC%2B%25289%2529.jpg)

(https://4.bp.blogspot.com/-I8YRb_AFYUE/WVEYsZvmEYI/AAAAAAAASIU/nqrwf2rJ6OE8ud0iC8IJYwIwnnzJ1w_qQCEwYBhgL/s1600/CIASC%2B%25288%2529.jpg)

(https://4.bp.blogspot.com/-pgwi5t46DQ4/WVEYoiuSHiI/AAAAAAAASIU/mr_7uYzbGm0j9_V1pSE55COyqTjdX7vvwCEwYBhgL/s1600/CIASC%2B%252815%2529.jpg)

(https://3.bp.blogspot.com/--E9wcyCprFc/WVEYmiPtojI/AAAAAAAASIU/eNXn0bc2vsA4idNzq3VQFFrhoVJgb3BugCEwYBhgL/s1600/CIASC%2B%25281%2529.jpg)

(https://3.bp.blogspot.com/-al0WGRrsgWc/WVEYqomZYYI/AAAAAAAASIU/7YwgtjAVFX4G_kupFpOAjPBEuTDypuaGQCEwYBhgL/s1600/CIASC%2B%25283%2529.jpg)

(https://2.bp.blogspot.com/-k1ca3_OEtE0/WVEYnpJrCPI/AAAAAAAASIU/8UVhMpCwX24O-3SZ-LoO46aEfOo5SLv6QCEwYBhgL/s1600/CIASC%2B%252813%2529.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 14, 2017, 02:30:13 pm
Batalhão de Operações Especiais do CFN participou do exercício INCURSEX OPESP-2017 na Ilha da Marambaia

Citar
O Batalhão de Operações Especiais do Corpo de Fuzileiros Navais realizou, na Ilha da Marambaia, na região de Mangaratiba (RJ), nos dias 28 e 29 de junho o exercício INCURSEX OPESP-2017. A operação, que aconteceu de 19 a 30 de junho, teve a participação de cerca de 800 militares e permitiu adestrar grupos de Comandos Anfíbios na realização de uma Incursão Anfíbia, nucleando a Força de Incursão (ForInc), empregando meios navais, aeronavais e da Força Aérea Brasileira para infiltração.

Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 19, 2017, 08:20:00 pm
(https://c1.staticflickr.com/5/4263/35001044714_94e212333b_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4230/35709016061_39b70d9181_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4206/35800740336_9d4478cc55_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4216/35709178061_089962292b_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4284/35709177241_dd24f43940_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4285/35841274145_316928ebd1_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4277/35841703485_21bfe3658b_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4277/35001565684_a72baea153_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4255/35453653100_41ec7d8d9f_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4235/35001688064_c3ca9af91b_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Julho 21, 2017, 03:08:18 pm
Brazilian Marines may arm ASTROS CFN 2020 rocket systems with precision munitions

(https://4.bp.blogspot.com/-aiEBSsQWLcU/WXHLFLKiPEI/AAAAAAAATGc/PFM3lII1xRI2zzXeDvI9jtLjC3MkSGo7gCLcBGAs/s1600/Opera%25C3%25A7%25C3%25A3o%2BFormosa%2B2016%2Bby%2BYam%2BWanders111.JPG)

Citar
By: Wording OD.

The Brazilian Navy is considering arming its Avibras ASTROS CFN 2020 self-propelled protected multiple rocket launching system (ASTROS II Mk 6) with AV-TM 300 tactical cruise missiles and AV-SS 40G guided rockets being developed by Avibras.

No contract has yet been signed, but the purchase will be considered once the systems become operational, the navy told Jane’s on 20 July.

Development of the AV-TM 300 and AV-SS 40G was awarded by the Brazilian Army’s Manufacturing Directorate in 2012, as part of the service’s Strategic Program ASTROS 2020.

The ASTROS CFN 2020 is to be fielded by the Marine Corps Artillery Battalion’s Multiple Rockets Launcher Battery (Bia LMF) based at the Island of the Governador in Rio de Janeiro.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/07/brazilian-marines-may-arm-astros-cfn.html

(https://1.bp.blogspot.com/-H8W4vbBpbWk/WXHLz5vA_2I/AAAAAAAATGk/SYG_tNAtYfE_nDPhb_6fB9UhwDL3uPDhACLcBGAs/s1600/Opera%25C3%25A7%25C3%25A3o%2BFormosa%2B2016%2Bby%2BYam%2BWanders106.JPG)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 02, 2017, 01:07:01 pm
Força de Fuzileiros da Esquadra realiza treinamento militar no Campo de Instrução da Escola de Sargentos das Armas (CIEsSA) do Exército Brasileiro

(https://3.bp.blogspot.com/-u5Tg7Npogyg/WX-eEC4WjJI/AAAAAAAATn8/3Pn3y_wE52IF_EL23pkAiaHw35mK17OGACLcBGAs/s1600/WhatsApp%2BImage%2B2017-07-31%2Bat%2B14.12.43.jpeg)

Citar
A Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) está realizando no período de 24 de julho a 3 de agosto uma série de exercícios, entre eles o ADEST-FER I, um treinamento envolvendo cerca de 1200 militares. O exercício, que visa manter a prontidão operativa de seus participantes, representa mais uma etapa na preparação da Força de Emprego Rápido (FER) da Força de Fuzileiros da Esquadra, tropa de pronto emprego da Marinha. Os treinamentos ocorrem no Campo de Instrução da Escola de Sargentos das Armas (CIEsSA), pertencente ao Exército Brasileiro, no município de Três Corações, em Minas Gerais.

O propósito das atividades é adestrar as Unidades da Força de Fuzileiros da Esquadra no planejamento de Operações Anfíbias e execução de Operações Terrestres de caráter Naval, executar exercícios técnicos, com a realização do tiro real de artilharia, utilizando Obuseiro 105mm “LightGun”, visando a manter o grau de prontificação das Baterias de Tiro e realizar exercício de coordenação de apoio de fogo.

O exercício é normalmente dividido em três fases, sendo a primeira a preparação e o planejamento do tema tático, que aconteceu de 10 e 21 de julho no Rio de Janeiro. Durante a segunda fase, ocorrida entre os dias 26 a 28 de julho em Minas Gerais, foram realizados adestramentos específicos sob coordenação do Comando da Divisão Anfíbia. Os exercícios envolveram treinamento de tiro com munição real em diversos armamentos, emprego de equipamentos de comunicação e de visão noturna, realização de Marchas para Combate, Ataques Coordenados Diurnos e Noturnos, além do emprego de Aeronaves Remotamente Pilotadas (ARP).

A terceira fase ocorre de 29 de julho a 1 de agosto e consiste na condução do Tema Tático, onde um exercício simulado coloca em prática os ensinamentos da fase anterior, integrando as capacidades das ações de Infantaria, Operações Especiais, Engenharia de Combate, Artilharia, Aviação e Logística. Nesta fase os militares ficam sob orientação do Grupo de Controle (GRUCON) da FFE, que realiza o controle e avaliação do exercício.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/07/forca-de-fuzileiros-da-esquadra-realiza.html

(https://2.bp.blogspot.com/-mUr0RhJHeJU/WX-eBWEKijI/AAAAAAAATnk/xkn-ihfRw88L-5Q7SMoaCyy-6H1hKzm6QCEwYBhgL/s1600/CSC_3259.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-aHur8zEqWtg/WX-eFYvcklI/AAAAAAAAToI/rKhy6cCN9_wMQWtKVUiN2Wspz0r-VwD2ACEwYBhgL/s1600/WhatsApp%2BImage%2B2017-07-31%2Bat%2B14.13.08.jpeg)

(https://3.bp.blogspot.com/-iuZxnQi_XbI/WX-eCGIw8oI/AAAAAAAATns/ehSw74KMzW4sWJb5MNG70btbrmiCWM1MACEwYBhgL/s1600/DSC_0016.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-pNEJs3t0oUY/WX-eDqAOnWI/AAAAAAAATn4/Hr7YU2kK5r8uyOGyXsLDr3SnXW_XESz5QCEwYBhgL/s1600/DSC_0019.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-gCp6VZjCy9w/WX-eBhShHmI/AAAAAAAATno/tqFExiMjxhIMEnAIgp2OBajQT70qxeDeACEwYBhgL/s1600/CSC_3174.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-TpuhAfrAQZE/WX-eBNsme_I/AAAAAAAATng/5EvQZV0B-jIqQhjNMb8Q9RL_PHdDKe7PQCEwYBhgL/s1600/DSC_0002.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-9P1ouyX6_Pw/WX-eC1U0e4I/AAAAAAAATnw/flKJ6sd_FKwnl3OajZyvyPH5lJkKS0aMACEwYBhgL/s1600/DSC_0046.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-8E33w93PmaQ/WX-eFDydrdI/AAAAAAAAToE/WJ77w6igWxgmAUnrkdbZgbha8Ny-1awLQCEwYBhgL/s1600/WhatsApp%2BImage%2B2017-07-31%2Bat%2B14.13.05.jpeg)

