E.U.A. versus Coreia do Norte

  • 185 Respostas
  • 34995 Visualizações
*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1282
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +2/-0
E.U.A. versus Coreia do Norte
« em: Maio 08, 2004, 07:13:04 pm »
Acham que este conflito virá a deflagrar? Se o presidente Bush for reeleito, algo que eu penso irá acontecer, acredito que teremos uma nova guerra.

Acho que até é do interesse de toda a indústria de defesa dos E.U., e do próprio exército americano que se venha a dar uma guerra com a Coreia do Norte. Assim podem testar todas as novas armas, justificarem o aumento no orçamento militar, e se necessário trazer o recrutamento obrigatório de volta. Seria tb uma boa oportunidade para os Americanos eliminarem mais uma aliado da China naquela região.

Provavelmente vão procurar estabelecer uma coligação que não só involva o Japão e a Coreia do Sul, como tb as Filipinas, a Indonésia, e FA de países europeus.

Opiniões....
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

fgomes

  • Perito
  • **
  • 479
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Maio 08, 2004, 09:39:38 pm »
Não me parece, só se Coreia do Norte atacasse a Coreia do Sul ou o Japão. Os EUA sempre tentaram a via diplomática neste caso e não me parece que tenham o mínimo interesse em destabilizar o Extremo Oriente, além de já terem problemas de sobra com o Iraque e com Afeganistão.
Com a falta de efectivos que têm só lhes faltava mais uma guerra na Coreia !
Dremanu não me leve a mal, mas parece estar a começar a ficar influenciado pelas teorias da conspiração que alguns dos intervenientes neste forum apresentam em todos os posts que fazem !
Quando fala dos interesses da indústria e das FA's americanas, parece esquecer-se que na América há outras actividades económicas que têm grandes interesses na Ásia e não se podem dar ao luxo de perder mercados como o Chinês. E ainda mais importante, na América há eleições e não estou a ver o Congresso a aprovar o recrutamento obrigatório levianamente !
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7507
  • Recebeu: 284 vez(es)
  • Enviou: 101 vez(es)
  • +38/-38
(sem assunto)
« Responder #2 em: Maio 08, 2004, 11:39:00 pm »
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Fábio G.

  • Investigador
  • *****
  • 1413
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Maio 09, 2004, 04:15:22 pm »
Os EUA começaram a dotar a 2ª Divisão de Infantaria baseada na
Coreia do Sul com os mais modernos carros de combate de que dispõem.
 
Esta unidade estava dotada desde 1995 com os M1A1, agora começa a
receber a versão avançada do mesmo carro, preparado para o combate
em ambiente "digital", com uma potência no motor de 1500 cavalos e
controlos de potência melhorados assim como sistemas laser menos
prejudiciais ao olho humano.
 As primeiras dezenas de carros, de um total não especificado,
chegaram em Fevereiro ao campo Casey, sede do Quartel General da
Divisão, muito próximo á área dismilitarizada.
 Trás um recente acordo com o Governo sul-coreano, o Pentágono
recolocará as tropas a sul de Seul, num processo de duas fases que
se iniciará em 2006 e que pretende evitar um ataque em massa e por
surpresa das forças norte-coreanas, de mais de 1 milhão efectivos
, 90% deles concentrados nas proximidades dessa área.
  Os Abrams são os principais vectores terrestres para travar um
possivel avance dos milhares de carros norte-coreanos rumo a Seul.
 

*

Fábio G.

  • Investigador
  • *****
  • 1413
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Maio 14, 2004, 11:52:50 am »
Coreia do Norte rejeita exigências

A Coreia do Norte declarou esta 6ª feira que nunca aceitará as exigências dos EUA para o desmantelamento total do seu programa nuclear, enquanto decorre uma reunião em Pequim entre os EUA e a CN.
Um membro da delegação norte-coreana na reunião afirmou que as exigências dos EUA "são o tipo de humilhação que só podem ser impostas a um pais derrotado numa guerra".
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1282
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Maio 14, 2004, 05:56:08 pm »
Citação de: "fgomes"
Dremanu não me leve a mal, mas parece estar a começar a ficar influenciado pelas teorias da conspiração que alguns dos intervenientes neste forum apresentam em todos os posts que fazem !
Quando fala dos interesses da indústria e das FA's americanas, parece esquecer-se que na América há outras actividades económicas que têm grandes interesses na Ásia e não se podem dar ao luxo de perder mercados como o Chinês. E ainda mais importante, na América há eleições e não estou a ver o Congresso a aprovar o recrutamento obrigatório levianamente !


Caro fgomes, não levei nada a mal!!! :D Garanto-lhe que não estou a ficar influênciado pelas opiniões anti-USA...eu estou longe de ser tal coisa, admiro muito os E.U.A.. No entanto, e em virtude de ter trabalhdo e vivido na América do Norte, fiquei a conheçer melhor como funciona a mente do Americano, e o sistema onde opera esta mente, por isso eu sou da opinião que não se deve descartar a hípótese dos E.U. atacarem a Coréia do Sul.

Depois de ler a informação presente no "link" que o Luso nos forneceu, mais eu penso que os Americanos estam mesmo interessados em deitar abaixo o regime da Coréia do Norte. É obvio que a Coréia do Sul têm umas FA suficientemente fortes para derrotar a Coréia do Norte, mas será que têm a coragem de iniciar a ação militar para que tal possa ser feito?

O regime da Coréia do Norte tem que ser deitado abaixo mais tarde ou mais cedo, é um ultraje ao mundo moderno que exista tal perversidade de governo num país. É tudo uma questão de espera pelo momento certo. E nem creio que o mundo se oponha a uma guerra contra o sistema tirânico da Coréia do Norte, como se opós à guerra contra o Saddam.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

Fábio G.

