Rússia

  • 622 Respostas
  • 108855 Visualizações
*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 984
  • Recebeu: 236 vez(es)
  • Enviou: 141 vez(es)
  • +31/-6
Re: Rússia
« Responder #600 em: Fevereiro 07, 2017, 12:56:10 am »

alguem leve o alexandre a farmacia dos factos para se tratar do virus putin

diz-nos que trump, orban e wilders admiram o presidente russo. qual e exactamente o problema?
diz-nos  que Tsipras tentou encontrar em Putin um substituto para a dependência no dinheiro europeu, mas esqueceu-se de esclarecer que nem o dinheiro russo chegou nem as sancoes foram vetadas. diz-nos que le pen e financiada em milhoes de euros pelo kremlin, o que e mentira como se constata pela ausencia de qualquer fonte credivel apresentada. diz-nos que foi confirmada a influencia do kremlin em beneficio de trump na campanha eleitoral, sem mais uma vez apresentar qualquer dado de relevo que sustente a acusacao. sim eu li o relatorio da inteligencia americana, diz basicamente isto - foram os russos acreditem em nos e ha mais a rt fez uma campanha anti-hillary. sao estas as "provas" do hacking russo.

alexandre, o inimigo dos europeus nao e o fantasma do putin, antes sim a cambada de politicos corruptos que nos desgovernam. a ultima coisa em que estao interessados e fazer servico publico e tem um dom especial para arranjar parolos como o alexandre para entreter as massas com fabricacoes que apenas servem para distrair as pessoas dos crimes dos que estao no poder e levar a agenda dessa mafia adiante.

aproveitem e vejam la se na farmacia da realidade resolvem a zarolhice cronica do alexandre.
estes propagandistas nunca conseguem ver os assassinatos politicos da cia, as guerras americanas para destituir presidentes estrangeiros nao alinhados, os milhoes de dolares americanos em fundos para ngos e outras instituicoes insuspeitas com vista a promover as revolucoes coloridas etc etc

que um jornal portugues publique as dores de cotovelo do alexandre diz muito do estado dos media portugueses e do lixo que os seus leitores consomem

Tens aqui um jornal Inglês a comprovar o "empréstimo" estilo Sócrates, de um banco Russo à Marine Le Pen em 9,8 milhões de euros....... coisa pouca!!!!!! E a Marine confessa que os bancos franceses não emprestaram,........ mas um banco Russo emprestou logo 10 milhões, porquê? Engraçou com ela? Deixa de ser ridículo, não deites areia aos olhos!

Falas em corrupção dos líderes europeus? Estás a referir-te ao Putin? (Moscovo ainda faz parte da Europa, da última vez que vi o mapa)..... é que o Putin tem uma fortuna comprovada (já coloquei aqui links) de mais de 70 mil milhões de dólares!!!!!! É um homem muito poupado!!!!!!! Qual é o salário do Presidente Russo? 500 milhões de dólares por mês?

"It's the mentality of KGB practice. You buy people and place your pawns, saying to yourself that they'll be useful at some point."

Tens aqui um jornal que nem é nada conhecido no mundo: http://www.telegraph.co.uk/news/2016/12/21/marine-le-pens-russian-links-us-scrutiny/
« Última modificação: Fevereiro 07, 2017, 01:00:00 am por Viajante »
 

*

Pedro E.

  • Investigador
  • *****
  • 1536
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 18 vez(es)
  • +20/-217
Re: Rússia
« Responder #601 em: Fevereiro 07, 2017, 01:44:05 am »

mas eu sei disso tudo porque ouvi da boca da le pen. nao e segredo nenhum que ela pediu financiamento a bancos russos porque todos os outros bancos europeus lhe recusaram o dinheiro. TODOS. a russia foi o ultimo recurso. ela preferia qualquer outro banco mais perto de casa, franca, italia, espanha, NADA, nenhum lhe emprestou . e desde quando e que um banco russo e igual a ser financiada directamente pelo kremlin?  o roman popov trabalha no kremlin? em que mundo? eu tenho conta em banco ingles, quer dizer que sou financiado pelo whitehall? oh viajante davas um bom vendedor de nabos

http://www.intellinews.com/russian-central-bank-axes-marine-le-pen-s-russian-lender-101113/
Citar
Le Pen's cash-strapped National Front party scored the loan from the Russian lender in 2014 after being turned down by banks all over the continent.