(https://1.bp.blogspot.com/-xqjTeA22Tro/WX-eDn1aa1I/AAAAAAAATn0/F5v2ouBgur4Mo6AXjGhl3xnVr4-MwjFIwCEwYBhgL/s1600/WhatsApp%2BImage%2B2017-07-31%2Bat%2B14.12.39.jpeg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 02, 2017, 01:21:27 pm
A Rede  Record  exibiu no dia 30 de julho, no seu programa Domingo Espetacular, uma reportagem especial sobre os Comandos Anfíbios. O repórter Vinícius Dônola mostra como é o Treinamento de quem quer chegar a Elite do Corpo de Fuzileiros Navais o Comandos Anfíbios Tropa de Operações Especiais do Corpo de Fuzileiros Navais:


Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 10, 2017, 08:36:12 pm
(https://c1.staticflickr.com/5/4321/35474815974_6feaa3f2ac_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4315/36175671281_55b01bc1a6_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4306/36310489875_1497fcd9c7_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 12, 2017, 09:10:48 pm
(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/20139972_441403712900921_1707761071635406577_n.jpg?oh=8e63c34ea027d6a8475006f6a5b8270f&oe=5A2FB060)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/19990585_438672126507413_7097875381506996177_n.jpg?oh=6c07c797ba058633178bb692fcd16769&oe=59ECE002)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/16729160_368823466825613_3984633055774551242_n.jpg?oh=e5900ab086d2eaff9ca0e5cf0506ee1d&oe=5A1EA628)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/20767945_449674455407180_4084770868841098766_n.jpg?oh=017d8a3d500851ba92966ecda81a923e&oe=5A1F66FF)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/16729165_369048823469744_1323599420463049294_n.jpg?oh=4f4c320bb12ffdd3ccac2832c547d1a4&oe=5A26FDC8)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/20638506_448615888846370_523571143244837287_n.jpg?oh=a9780689acafa4b21304b2a9229764fd&oe=59EFACF6)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/16508332_365034903871136_7973792910187751494_n.jpg?oh=934c6fc11e0aaec5a891426b39ecd63e&oe=5A25AC32)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/16649488_365030400538253_7749633882168624015_n.jpg?oh=ccfd59fc4cf150c27c10f0f73ae380b4&oe=5A2709DA)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/15027892_322682741439686_7080449783272837381_n.jpg?oh=7ca2e0b5052db2e91a5ed6f26c076da5&oe=5A391445)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14925708_318637701844190_2141504467746138973_n.jpg?oh=87e663288ba05132ef29c00468b00fee&oe=59F0A36D)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14732403_318443831863577_1159140318634317379_n.jpg?oh=c3f7ad2289f0163b4cf5eae7f5e25025&oe=5A253EEA)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/20245394_440921579615801_3103993503079343712_n.jpg?oh=0f79fb6dfb643e8c21c5b63abe631c05&oe=5A34A003)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/20031605_437597889948170_6067958141508704083_n.jpg?oh=05d39a4c56a9584ab070c8009fc6e4d7&oe=5A35C1E1)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/19990484_436359153405377_5046493248725004718_n.jpg?oh=778010134c870f3320b706d2e7b71a1d&oe=59EB492A)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14910415_318957688478858_4629753026000861211_n.jpg?oh=46ec8bc3838126e6b029470c6a43a3d2&oe=5A32D25F)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14993356_318957425145551_7139052414158255647_n.jpg?oh=4ce616a24775583b549d5520086745ce&oe=5A24F5FE)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14910525_318651571842803_5663081716691124085_n.jpg?oh=56c1d018cba6ad1e1bc6030764431bee&oe=59F256A8)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14563365_318643241843636_8896584009991958951_n.jpg?oh=0cc13e118f90de0663b372b5304baf8e&oe=5A218400)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14992039_318640355177258_4297744917636978190_n.jpg?oh=42d72c531bb53f2a35ae4ab5f5826fba&oe=5A37743A)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14980602_318639195177374_5805974663827099217_n.jpg?oh=240f1c98e1ce123682c6badd18fc425f&oe=5A39086C)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14907149_318638735177420_1762758624873043157_n.jpg?oh=65c985e1a76fdf276d487b711ced8712&oe=59F3618F)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14915173_318490918525535_2181086321267931642_n.jpg?oh=476e9c17c8303e5f594b6e7979047444&oe=5A33EEE7)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14992062_318490828525544_7398022496361190683_n.jpg?oh=98275b01c87cba921661970b644e0045&oe=59F20213)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14492398_302802746761019_5567447862828074475_n.jpg?oh=69ca3915db51ce13754eac14104e8639&oe=5A30848D)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14484828_302802736761020_7981054842701884712_n.jpg?oh=5a62c6404164e6bd6cc53d22a6d5b3f8&oe=5A33E2B7)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/15055658_322884251419535_7565806606307322403_n.jpg?oh=3fe5f37372fe7cdc3cc289e7fdce335e&oe=59EB0CA9)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/20106249_440432996331326_8329443522462685188_n.jpg?oh=7aee6358a2016ad41f9791164afde7d7&oe=5A1E7612)

(https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/20664929_449679385406687_5740763298258139199_n.jpg?oh=bf6bfd9f6871005eaa2213e71cce9938&oe=5A33F33C)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 06, 2017, 12:39:38 am
Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo realizou Execício de Terreno MARAMBEX III/2017

(https://1.bp.blogspot.com/-q3ZFJHKiH8k/Wa6NOo0ALtI/AAAAAAAAU9s/i8ZUnkLrWIglKr6a6Jh7xGRFKeRMByPOwCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252832%2529.JPG)

Citar
O Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC) realizou, no período de 27AGO a 02SET, um Exercício no Terreno (ET) denominado “MARAMBEX-III/2017”. O ET MARAMBEX-III, é realizado anualmente na área do Centro de Avaliação da Ilha da Marambaia (CADIM), situado na ilha homônima, localizada no extremo oeste da restinga da Marambaia, no Rio de Janeiro, onde a região é representada por uma faixa arenosa de 45 Km. O ET MARAMBEX-III/2017 contou com o apoio logístico de várias Organizações Militares subordinadas ao Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE) e ao Comando-em-Chefe-da-Esquadra (ComemCh).

O EXERCÍCIO MARAMBEX-III

O ET MARAMBEX-III, tem como propósito aplicar os conhecimentos sobre Armamento e Tiro, Operações Ofensivas e Defensivas, Atividades de Inteligência, Marcha e Estacionamentos, Minas e Armadilhas, Trabalhos de Engenharia e Explosivos. O exercício é realizado em regime de rodízio de oficinas nas quais os alunos têm a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos teóricos adquiridos nos bancos escolares do CIASC.

O ET MARAMBEX-III é direcionado à especialização dos futuros Cabos de Infantaria e de Engenharia e ao aperfeiçoamento dos Sargentos de Engenharia. A edição de 2017 contou com a participação de 438 militares, sendo 240 alunos do Curso de Especialização em Infantaria (C-Espc-IF/2017), 07 alunos do Curso de Aperfeiçoamento em Engenharia (C-Ap-EG/2017), 30 alunos do Curso de Especialização em Engenharia (C-Espc-EG/2017), além de 162 instrutores e militares de apoio à instrução.