  • Investigador
  • *****
  • 1413
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Maio 14, 2004, 06:20:05 pm »
Eu penso que se não fosse o caos no Iraque e a opnião publica e internacional contra os EUA, os EUA já estavam "prontos para desarmar" a Coreia, no entanto face ás posições da Coreia no que respeita ao nuclear um conflito pode ser inevitável nos próximos anos, o tempo o dirá.
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1451
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Maio 14, 2004, 07:55:02 pm »
O problema de uma guerra com a Coreia do Norte, que os americanos podem perfeitamente ganhar, é que nas primeiras horas do conflito, Seul ( a 40km da linha da frente) vai ser duramente castigada pela artilharia da Coreia do Norte.

Vejam daqui as consequências para a economia mundial...


Cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Guilherme

  • Perito
  • **
  • 408
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Maio 14, 2004, 08:05:45 pm »
500 mil projéteis de artilharia seriam disparados em 3 horas, com capacidade de alcançar Seul e muitas bases americanas.
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1282
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Maio 14, 2004, 10:05:57 pm »
E se os Americanos e os Sul Coreanos abrirem fogo antes da Coréia do Norte, qual seria o estrago que poderiam fazer, antes da C.N. ter tempo de reagir? Poderiam os Americanos e S.C. atacarem de surpresa?

E a população da C.S., pode ser evacuada a tempo. E quantas peças de artilharia teram os N.C.?
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

Guilherme

  • Perito
  • **
  • 408
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #10 em: Maio 14, 2004, 10:13:28 pm »
Citação de: "dremanu"
E se os Americanos e os Sul Coreanos abrirem fogo antes da Coréia do Norte, qual seria o estrago que poderiam fazer, antes da C.N. ter tempo de reagir? Poderiam os Americanos e S.C. atacarem de surpresa?

Penso que seria um ataque fulminante, mas os norte-coreanos tem muito material escondido em túneis, e acho que ainda poderiam revidar o ataque dos EUA/SK. Claro, não com tanta força.

Citação de: "dremanu"
E quantas peças de artilharia teram os N.C.?


18 mil, segundo li.
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1282
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Maio 15, 2004, 07:25:28 pm »
18,000 peças de artilharia, uau! São bastantes!

Talvez o mais difícil numa campanha militar contra a NK para os Americanos seria mover tropas e material suficientes para a SK, sem atrair a atenção da NK, e assim evitar que estes fossem os 1os a sair ao ataque.

Provavelmente os americanos podem adotar uma estratégica semelhante à que adotaram no Afeganistão. Utilizam as tropas de infantaria da SK como a principal força de invasão e combate. Usam os bombardeiros da USAF para bombardear as posições da NK, usam os "marines" para assalto anfíbio, e a marinha de guerra para bombardeamento marítimo e luta conta a marinha da NK. e suporte aéreo ás tropas de invasão SK. E não se se eles têm algo assim, mas se tiverem, mandam uns ICBM não nucleares diretamente dos E.U. para rebentarem em cima dos bunkers dos NK.

A questão que eu acredito ser de maior relevo, é como movimentar as meios militares necessários para o ataque, sem alertar os NK, será possível?
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1676
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #12 em: Maio 15, 2004, 07:58:07 pm »
Não será certamente fácil, a inteligência Norte Coreana deve controlar razoavelmente a movimentação militar na Coreia do Sul, e qualquer coisa suspeita e todas as forças armadas NK estariam em alerta total.
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1451
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Maio 15, 2004, 09:24:01 pm »
Os EUA são uma democracia, logo o movimento de apenas um batalhão fora da rotina habitual seria logo detectado pela sociedade, iria parar à imprensa e por conseguinte bastaria ao amigo Kim ler os jornais pela manhã...

Cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1282
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #14 em: Maio 15, 2004, 11:04:32 pm »
Sim, é muito díficil para os Americanos puderem movimentar tropas sem alertarem os NK.

Talvez o pudessem fazer começando por movimentar os dispositivos da marinha em pequenos grupos, ao longo de um periodo de seis meses. Depois movimentavam mais umas tropas debaixo de um pretexto qualquer sobre exercícios militares. Depois dos exercícios militares largavam notícias falsas a mostrarem as tropas a retornarem para casa, mas na realidade mantinham-nas todas no local.

E será que por os Americanos terem unicamente um armistício com a NK, podem abrir hostilidades sem terem que consultar a ONU?
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

 

Mediterrâneo Sul vs Mediterrâneo Norte

Iniciado por R65Quadro Conflitos do Futuro

Respostas: 10
Visualizações: 2718
Última mensagem Julho 20, 2012, 12:19:11 pm
por Luso
OGMA vão fazer upgrades em oito C130 norte-americanos

Iniciado por Tiger22Quadro Indústrias de Defesa

Respostas: 1
Visualizações: 1358
Última mensagem Março 26, 2004, 10:32:48 pm
por Ricardo Nunes
Asilo político: Norte-americano que quer ficar em Portugal

Iniciado por comancheQuadro Serviços de Informações e Inteligência

Respostas: 4
Visualizações: 3884
Última mensagem Abril 16, 2011, 09:46:12 pm
por Camuflage
Pólo Norte pode ficar sem gelo no próximo verão

Iniciado por P44Quadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 14
Visualizações: 2893
Última mensagem Julho 04, 2008, 11:33:15 am
por P44
Norte de Portugal é a região mais pobre da velha UE

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 6
Visualizações: 1525
Última mensagem Maio 30, 2006, 05:05:30 pm
por Marauder