Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos

  • 141 Respostas
  • 40432 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 2598
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 127 vez(es)
  • +17/-26
Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
« Responder #135 em: Agosto 10, 2017, 08:36:12 pm »


 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 2598
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 127 vez(es)
  • +17/-26
Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
« Responder #136 em: Agosto 12, 2017, 09:10:48 pm »



























 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 2598
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 127 vez(es)
  • +17/-26
Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
« Responder #137 em: Setembro 06, 2017, 12:39:38 am »
Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo realizou Execício de Terreno MARAMBEX III/2017


Citar
O Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC) realizou, no período de 27AGO a 02SET, um Exercício no Terreno (ET) denominado “MARAMBEX-III/2017”. O ET MARAMBEX-III, é realizado anualmente na área do Centro de Avaliação da Ilha da Marambaia (CADIM), situado na ilha homônima, localizada no extremo oeste da restinga da Marambaia, no Rio de Janeiro, onde a região é representada por uma faixa arenosa de 45 Km. O ET MARAMBEX-III/2017 contou com o apoio logístico de várias Organizações Militares subordinadas ao Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE) e ao Comando-em-Chefe-da-Esquadra (ComemCh).

O EXERCÍCIO MARAMBEX-III

O ET MARAMBEX-III, tem como propósito aplicar os conhecimentos sobre Armamento e Tiro, Operações Ofensivas e Defensivas, Atividades de Inteligência, Marcha e Estacionamentos, Minas e Armadilhas, Trabalhos de Engenharia e Explosivos. O exercício é realizado em regime de rodízio de oficinas nas quais os alunos têm a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos teóricos adquiridos nos bancos escolares do CIASC.

O ET MARAMBEX-III é direcionado à especialização dos futuros Cabos de Infantaria e de Engenharia e ao aperfeiçoamento dos Sargentos de Engenharia. A edição de 2017 contou com a participação de 438 militares, sendo 240 alunos do Curso de Especialização em Infantaria (C-Espc-IF/2017), 07 alunos do Curso de Aperfeiçoamento em Engenharia (C-Ap-EG/2017), 30 alunos do Curso de Especialização em Engenharia (C-Espc-EG/2017), além de 162 instrutores e militares de apoio à instrução.

A ESCOLA DE INFANTARIA

A Infantaria compreende o conjunto das tropas de um exército particularmente apto para realizar o combate a pé, ainda que se utilizando de meios de transportes terrestre, aéreos ou aquáticos para o seu deslocamento. Na ofensiva, a sua missão é cerrar sob o inimigo para destruí-lo ou capturá-lo, utilizando-se, para isso, o fogo, o movimento e o combate aproximado. Na defensiva, sua missão é manter o terreno, impedindo, restringindo ou repelindo o ataque inimigo por meio do fogo e do combate aproximado, expulsando-o ou destruindo-o pelo contra-ataque.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/09/centro-de-instrucao-almirante-sylvio-de.html

















 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 2598
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 127 vez(es)
  • +17/-26
Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
« Responder #138 em: Outubro 11, 2017, 12:23:05 pm »










 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 2598
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 127 vez(es)
  • +17/-26
Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
« Responder #139 em: Outubro 11, 2017, 12:37:58 pm »













 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 2598
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 127 vez(es)
  • +17/-26
Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
« Responder #140 em: Outubro 19, 2017, 02:07:18 pm »
Operação Formosa 2017: Fuzileiros Navais realizam exercício em área central do Brasil

Citar
Brasília, 10/10/2017 – Na manhã da segunda-feira (9), o Campo de Instrução de Formosa (CIF), em Goiás, foi cenário de uma demonstração operativa como parte de um dos maiores exercícios anualmente realizados pela Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), da Marinha do Brasil.

Participam da Operação Formosa deste ano, no período de 4 a 16 de outubro, um efetivo de 1.600 militares.


O adestramento no CIF, área pertencente ao Exército, inclui o planejamento do desembarque de uma Unidade Anfíbia, nucleado por um batalhão de infantaria e a realização do tiro real de todas as armas orgânicas do Corpo de Fuzileiros Navais, desde armas portáteis até os grandes armamentos de emprego coletivo como o ASTROS CFN 2020, adquirido pela Marinha.


A Força Aérea também participa do exercício, que conta ainda com fuzileiros navais de Marinhas de nações amigas, como EUA, Paraguai e Colômbia.

A Operação Formosa emprega aeronaves da asa fixa e rotativa, Carros de Combate (CC), Veículos Blindados de Transporte de Pessoal (VBTP), Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf), Mísseis Superfície-Ar (MSA), Aeronaves Remotamente Pilotadas (ARP), Obuseiros de artilharia e Lançadores Múltiplos de Foguetes (LMF) ASTROS 2020, entre outros meios.


Eixo Central de Adestramento

A Força de Fuzileiros da Esquadra, ao logo do ano, desenvolve seu ciclo de adestramento, numa sequência de exercícios que vão aumentando de complexidade. O comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, almirante Cesar Lopes Loureiro, explicou que os adestramentos começam em nível de pequenas equipes, passam em seguida ao de subunidade (subdivisões de uma organização militar) e depois para o nível de Unidade e Força.


O adestramento anual da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) permite que seus militares estejam preparados para atuar em diferentes tipos de conflito, desde os armados, até em operações de caráter humanitário e de paz.

Nos últimos anos a FFE participou da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH), tem sido empregada em Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em diferentes estados do Brasil, e atuou na segurança de grandes eventos, como os Jogos Olímpicos em 2016 e a Copa do Mundo em 2014.

Ministério da Defesa
http://www.defesa.gov.br/noticias/35841-fuzileiros-navais-realizam-exercicio-em-formosa-go
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 2598
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 127 vez(es)
  • +17/-26
Re: Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil - 206 Anos
« Responder #141 em: Outubro 19, 2017, 02:19:03 pm »














 

 

Movimento "Fundir Portugal" quer anexar Portugal ao Brasil

Iniciado por SertorioQuadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 7
Visualizações: 2825
Última mensagem Março 19, 2012, 06:29:36 pm
por cromwell
Polícia contra Polícia no Brasil

Iniciado por Xerif3Quadro Países Lusófonos

Respostas: 1
Visualizações: 1506
Última mensagem Março 01, 2009, 03:04:02 pm
por HSMW
"Quero mais Brasil"

Iniciado por J.RicardoQuadro Países Lusófonos

Respostas: 11
Visualizações: 6418
Última mensagem Setembro 06, 2010, 12:58:28 pm
por |FIT|_Benny
Brasil testa "Combat boat 90" de origem sueca

Iniciado por Ricardo NunesQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 9
Visualizações: 2290
Última mensagem Junho 12, 2004, 12:08:28 am
por Nautilus
Marinha do Brasil incorpora navio-auxiliar "Pará"

Iniciado por J.RicardoQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 3
Visualizações: 1694
Última mensagem Janeiro 24, 2005, 09:01:15 pm
por Paisano