A ESCOLA DE INFANTARIA

A Infantaria compreende o conjunto das tropas de um exército particularmente apto para realizar o combate a pé, ainda que se utilizando de meios de transportes terrestre, aéreos ou aquáticos para o seu deslocamento. Na ofensiva, a sua missão é cerrar sob o inimigo para destruí-lo ou capturá-lo, utilizando-se, para isso, o fogo, o movimento e o combate aproximado. Na defensiva, sua missão é manter o terreno, impedindo, restringindo ou repelindo o ataque inimigo por meio do fogo e do combate aproximado, expulsando-o ou destruindo-o pelo contra-ataque.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/09/centro-de-instrucao-almirante-sylvio-de.html

(https://3.bp.blogspot.com/-AdNtRtvmSw4/Wa6NHOAPmEI/AAAAAAAAU9s/tVv_fDbheX81EYvmxowXg1O8czOBPx-gQCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252827%2529.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-uHeta2wo2gU/Wa6NA8rdp0I/AAAAAAAAU9s/hDw1zAJ10c4zaYVJppb4uhoU1LOdzYQ_wCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252824%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-1T-nvqnNIJc/Wa6NGgoRNXI/AAAAAAAAU9s/4yDD4eRUsZMT6IMdRRvbgBhjYmgdm_aJACPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252826%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-cCzQVm3_Ep8/Wa6NKxx6zHI/AAAAAAAAU9s/U8NOGvYciI0CDPBY-8cgu4XysoC7UlCwACPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252829%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-1cdLYO3aRts/Wa6NTazDWmI/AAAAAAAAU9s/ixu99Y_D-ncb4khkygRe2sPO-zWSVx2rgCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252835%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-G6oaWn-YfIk/Wa6NK0yAISI/AAAAAAAAU9w/jMljDTDoLwonJ5rZimz6iGFM4mtfbp7BQCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%25283%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-qQlqFHyWl9w/Wa6NZTVy_AI/AAAAAAAAU9s/7_egEdQQQXgzaJf9JCGioirA65LQjkXzQCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%25284%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-y_FiV5qKUxA/Wa6Ngfuo7gI/AAAAAAAAU9s/jhUQ1k3-seoXeRDG2C_Y-angS4iqApo6QCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%25288%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-AZBLZYxaIPM/Wa6Mrxn7NAI/AAAAAAAAU9s/qO2ljWCl7cISN-DAw-fVGv5HyCWVzs6zACPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252811%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-65iR-0_DDeU/Wa6MvDyIKXI/AAAAAAAAU9s/q2QsXIwW-JcFCTPtKDf6zHuSThXtAJWLwCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252813%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-9yNT6JZw_E4/Wa6MzP1QrlI/AAAAAAAAU9s/A_xbiQ6n-X0mxjds_PSW9dSAxdXxodtdwCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252817%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-JrIZaQIH33g/Wa6M2GIqbwI/AAAAAAAAU9s/3ZqpcAYgtNYNRzb0zW6Yq4kfYu_MNCPqwCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252818%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-46Co6NpYCoY/Wa6NKYwcAjI/AAAAAAAAU9s/AhHcM2j2gkg0EWcpyoCO-iKMPFeXhKvfQCPcBGAYYCw/s1600/.Marambex%2B%252828%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-Uy_ZlceqJz8/Wa6OvIg9KxI/AAAAAAAAU9s/mDi9KT8PIrEkkVWSHJgNqA3jwpqKMyEeACPcBGAYYCw/s1600/Marambex%2B%252896%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-TV-HXpCBByE/Wa6OAN4DHpI/AAAAAAAAU9s/OVpxURt7Wusm1NXF-EP3tCUT5AjeRY27wCPcBGAYYCw/s1600/Marambex%2B%2528113%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-a28Nj1_pJ9w/Wa6OGfVvX6I/AAAAAAAAU9s/Ct5Wg9bzruMONercSAedqFa3ia2YnkvZgCPcBGAYYCw/s1600/Marambex%2B%2528119%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-2AgqLeT09Qk/Wa6OzHogpjI/AAAAAAAAU9s/yDkFgUzoJHQ_1LIU2REg1xZig_D8Y7vBwCPcBGAYYCw/s1600/YWX_2381.JPG)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 11, 2017, 12:23:05 pm
(https://c1.staticflickr.com/5/4342/36885432881_d19cea07c6_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4393/36885432051_367e635fdb_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4340/36885431481_bd428d6092_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4346/36885430641_02fc4dbc05_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4436/36191057014_f0ae40e2dd_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4381/36191055704_e87dc6475e_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4379/36191055234_1aa03d335e_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4385/36885424701_ba6b09982b_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4393/36629363340_e113b841fb_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4365/36629361900_bac536fbce_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4337/36629359280_51504cae47_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 11, 2017, 12:37:58 pm

(https://c1.staticflickr.com/5/4298/36126895142_d41a5e4fed_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4328/36253087696_b4f46d618d_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4318/35488076563_3a10bdd601_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4309/35460398584_76a174092f_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4321/35899734370_c0054af8bf_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4308/36294107615_e4a9c7cbd2_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4302/35488249903_fc180d7dba_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4292/35460434724_1bc6bc7944_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4328/35488249273_fa557d9ea6_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4296/35488249863_78b24121ae_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4323/36127038282_8b8950cf5e_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4298/36127040332_c299b18ab3_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4328/36161493001_bba5bf34ce_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 19, 2017, 02:07:18 pm
Operação Formosa 2017: Fuzileiros Navais realizam exercício em área central do Brasil

Citar
Brasília, 10/10/2017 – Na manhã da segunda-feira (9), o Campo de Instrução de Formosa (CIF), em Goiás, foi cenário de uma demonstração operativa como parte de um dos maiores exercícios anualmente realizados pela Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), da Marinha do Brasil.

Participam da Operação Formosa deste ano, no período de 4 a 16 de outubro, um efetivo de 1.600 militares.

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2017/mes10/20171009_Formosa%20grande%201.jpg)

O adestramento no CIF, área pertencente ao Exército, inclui o planejamento do desembarque de uma Unidade Anfíbia, nucleado por um batalhão de infantaria e a realização do tiro real de todas as armas orgânicas do Corpo de Fuzileiros Navais, desde armas portáteis até os grandes armamentos de emprego coletivo como o ASTROS CFN 2020, adquirido pela Marinha.

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2017/mes10/20171009_Formosa%20grande%202.jpg)

A Força Aérea também participa do exercício, que conta ainda com fuzileiros navais de Marinhas de nações amigas, como EUA, Paraguai e Colômbia.

A Operação Formosa emprega aeronaves da asa fixa e rotativa, Carros de Combate (CC), Veículos Blindados de Transporte de Pessoal (VBTP), Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf), Mísseis Superfície-Ar (MSA), Aeronaves Remotamente Pilotadas (ARP), Obuseiros de artilharia e Lançadores Múltiplos de Foguetes (LMF) ASTROS 2020, entre outros meios.

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2017/mes10/20171009_formosa%20grande%203.jpg)

Eixo Central de Adestramento

A Força de Fuzileiros da Esquadra, ao logo do ano, desenvolve seu ciclo de adestramento, numa sequência de exercícios que vão aumentando de complexidade. O comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, almirante Cesar Lopes Loureiro, explicou que os adestramentos começam em nível de pequenas equipes, passam em seguida ao de subunidade (subdivisões de uma organização militar) e depois para o nível de Unidade e Força.

(http://www.defesa.gov.br/arquivos/2017/mes10/20171009_grande%204.jpg)

O adestramento anual da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) permite que seus militares estejam preparados para atuar em diferentes tipos de conflito, desde os armados, até em operações de caráter humanitário e de paz.

Nos últimos anos a FFE participou da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH), tem sido empregada em Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em diferentes estados do Brasil, e atuou na segurança de grandes eventos, como os Jogos Olímpicos em 2016 e a Copa do Mundo em 2014.

