Declaração de IRS

  • 15 Respostas
  • 2146 Visualizações
*

Viajante

  • Analista
  • ***
  • 633
  • Recebeu: 133 vez(es)
  • Enviou: 98 vez(es)
  • +12/-4
Re: Declaração de IRS
« Responder #15 em: Agosto 11, 2017, 12:01:46 pm »
Aumento do Subsídio de Refeição com o salário de Agosto:

Pois é, quem recebe o salário igual à Função Pública, como é o meu caso, com o salário de Agosto, vamos ter mais 25 cêntimos de aumentos brutos por dia de trabalho, passando o subsídio de refeição de 4,52€ para 4,77€. Mas atenção, eu falei em brutos, porque o estado pela primeira vez na história vai cobrar IRS e Segurança Social/CGA do subsídio de refeição! (obrigado Centeno, és o maior)
Como os limites de isenção de impostos aplicados ao subsídio de refeição foram publicados no início do ano com o orçamento de estado e entretanto o governo não alterou esse limite (propositadamente), os 25 cêntimos de aumento no subsídio caiem por exemplo para 17 cêntimos para alguém que ganhe perto de 2.500€. Os menos penalisados são obviamente quem ganha abaixo do limiar de pagamento de IRS, que nesse caso só perde 3 cêntimos para a Segurança Social!

Caso prático:
salário bruto de 2.500€ mensais, casado, 2 titulares e 2 filhos;
Está sujeito a uma taxa de retenção de 25,2% de IRS mais 11% para a Segurança Social/CGA.
Ou seja, vai pagar 5 cêntimos de IRS e 3 cêntimos para a Segurança Social/CGA, por dia.
Se o mês tiver 21 dias úteis, o novo subsídio de refeição vai aumentar 5,25€, mas na realidade só leva para casa 3,57€.
Quer isto dizer que pela primeira vez o valor do subsídio de refeição vai ser diferente, vai depender da situação pessoal de cada um.

Se não receberem já este mês o valor de 4,77€ por dia de trabalho, alguém enganou-se a fazer o processamento :)