Ministério da Defesa
http://www.defesa.gov.br/noticias/35841-fuzileiros-navais-realizam-exercicio-em-formosa-go
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 19, 2017, 02:19:03 pm
(https://c1.staticflickr.com/5/4481/36964334263_bb0d29c299_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4473/37586507936_0a03077159_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4455/36964335503_606843f598_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4481/37586508466_c9a89fac7e_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4471/36924954524_5c2d1b1d71_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4487/37586508706_a99a12afa5_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4476/36924955144_168aae018f_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4460/23768632238_7bab55d656_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4506/36910979834_03c9b8abe3_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4514/36910980954_aec1c31cec_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4509/36950818383_aaf9e6b968_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4478/37621596851_288051b2f1_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4490/36910979514_a442212cf6_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4452/37621598021_7bccc2f433_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4481/36964332723_1bfeda93db_b.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 23, 2017, 08:05:43 pm

Operação Formosa - 2017
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 07, 2017, 10:31:44 pm
(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22489667_474099519631340_803884772200374779_n.jpg?oh=34a36c17b84892e773b3f3e99f17858c&oe=5A6DAB67)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22519513_474100402964585_1056337663274414065_n.jpg?oh=5ef8235f87930250c67d6cb47d1203f3&oe=5A6705DA)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22366419_472255189815773_5876042658235928740_n.jpg?oh=726dd6fa26e8ede63d73703e7b38d860&oe=5A6B695C)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22449655_472259759815316_7442400061240535754_n.jpg?oh=b6c1a6116d698af316ecc709d7b0ca72&oe=5AAFB16B)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22449691_472849289756363_2451834750079813780_n.jpg?oh=e489ceefb7dc2ce7973d4591c3c64877&oe=5AA0EE51)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22448655_472895633085062_2515547547308342802_n.jpg?oh=1185630bd983ff8c364ed66ffb7cc157&oe=5A617B31)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22489967_473301659711126_311431090576612827_n.jpg?oh=299805244b13341dad2c7d613469562f&oe=5A700A56)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22489741_473317576376201_716777485474527521_n.jpg?oh=1ed806f2f8cd686e2736f81dd9123dd6&oe=5A61A914)

(https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/22519227_473286783045947_2383021506513131281_n.jpg?oh=b88d78f6e46c19a63b5442dbc9575477&oe=5A9A5AB8)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 27, 2017, 07:54:03 pm
Curso de Soldados Fuzileiros Navais em São Tomé e Príncipe

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/11/Flag_of_Sao_Tome_and_Principe-696x348.png)

Citar
Nos dias 12 a 17 de novembro, foi realizado o acampamento do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais de São Tomé e Príncipe, na região da Praia Fernão Dias e Praia dos Tamarindos, no Distrito de Lobata.

O exercício foi conduzido pelo Grupo de Assessoramento Técnico de Fuzileiros Navais junto à Guarda Costeira (GAT-FN-STP), com o apoio da Unidade de Fuzileiros Navais de São Tomé e Príncipe.

Foram realizadas oficinas que exploraram as diversas disciplinas ministradas durante o curso, dentre as quais: Operações Anfíbias, Natação Utilitária, Escola de Embarcações, Combate Ofensivo e Defensivo, Instrução Básica de Combate (Pista de Reação), Defesa contra Agentes NBQR, Primeiros Socorros, Navegação Terrestre, Combate em Área Edificada, Armamento e Minas, Tiro Instintivo, Patrulhas de Combate e Reconhecimento, Pista de Acuidade e Grupo de Visita e Inspeção e Grupo de Presa (GVI/GP).

As oficinas do acampamento foram, em sua maioria, desenvolvidas dentro do contexto de uma operação anfíbia, com ênfase na prática dos conhecimentos adquiridos durante o curso.

(https://www.marinha.mil.br/sites/default/files/1_104.jpg)

O exercício permitiu aos alunos sentirem-se integrando um pelotão de Fuzileiros Navais, para o cumprimento de diversas missões, e forçando-os a demonstrarem suas aptidões e capacidades, mediante as diversas situações propostas, sendo constantemente expostos ao cansaço físico e mental e exigidos durante todos os dias da semana.

Um evento de destaque foi a demonstração operativa que ocorreu no dia 15 de novembro, durante a Oficina de Combate em Área Edificada, em Fernão Dias.

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/11/foto3-o_copy.jpg)

Na ocasião, estiveram presentes o Ministro da Defesa de São Tomé e Príncipe e autoridades militares do país, como o Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, o Comandante do Exército e o Comandante da Guarda Costeira.

O Encarregado do Núcleo da Missão Naval do Brasil também participou da ação. O grupo pode observar o bom desempenho dos alunos durante a atividade e também visitou o Posto de Comando do exercício, na Praia dos Tamarindos, onde foi proferida, pelo encarregado do GAT-FN-STP, uma palestra detalhando as atividades realizadas pelos alunos durante o curso e o acampamento.

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/11/foto4-o_copy.jpg)

o dia 17 de novembro, após uma semana de intensas atividades, uma breve cerimônia foi realizada para efetuar a entrega das tarjetas com o nome de cada um dos alunos.

Este evento marcou tanto o término do exercício, quanto o encerramento das atividades instrucionais do curso, sendo que, após a cerimônia de formatura, a ser realizada no dia 1º de dezembro, os recém-formados Fuzileiros Navais passarão a reforçar o efetivo de combatentes anfíbios da Unidade de Fuzileiros Navais de São Tomé e Príncipe.

(https://www.marinha.mil.br/sites/default/files/2_73.jpg)

FONTE:  http://tecnodefesa.com.br/curso-de-soldados-fuzileiros-navais-em-sao-tome-e-principe/
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 28, 2017, 11:46:24 am
Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo realizou o Exercício COROEX/2017, em Itaóca (ES)

(https://3.bp.blogspot.com/-a_q3rqkXgnY/WhmnXvsqcYI/AAAAAAAAYDE/ghd4B4nQrx8ZtMBtZH_y1x3-yzBzk9dAACLcBGAs/s1600/IMG_9008.JPG)

Citar
Foi realizado no período de 17 a 26 de novembro, na Base de Apoio Administrativo do Corpo de Fuzileiros Navais (na região de Itaóca-ES) o exercício COROEX/2017, sendo o mesmo ministrado pelo Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC). O exercício vem a ser o coroamento prático do que fora ensinado aos Sargentos-alunos dos Cursos de Aperfeiçoamento e Especialização em Infantaria, Engenharia, Comunicações Navais e de Blindados, bem como também aos Soldados Fuzileiros Navais do Curso de Cabo, durante o ano letivo.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/11/centro-de-instrucao-almirante-sylvio-de.html

(https://1.bp.blogspot.com/-mg6gBVmfhHc/Whmm5YcCBSI/AAAAAAAAYC4/7neo1SRXp-gFAB9tY59GjEa3GfZjlSUkQCLcBGAs/s1600/IMG_7674.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-hrAFS6Zu6iE/WhmnCqge6aI/AAAAAAAAYC8/hfitMDGISCk_AspsL4pYsuOoJdTcnGXpQCLcBGAs/s1600/IMG_8044.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-oHdYOUIA7A8/WhmnqPpL18I/AAAAAAAAYDY/LTfxlf9ERT4XiABxTYlfwjm4RBIyxLTogCLcBGAs/s1600/IMG_7195.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-s-KaIxJD3J4/Whmno9_izaI/AAAAAAAAYDQ/C2blcTzZJOE4Mh5vIeogNftdNPrkumIQACLcBGAs/s1600/IMG_7205.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/--Mj0lkxufZc/WhmnrXn_35I/AAAAAAAAYDc/OQIZyuPCL54gb-QRfLcFj3-LaswBDPaTwCLcBGAs/s1600/IMG_7290.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-upGUbLqId7Q/Whmnx9qlucI/AAAAAAAAYDs/-IYg9ZYloxgHdWKQ1RXRjmc0YwnPJvE2QCLcBGAs/s1600/IMG_7335.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-oGCqo7ErjDo/Whmn1F4SBBI/AAAAAAAAYD4/s3NaKkUbVHogkAF9BpGnFG65R9n08Nr0wCLcBGAs/s1600/IMG_7380.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-qEAdv5bvRqg/Whmo6wsCmsI/AAAAAAAAYEM/uboptcj81CgFNabg_7xcZ06BUofBgiAdQCLcBGAs/s1600/IMG_8215.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-EzG47e1dUSQ/Whmo7_YpZLI/AAAAAAAAYEU/no-BSLziCKActy4D2xy9fwc8a5zyRp0ewCLcBGAs/s1600/IMG_8219.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-DTVM_wC_xh8/Whmo7Vxp1XI/AAAAAAAAYEQ/VnR1L8864W4rmfT2XjKJ5xwISwp0Cl0mwCLcBGAs/s1600/IMG_8293.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-9D8e5Qsq1sU/Whmo8m-7e5I/AAAAAAAAYEY/lpVI11STTOAFEnaBRt44MbHfXVqBTLiUwCLcBGAs/s1600/IMG_8302.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-aHTRAE7626c/Whmo9cDEPdI/AAAAAAAAYEc/3sb1VWPwhPYtY14epf6BvnY2OxJNMHz3gCLcBGAs/s1600/IMG_8309.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-3dzNV5SzC2E/Whmo99Hen1I/AAAAAAAAYEg/zvISdoZVz3Y3bCnRSqWwAVXaXQ9Pq2NhQCLcBGAs/s1600/IMG_8316.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-D2wkFYfpWB8/Whmo-X_D19I/AAAAAAAAYEk/n3sBaJCwiYE6AoVipe161nFRBt5Aas0RwCLcBGAs/s1600/IMG_8318.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-VAub67OkbqU/Whmo-wgsWfI/AAAAAAAAYEo/vWbhnSxFDkYOSZTFuAP9jultZkt2h0hbgCLcBGAs/s1600/IMG_8343.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-3oLvTAXMR-Q/WhmpAAU5tUI/AAAAAAAAYEw/8Ej_IMNbzMYYHmGLYP32SSl0wwvJlU4OwCLcBGAs/s1600/IMG_8349.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-RoqdajIXo4s/WhmpAxumfTI/AAAAAAAAYE0/01vsm9Fr8TwYZ2Qz3eyNl1X7DzQKchZ_gCLcBGAs/s1600/IMG_8355.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-RAe_0DHt_rw/WhmpBriLlQI/AAAAAAAAYE4/uzOJps2XiXozeRK8jnZo472r_4MIp65eACLcBGAs/s1600/IMG_8392.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-DzMfcF3SN5Q/WhmpCSsBR0I/AAAAAAAAYE8/Yc7nya4kkJQ5ECN8NflpX8gt1mfR_Ri6wCLcBGAs/s1600/IMG_8400.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-SX9ho63Q_7s/WhmpILYQ2RI/AAAAAAAAYFM/9C_nQHOrygg2wjwTl_qif6G0Tbl56ASsACLcBGAs/s1600/IMG_8432.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-DVa3wdhElY4/WhmpIa4WMMI/AAAAAAAAYFQ/EasJJRlZL54i0gyFgywBLSHCr8kkvFn5QCLcBGAs/s1600/IMG_8471.JPG)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 28, 2017, 12:00:18 pm
Operação com apoio de Blindados

(https://2.bp.blogspot.com/-32gepO_Ufhc/WhmqtHvQC6I/AAAAAAAAYGw/xiyIaaXbec8iQ5RyCRr3-SUQoTGghv_tQCLcBGAs/s1600/IMG_8585.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-fmblkq2t87o/WhmqoxCWhCI/AAAAAAAAYGg/lJvD1dZIA8oqBpcl0pV0NSYRo63X0S83gCLcBGAs/s1600/IMG_7917.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-x5BAg4Ab6V8/WhmqsP2ZW9I/AAAAAAAAYGo/uCWR7o20aMoNvTbq6l2AQXC_szY16a1awCLcBGAs/s1600/IMG_8568.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-EmrYzLM9BoA/Whmqu9Vrb-I/AAAAAAAAYG0/7Wi-CaokIqor81TGlNjcAdL05K6_S3idwCLcBGAs/s1600/IMG_8611.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-v3bN89k-jTg/WhmqkAZ22eI/AAAAAAAAYGA/9cQJTsPc8GYYDa_a_aXJAaRBxJuGpocIQCLcBGAs/s1600/IMG_7827.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-xzukQe17aH4/Whmqmi7D5_I/AAAAAAAAYGQ/N8EQeFl22AIHuNgRV3XEqLTfol7J-bFygCLcBGAs/s1600/IMG_7840.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-sivJMz4ZOnc/WhmqnWLO_VI/AAAAAAAAYGU/77Ys9evJFx0FPfbur9WeBtdL0VGk3ygbgCLcBGAs/s1600/IMG_7845.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-M-FsDnnTR4E/Whmqy7fgkBI/AAAAAAAAYHI/geLQZMCetmsRX5e2rALh5Oa2FNtyIbyhwCLcBGAs/s1600/IMG_8687.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-8KPeipLG6Lo/Whmq5KU8GAI/AAAAAAAAYHc/DDmeH3AeBIsBPCTLgkSV0qrloFAuzoE4wCLcBGAs/s1600/IMG_8740.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-1IrqWpk8gC8/Whmq-cvkgCI/AAAAAAAAYHs/UPd9hU6rdVA9QVQQ5ZCwla1KMmQ7fUfcgCLcBGAs/s1600/IMG_8855.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-OROQPBMF-UY/WhmrD2W_riI/AAAAAAAAYIE/IR1QiralqEALQrmwUjVKxMU53ur3l8pPwCLcBGAs/s1600/IMG_8873.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-kN4HDVoaHqA/Whmt6Y5TU1I/AAAAAAAAYIg/-NVNR5lBGXIiHIVZpBeOnXyzaW7vwvyNACLcBGAs/s1600/IMG_6965.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-6PYmfz7Nres/Whmt-WZq-tI/AAAAAAAAYIw/u7SUc0xaDLw0fcZUN1cVFVNP6IS-9nMNACLcBGAs/s1600/IMG_6987.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-BcOiVskn-vw/Whmt-ixnWZI/AAAAAAAAYI0/zAukU46rES4qrUkYHaaNYfbAf3PFt8uhgCLcBGAs/s1600/IMG_7004.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-8BWANfQFLk0/Whmtvn0yspI/AAAAAAAAYIY/pkwXwl-y2eA5zwRq26wVngwByQn-QeToACEwYBhgL/s1600/IMG_7172.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-hE5nUy3EP70/Whmwy1s0IfI/AAAAAAAAYLA/X2grZ7bkIg0O39FpT6bZZXlb4WZOsOBwwCLcBGAs/s1600/IMG_7775.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-ipoMKIvaxpc/WhmwzKrMXqI/AAAAAAAAYLE/KjsQpddWAF8jMCYmkl0RS23_NeImvgJ3wCLcBGAs/s1600/IMG_7776.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-IM3NrsFLMB4/WhmwmWfDCmI/AAAAAAAAYK4/m11MyPtCl-IYhgO206bJwzn52vn-GebbQCLcBGAs/s1600/IMG_8941.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-zMCUpYsZkS8/WhmqoeBjraI/AAAAAAAAYH8/QgYgBKChJU0vhaon55Con87f98jVniK4ACEwYBhgL/s1600/IMG_7879.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-RojmGQrwpT4/WhmqldOuS1I/AAAAAAAAYH8/nK5-Cssd_9cadcgB7XBk7Z3kTJow0CAOQCEwYBhgL/s1600/IMG_7835.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-iENlRp-yA2Q/WhmqjhYbIYI/AAAAAAAAYH8/gj2hyRI8QSQWZM5DC6-iYVznVcaouq3kACEwYBhgL/s1600/IMG_7830.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-DRHRO5lXehA/Whmx0CHVkhI/AAAAAAAAYLU/ROtVdKP52aEH8TZ7t2_zkwM_x0GAHGXlwCLcBGAs/s1600/IMG_8993.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-HOtQdh2faug/Whmwl1HOOiI/AAAAAAAAYLM/k6JBDc0MbOk6TBuknyw885ycFLwOMDlRACEwYBhgL/s1600/IMG_8982.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-V8DPTX-XUE8/Whmx4Mz242I/AAAAAAAAYLc/lExqzrVr97cENKfXEBtLJzdFXY8_4rsFACLcBGAs/s1600/IMG_9016.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-uNnUNYtqIrs/WhmqwykxgSI/AAAAAAAAYH8/QbdLyLAvIQYcXm3QmngpbsGeEZ0GOL-6gCEwYBhgL/s1600/IMG_8659.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-3gi5Wc62iG8/WhmzE1MGUeI/AAAAAAAAYME/pbmFm-9YPaM6GCjdr7HIpfLlXPO1tX2hACLcBGAs/s1600/IMG_9250.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-xWNHrNX36TY/WhmzLt4zAhI/AAAAAAAAYMY/tjkxXDq5xWwPjS7qF8Qa5_5TQuzO6B4owCEwYBhgL/s1600/IMG_9457.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-qR_QZBoU8UA/WhmzOCCHcTI/AAAAAAAAYMk/lKI0aw3QQXYFmknZYthzOdQVtQGnb5ZsQCEwYBhgL/s1600/IMG_9503.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-0OlzQIo-C6Y/WhmzEuGUF_I/AAAAAAAAYMA/AorBfEQwi_oIuxJ8R47pzI989JKpoptSQCLcBGAs/s1600/IMG_9278.JPG)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 15, 2017, 11:30:50 am
OPERAÇÃO DRAGÃO -  2017

(https://1.bp.blogspot.com/-AVLOIpfwoBk/WivMaUuYolI/AAAAAAAAYsg/VgUjH2g1hA8_wI_aP3EtdpFkEeAGMklRQCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%252897%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-elYsB2l0U80/WivI5ZutM4I/AAAAAAAAYjc/aYq06uN6iBQQPsEdHRPzlS18k_gK_9wLwCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528102%2529.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-a9bFM-456Jk/WivI2LzM0vI/AAAAAAAAYjQ/0T5XCP9xUOMmFNWF-n9lKL0XQruVJpUNgCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528100%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-v2BrRTi0IJ8/WivI5PvySkI/AAAAAAAAYjY/YUh6ugUC4hYytweiCEyhNbC9X0QjrpPegCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528105%2529.JPG)
(https://2.bp.blogspot.com/-EBg9nLcgTI8/WivI4k4rhXI/AAAAAAAAYjU/SoB46MWboeM73vH3Gc___jb9jYM55pNggCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528103%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-T4kCjxXNv9Q/WivI90OpZEI/AAAAAAAAYjk/3uBYdnZ1TUMEgERM5cVAT3gSix2YLgMNQCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528107%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-n2tTneAj8GI/WivI-okb21I/AAAAAAAAYjo/FCYl8rv6Rrwun9sOIUbhMp3R8HzOJ-0EQCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528108%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-ZKXpo1mdkPI/WivJAeG9kKI/AAAAAAAAYjs/c3Syqhces7U6OMvhoDZMNCWvfztOW14VQCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528109%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-rp2Tnot6F68/WivJGCFGXQI/AAAAAAAAYkA/9SNthdXclccre6ux79p0wMRbmRfE4QCQACEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528112%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-27KKdWY6uZ0/WivJDGUJ1bI/AAAAAAAAYj0/F6giLd5zm6cZOfizjhwN0VSOsMGOc3WmACEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528110%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-g6-kpDY2_gI/WivJEG3LiUI/AAAAAAAAYj4/FZjM9WhTiHcqtePA5k4OWtq6t0wRaDkmwCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528111%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-XWZjpXu56Mg/WivJMZ1uZHI/AAAAAAAAYkQ/qOE3qafI7EMzLJj5mPdYEJmii5PTjk3ygCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528116%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-3Ng6ZC2Hzro/WivJIWDvR-I/AAAAAAAAYkE/zxzOcEqzajo-ztAwIW8evu0vNLJdxXnAACEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528114%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-kXaOJQOhDKw/WivJQMEa58I/AAAAAAAAYkg/TaDM2639u3wv31M1oBlp4OXAzVIdh4nwwCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528119%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-c2vKaRCJ1p4/WivJQms7BBI/AAAAAAAAYkk/KEpF_rfEs_oK2gGJfTnBYK3MFBZK3YWaQCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528120%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-QV_kJcLints/WivJU_KbEFI/AAAAAAAAYkw/Dy-mYr-ZUHcbJa1IjUsQcLOyB61OacPWgCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528121%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-I1MLqbomXbI/WivJZXHAHhI/AAAAAAAAYk8/FfwNGbxxFqoW877N8igmjj7XSp8RPUTZwCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528126%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-QQl9Uj-WR6E/WivJc5T4ggI/AAAAAAAAYlE/CrQMgPBdv1QlrbMtGTm55Sd0SDWSqAW_gCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528128%2529.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-6w150MpqqE8/WivJklT0OFI/AAAAAAAAYlY/mut0sJmGSFU3zOwru77suCnKx9bCEDfTwCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528132%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-E1vMYJFepSk/WivJvNmkxAI/AAAAAAAAYl0/PiSVQYjxpGkKyHi4Y36hs3-aoe6uCY-MwCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528139%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-tAJCuIHchI8/WivJ1kwktiI/AAAAAAAAYl8/Ybk-TDWCmuYYDzRGsRQ4DWAOd9M_NqrYACEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528141%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-7oywRr9vIOw/WivJ6CI2ysI/AAAAAAAAYmE/hwsUszurVggR09LQxhAFGc7gZCaYrQBPQCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528143%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-3L9AsdWBjLU/WivJ8ErQ-dI/AAAAAAAAYmM/bt4Wrshw794gxNQs1pF9zOfhkpbePC7cACEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528144%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-Kf3OFEyBWsQ/WivJ8PBN8LI/AAAAAAAAYmI/6uDLe6QrDHQpGFvEnU4cOZd-l38XYZziQCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528145%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-Jy-_aaNaPFE/WivJ-EpQVyI/AAAAAAAAYmQ/V_o1445t9wwedCRZSt-AUDegacNla3BvgCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528146%2529.JPG)

(https://1.bp.blogspot.com/-rQfnSG3kOfM/WivKDr7IWVI/AAAAAAAAYmY/YRjiCGfj11EY9bWwNHZQ5p-RiRwblc29QCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528147%2529.JPG)

(https://2.bp.blogspot.com/-tt-jDxOugoc/WivKLFc8XaI/AAAAAAAAYmk/yMn0gOezEx4QgjlPOqFAwqiwk-vFSW_egCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528150%2529.JPG)

(https://3.bp.blogspot.com/-65cwg9t2qhM/WivKLkvE7bI/AAAAAAAAYnE/4Igsq21poug17aUJTDuMxlGLBmGJTke5ACEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528151%2529.JPG)

(https://4.bp.blogspot.com/-lj6QEHTSoLY/WivKN1h8ANI/AAAAAAAAYms/JsbdG26giMgyEecT0kMD2-ZtMDcAyKs3wCEwYBhgL/s1600/Drag%25C3%25A3o2017%2B%2528152%2529.JPG)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 19, 2017, 10:00:28 am
FUZILEIROS NAVAIS SOLICITAM 34 VIATURAS “HUMVEE” AOS EUA PARA SEREM USADOS NA “MINUSCA”

(https://i1.wp.com/estrategiaglobal.blog.br/wp-content/uploads/2017/12/humvee-M1151A1B1-768x514.jpg?fit=768%2C514)

Citar
O Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, solicitou ao governo dos EUA um lote de 34 viaturas Humvee para atender as necessidades da força na MINUSCA, na república Centro-Africana. A viatura blindada multitarefas leve sobre rodas Humvee M115A1/B1 é considerada ideal para ser usada nas patrulhas.

Se aceitar a missão o Brasil, deverá enviar ao país africano um contingente de 750 militares. O Ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes afimou que :”O que vemos é um conflito político que é uma conseqüência do colapso total da autoridade do estado”.

(https://i2.wp.com/estrategiaglobal.blog.br/wp-content/uploads/2017/12/humvee-M1151A1B1-768x514-foto-2.jpg?w=1680)

FONTE: http://estrategiaglobal.blog.br/2017/12/fuzileiros-navais-solicitam-34-viaturas-humvee-aos-eua-para-serem-usados-na-minusca.html
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: HSMW em Dezembro 19, 2017, 10:19:45 am
Então mas com tanta viatura disponível vão buscar de propósito a arrastadeira dos HUMVEE?? 
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 19, 2017, 11:08:52 am
Curso de Soldados Fuzileiros Navais em São Tomé e Príncipe

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/11/Flag_of_Sao_Tome_and_Principe-696x348.png)

Citar
Nos dias 12 a 17 de novembro, foi realizado o acampamento do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais de São Tomé e Príncipe, na região da Praia Fernão Dias e Praia dos Tamarindos, no Distrito de Lobata.

O exercício foi conduzido pelo Grupo de Assessoramento Técnico de Fuzileiros Navais junto à Guarda Costeira (GAT-FN-STP), com o apoio da Unidade de Fuzileiros Navais de São Tomé e Príncipe.

Foram realizadas oficinas que exploraram as diversas disciplinas ministradas durante o curso, dentre as quais: Operações Anfíbias, Natação Utilitária, Escola de Embarcações, Combate Ofensivo e Defensivo, Instrução Básica de Combate (Pista de Reação), Defesa contra Agentes NBQR, Primeiros Socorros, Navegação Terrestre, Combate em Área Edificada, Armamento e Minas, Tiro Instintivo, Patrulhas de Combate e Reconhecimento, Pista de Acuidade e Grupo de Visita e Inspeção e Grupo de Presa (GVI/GP).

As oficinas do acampamento foram, em sua maioria, desenvolvidas dentro do contexto de uma operação anfíbia, com ênfase na prática dos conhecimentos adquiridos durante o curso.

(https://www.marinha.mil.br/sites/default/files/1_104.jpg)

O exercício permitiu aos alunos sentirem-se integrando um pelotão de Fuzileiros Navais, para o cumprimento de diversas missões, e forçando-os a demonstrarem suas aptidões e capacidades, mediante as diversas situações propostas, sendo constantemente expostos ao cansaço físico e mental e exigidos durante todos os dias da semana.

Um evento de destaque foi a demonstração operativa que ocorreu no dia 15 de novembro, durante a Oficina de Combate em Área Edificada, em Fernão Dias.

(http://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2017/11/foto3-o_copy.jpg)

Na ocasião, estiveram presentes o Ministro da Defesa de São Tomé e Príncipe e autoridades militares do país, como o Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, o Comandante do Exército e o Comandante da Guarda Costeira.

O Encarregado do Núcleo da Missão Naval do Brasil também participou da ação. O grupo pode observar o bom desempenho dos alunos durante a atividade e também visitou o Posto de Comando do exercício, na Praia dos Tamarindos, onde foi proferida, pelo encarregado do GAT-FN-STP, uma palestra detalhando as atividades realizadas pelos alunos durante o curso e o acampamento.

o dia 17 de novembro, após uma semana de intensas atividades, uma breve cerimônia foi realizada para efetuar a entrega das tarjetas com o nome de cada um dos alunos.

Este evento marcou tanto o término do exercício, quanto o encerramento das atividades instrucionais do curso, sendo que, após a cerimônia de formatura, a ser realizada no dia 1º de dezembro, os recém-formados Fuzileiros Navais passarão a reforçar o efetivo de combatentes anfíbios da Unidade de Fuzileiros Navais de São Tomé e Príncipe.

FONTE:  http://tecnodefesa.com.br/curso-de-soldados-fuzileiros-navais-em-sao-tome-e-principe/

Vão ser a excepção, já que até agora todos os Corpos de Fuzileiros nos PALOPS foram criados com ajuda dos nossos Fuzos. Na verdade isso aconteceu até em Timor Leste.


http://fuzileiros.marinha.pt/PT/destaques/Paginas/3%C2%BACursoFuzileirosAmbitoProjecto3CooperacaoTecnicoMilitarTimorLeste.aspx
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 19, 2017, 02:26:06 pm
Então mas com tanta viatura disponível vão buscar de propósito a arrastadeira dos HUMVEE??

Tal aquisição está envolta à muita controvérsia. A princípio, seria uma medida paliativa, ou seja, uma improvisação em caráter de urgência, pois no inventário atual do CFN não há viaturas leves blindadas (4x4) para a tarefa de patrulha em zonas quentes como é o cenário na RCA.

Para a tarefa de patrulha, o CFN, atualmente, opera viaturas leves não blindadas dos tipos:

Agrale Marruá:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/1/1b/CFN_%286124934785%29.jpg/1024px-CFN_%286124934785%29.jpg)

Land Rover Wolf:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/3/35/For%C3%A7as_armadas_j%C3%A1_est%C3%A3o_operando_nas_ruas_e_avenidas_do_Rio_-_36063444332.jpg/1024px-For%C3%A7as_armadas_j%C3%A1_est%C3%A3o_operando_nas_ruas_e_avenidas_do_Rio_-_36063444332.jpg)

Land Rover Defender:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d8/CFN_%286109791469%29.jpg/800px-CFN_%286109791469%29.jpg)

Como se nota, são inadequadas para operarem em ambiente muito hostil, numa missão da ONU de imposição de paz (cenário oposto ao Haiti, onde o CFN esteve e recentemente encerrou sua missão) na República Centro Africana (RCA).

O Exército também está em via de adquirir em segunda mão cerca de 80 a 100 HUMVEE dos EUA até a chegada do primeiro lote de IVECO LMV, novos, em 2019.

Não se sabe, por enquanto, se o CFN também vai comprar novas viaturas blindadas sobre rodas 4x4 (AFV) tal como faz o Exército nesse momento. Contudo, é preciso salientar que há alternativas nacionais no mercado brasileiro e pode-se listar três produtos  interessantes:

Avibrás Guará:

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2017/08/GUARA-4WS-4-1.jpg)
Nesta foto em teste pelo CFN, inclusive nas cores da camuflagem padrão da corporação

Avibrás Tupi ( Renault Sherpa nacionalizado):

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/08/DSC_3552-TUPI-4x4-by-AVIBAS.jpg)

Inbrafiltro Gladiador II:

(http://defence-blog.com/wp-content/uploads/2015/04/DSC_3510-GLADIATOR-II-by-Groupo-Inbra-Filtro-with-a-REMAX-RWS-by-ARES-01.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 19, 2017, 02:44:53 pm

Vão ser a excepção, já que até agora todos os Corpos de Fuzileiros nos PALOPS foram criados com ajuda dos nossos Fuzos. Na verdade isso aconteceu até em Timor Leste.


http://fuzileiros.marinha.pt/PT/destaques/Paginas/3%C2%BACursoFuzileirosAmbitoProjecto3CooperacaoTecnicoMilitarTimorLeste.aspx

Nos PALOPS, sim. Porém o CFN presta assistência aos Fuzos da Namíbia desde 2005. Em relação às parcerias desenvolvidas pelo CFN com tropas congêneres no Continente Africano, até o momento, o caso da Namíbia é o mais expressivo e profundo:

Citar
Fuzileiros brasileiros exportam organização e até expertise musical para Namíbia

Após mais de duas décadas de luta, a Namíbia conquistou sua independência da África do Sul em 1990. Com a recém-conquistada autonomia, no entanto, era preciso organizar praticamente do zero suas Forças Armadas, com Exército, Aeronáutica e Marinha. No caso da última arma, o país do sudoeste africano acabou contando com o auxílio de um “vizinho” que fica a mais de 6 mil quilômetros de distância, do outro lado do Oceano Atlântico: o Brasil.

Iniciada em 1994, a cooperação entre as Marinhas brasileira e namibiana é um dos carros-chefes da aproximação militar entre o Brasil e países africanos, que tem como objetivo garantir a segurança no Atlântico sul e enfrentar novas ameaças como a pirataria, o terrorismo e o tráfico de drogas na região.

No caso da Namíbia, o Brasil foi peça fundamental para a implementação do Corpo de Fuzileiros Navais do país africano.

“A Namíbia está partindo do zero. Começou conosco em 2005 e hoje, com cerca de oito anos, já se encontra com um batalhão 60% estruturado”, diz o capitão de fragata fuzileiro naval Stewart da Paixão Gomes, porta-voz do Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil.

Formação

Desde 2005, mais de 400 fuzileiros navais namibianos foram capacitados no Brasil. Já em 2009, a Marinha brasileira criou o Grupo de Apoio Técnico de Fuzileiros Navais, que tinha como objetivo inicial a criação de um curso de formação de soldados fuzileiros na Namíbia, além de prestar assessoria na organização e estruturação do grupo militar especializado em operações anfíbias namibiano.

Stewart explica que a formação dos fuzileiros namibianos é baseada nos mesmos princípios usados pelos militares brasileiros.

“Os cursos realizados naquele país são bastante similares aos nossos, usando o mesmo currículo, formando o pessoal da mesma forma que aqui”, diz.

Início

(https://ichef.bbci.co.uk/news/ws/304/amz/worldservice/live/assets/images/2013/05/16/130516165628_brazilian_marines_512x288_divulgaocomandogeraldocorpodefuzileirosnavais.jpg)
A primeira missão brasileira com o objetivo de auxiliar na criação de um Corpo de Fuzileiros Navais namibianos desembarcou no país africano em janeiro de 2009, sob o comando do capitão de mar e guerra fuzileiro naval José Calixto dos Santos Júnior.

“A ideia (era) de criar um batalhão de infantaria e formar os soldados dentro de um contexto similar ao que nós formamos aqui no Brasil”, diz Calixto, que passou dois anos na Namíbia e atualmente está reformado.

De acordo com o comandante, apesar da inspiração no modelo brasileiro, foi necessária uma série de adaptações para adequar o novo Corpo de Fuzileiros às características de terreno, históricas, culturais e sociais da Namíbia.

Após a aprovação da estrutura do novo corpo por parte das autoridades namibianas, foram desenvolvidos manuais, técnicas e atividades de adestramento que acabaram resultando na formação da primeira turma de soldados fuzileiros navais do país africano.

Cultura

Alguns dos desafios iniciais na formação dos fuzileiros namibianos passaram pela adaptação de características culturais do país às necessidades do novo corpo.

Calixto conta que muitos namibianos não têm uma ligação forte com o mar e, durante a formação dos membros do novo Corpo de Fuzileiros Navais – uma tropa anfíbia por definição -, foi necessário ensinar alguns dos militares namibianos a nadar.

“Não existe fuzileiro naval que não saiba nadar. E essa foi uma grande dificuldade que nós tivemos, em fazer com que o militar da Namíbia gostasse da água e conseguisse iniciar os primeiros passos para ser um bom nadador”, conta o comandante.

Mas se algumas características dificultaram, outras facilitaram o trabalho dos militares brasileiros no país.

Embora a língua oficial da Namíbia seja o inglês, muitos dos militares que tiveram contato com os brasileiros compreendiam e falavam bem o português.

“Havia uma facilidade grande de comunicação, porque no contexto da guerra (de independência), alguns militares que conosco conviveram ficaram escondidos em Angola durante 10, 11 anos. Esses militares, mais antigos, já falavam um português fluente”, explica o capitão de mar e guerra fuzileiro naval Ivan Rocha Damasceno Filho, que comandou o grupo de apoio brasileiro na Namíbia entre 2010 e 2012.

“Nós falávamos em português, instruíamos em português, eles entendem perfeitamente. Não havia dificuldade nesse aspecto”, diz Damasceno.

Música

(https://ichef-1.bbci.co.uk/news/ws/304/amz/worldservice/live/assets/images/2013/05/16/130516151336_brazilian_soldiers_304x171_divulgaocomandogeraldocorpodefuzileirosnavais.jpg)

Mas além de auxiliar na organização e na formação de militares, o grupo de apoio brasileiro na Namíbia também teve uma outra função: a estruturação de uma banda de música para o Corpo de Fuzileiros Navais namibiano, nos moldes da banda marcial brasileira, além do desenvolvimento do cerimonial do grupo.

Tanto a questão do cerimonial para o recebimento de autoridades como a parte musical são consideradas pelos fuzileiros como partes importantes nas tradições do grupo e que, junto com atividades como marchas e paradas, contribuem para o desenvolvimento da marcialidade e disciplina dos militares.

Uma parte deste trabalho é centrada na corneta, que é utilizada para passar ordens e comandos para a tropa, como explica Samuel Alves de Oliveira, 2º sargento fuzileiro naval corneteiro, que passou quase dois anos trabalhando na Namíbia.

“É muito dificultoso dar uma ordem para uma massa de militares. A nossa função ali é justamente facilitar a ordem que é transmitida à tropa, e a gente faz isso por meio de um instrumento chamado corneta”, diz Oliveira, que também atuou na parte de desenvolvimento de voz e da banda do corpo namibiano.

“Eu até pensava no início que seria um pouco mais difícil, mas, quando nós chegamos ali, vimos que o trabalho seria muito fácil, porque o africano, e em especial o namibiano, tem uma percepção musical muito aguçada, cantam já por natureza. Eu aprendi muito trabalhando com eles”, diz.

FONTE: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/05/130516_fuzileiros_namibia_cq

(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/news_image/2017/12/38701_resize_800_600_false_true_null.jpg)

(http://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2016/07/CFN-26072016-8a.jpg)

(https://www.marinha.mil.br/sites/default/files/26072016-8b.JPG)

(https://www.marinha.mil.br/sites/default/files/04_-_entregas_das_divisas_de_soldado_e_tarjetas_nam_marines_e_copy.jpg)

(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/news_image/2017/07/37198_resize_620_380_true_false_null.jpg)

(http://55ca7cd0-f8ac-0132-1185-705681baa5c1.s3-website-sa-east-1.amazonaws.com/defesanet/site/upload/media/1500470929_militar_brasileiro_na_istrucao_de_defesa_nbqr_copy.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Fevereiro 16, 2018, 03:36:09 pm
Controlador Aerotático do COMANF conduzindo apoio de fogo aéreo aproximado com aeronaves A-4 Skyhawk da Marinha do Brasil.

(https://scontent.frvd1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/28056689_1633388113423919_6589270422292048432_n.jpg?oh=f5f0c90e8831a7c829f1a3e92da22e9f&oe=5B127B9F)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Fevereiro 24, 2018, 02:14:42 pm
Força de Fuzileiros da Esquadra completa 61 anos, comprovando seu poder de combate e permanência nas ações

(https://3.bp.blogspot.com/-JlvdHmXOPNU/WpBZ6KsiH8I/AAAAAAAAaug/Vt0zjdGIy0ED3pJmDvPnnTkYr_0KqgaWQCLcBGAs/s1600/61ffe10.jpg)

Citar
No dia 8 de Fevereiro, foi realizada a cerimônia alusiva ao 61° aniversário da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira. A ordem do dia, lida pelo Comandante da Força dos Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante, Fuzileiro Naval, Cesar Lopes Loureiro, destacou a história da FFE e o importante papel da Força ao longo dos seus 61 anos: “A criação da Força de Fuzileiros da Esquadra, em 1957, foi o resultado concreto da modernização das forças operativas de fuzileiros navais, previstas no regulamento de 1950, rompendo os paradigmas até então existentes, estabelecendo, de maneira definitiva, a vocação anfíbia dos fuzileiros navais.

Ao longo dos últimos 61 anos, mercê de constante evolução impulsionada por gerações de combatentes anfíbios, a FFE passou a ser conhecida no cenário nacional e internacional por suas atuações, dentre elas: na República Dominicana, de maio de 1965 a setembro de 1966, integrando a Faibrás; em Angola, de 1995 até agosto de 1997, contribuindo com quatro contingentes, integrando a Unavem III; e no Haiti, de maio de 2004 a 2017, integrando a Minustah, contribuindo decisivamente para o sucesso da missão naquele país.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2018/02/forca-de-fuzileiros-da-esquadra.html

(https://2.bp.blogspot.com/-ZULkhE139cA/WpBZ9gtQULI/AAAAAAAAau4/3jlg8EMlQd0vAhj4NCfR6X-Hb_ltc296ACEwYBhgL/s1600/61ffe6.jpg)

(https://4.bp.blogspot.com/-petwG6txF6s/WpBZ7doQjmI/AAAAAAAAaus/2VhuwoEZPzEOMtwkcF0VtRUS1DMUjXTdwCEwYBhgL/s1600/61ffe3.jpg)

(https://4.bp.blogspot.com/-6MGp_CLNdGY/WpBZ6fdYvMI/AAAAAAAAauk/ltTgQYRHuYYjFOoPgMTMOQVjEqynqtuHACEwYBhgL/s1600/61ffe2.jpg)

(https://3.bp.blogspot.com/-Uxkc_1f3DiU/WpBZ6e6jGNI/AAAAAAAAavI/GuPYo35o1doRFTz8egeK_uTECQopTs08QCEwYBhgL/s1600/61ffe.jpg)

(https://3.bp.blogspot.com/-3WhS9Efl5a0/WpBZ_ux3SMI/AAAAAAAAavU/ul1h0VX831MIRSjvxHeTHISGMrSjrPibQCEwYBhgL/s1600/61ffe8.jpg)
Título: Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
Enviado por: Vitor Santos em Fevereiro 24, 2018, 02:42:40 pm
USMC / CFN: Brazilian commandant visits Camp Lejeune

(https://cdn.dvidshub.net/media/thumbs/photos/1206/614212/1000w_q95.jpg)

Citar
Admiral Marco Antonio Correa Guimaraes, Commandant of the Brazilian Marine Corps (third from left) and several senior officers of his staff, tour the boat basin located at Courthouse Bay, Marine Corps Base Camp Lejeune. This visit supported U.S. Marine Corps efforts to strengthen and increase its partnership with the Brazilian Marine Corps and United States Southern Command guidance to expand security cooperation with Brazil. The Brazilian military delegation flew in a V-22B Osprey, observed an Assault Amphibious Vehicle demonstration and a static display of Marine capabilities and equipment. This official tour was by personal invitation from U.S. Marine Corps Maj. Gen. John Croley, commanding general of U.S. Marine Corps Forces South. Brazil has the second largest Marine Corps in South America. In addition to their stop at Camp Lejeune, Admiral Guimaraes and his delegation visited other U.S. military bases on the East Coast.

Fonte: https://www.dvidshub.net/image/614217/brazilian-commandant-visits-camp-lejeune

(https://cdn.dvidshub.net/media/thumbs/photos/1206/614213/1000w_q95.jpg)

(https://cdn.dvidshub.net/media/thumbs/photos/1206/614215/1000w_q95.jpg)

(https://cdn.dvidshub.net/media/thumbs/photos/1206/614214/1000w_q95.jpg)

(https://cdn.dvidshub.net/media/thumbs/photos/1206/614216/1000w_q95.jpg)

(https://cdn.dvidshub.net/media/thumbs/photos/1206/614217/1000w_q95.jpg)