Her party has appealed to another 45 foreign banks to help finance upcoming election campaigns, including her presidency bid next year, according to a Politico report in May. 


quantos aos teus links da riqueza ilicita do putin, ja sabemos do que se trata. a fortuna comprovada do presidente russo e assim porque os media dizem que sim. e tu claro acreditas.
como se um presidente da maior potencia do mundo pudesse exercer o seu cargo se essas difamacoes fossem realmente verdade. que eu saiba o putin nao e procurado pela interpol ou nenhum tribunal internacional, nem a sociedade russa que tem acesso a essas noticias (leia-se mentiras) moveu uma palha contra o seu corrupto presidente (leia-se nao alinhado com a mafia ocidental) por causa de desvios de fundos.

 

*

Pedro E.

  • Investigador
  • *****
  • 1536
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 18 vez(es)
  • +20/-217
Re: Rússia
« Responder #602 em: Fevereiro 07, 2017, 06:49:50 pm »
Putin Signs Law on Ratifying Deal With Ankara on Turkish Stream Gas Pipeline
https://sputniknews.com/business/201702071050433307-putin-signs-turkish-stream/
 

*

Pedro E.

  • Investigador
  • *****
  • 1536
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 18 vez(es)
  • +20/-217
Re: Rússia
« Responder #603 em: Fevereiro 09, 2017, 11:14:35 am »
Alexei Navalny: Russian opposition leader found guilty
http://www.bbc.com/news/world-europe-38905120
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14181
  • Recebeu: 689 vez(es)
  • Enviou: 696 vez(es)
  • +50/-28
Re: Rússia
« Responder #604 em: Março 17, 2017, 02:55:42 pm »
Russia announces deepest defence budget cuts since 1990s

Craig Caffrey, London - IHS Jane's Defence Weekly
16 March 2017
   
Figures released by the Russian Federal Treasury have confirmed that Russia's defence budget has been cut by 25.5% for 2017, falling from RUB3.8 trillion (USD65.4 billion) to RUB2.8 trillion.

The reduction represents the largest cut to military expenditure in the country since the early 1990s.

The reduction follows an extended period of large increases to Russian defence spending with growth having achieved an average rate of 19.8% a year since 2011 in nominal terms. Despite the cut, the 2017 budget will remain about 14.4% higher than the level of defence spending seen in 2014 in nominal terms.

The Russian government initially outlined plans to reduce defence expenditure in the draft of the three year budget for 2017 to 2019 released in October 2016.

 :arrow: http://www.janes.com/article/68766/russia-announces-deepest-defence-budget-cuts-since-1990s
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 7998
  • Recebeu: 588 vez(es)
  • Enviou: 868 vez(es)
  • +33/-4
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Rússia
« Responder #605 em: Julho 10, 2017, 07:08:24 pm »
Russia’s State Armaments Program For 2018-2025
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8690
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Rússia
« Responder #606 em: Outubro 30, 2017, 12:17:22 am »
Homenagem em Moscovo às vítimas do estalinismo


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8690
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Rússia
« Responder #607 em: Outubro 31, 2017, 04:24:59 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8690
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Rússia
« Responder #608 em: Dezembro 21, 2017, 02:08:56 pm »
Departamento do Tesouro lança sanções contra líder checheno, Ramzan Kadyrov


 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14181
  • Recebeu: 689 vez(es)
  • Enviou: 696 vez(es)
  • +50/-28
Re: Rússia
« Responder #609 em: Dezembro 27, 2017, 02:44:22 pm »
FOCUS 2017

The Norwegian Intelligence Service’s assessment of current security challenges

 https://forsvaret.no/en/ForsvaretDocuments/Fokus2017_2002_ENGELSK_v2.pdf
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8690
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Rússia
« Responder #610 em: Janeiro 24, 2018, 12:47:10 pm »
Governo russo suspende filme "A morte de Estaline"


 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 984
  • Recebeu: 236 vez(es)
  • Enviou: 141 vez(es)
  • +31/-6
Re: Rússia
« Responder #611 em: Janeiro 28, 2018, 03:26:49 pm »
Principal opositor de Putin preso durante manifestação em Moscovo

Alexei Navalny, o principal opositor do presidente russo Vladimir Putin, foi preso este domingo durante um protesto. Detenção ocorre após Navalny ter convocado manifestações em 115 cidades.



O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido em Moscovo, depois de ter apelado a manifestações em toda a Rússia para contestar a realização das eleições presidenciais marcadas para 18 de março. Navalny foi detido pelas forças policiais russas. Detenção surge após a rejeição da candidatura de Navalny às próximas eleições presidenciais do país que irão ocorrer a 18 de março.

No twitter, o opositor de Putin escreveu: “Prenderam-me. Isso não significa nada. Vocês (manifestantes) não vieram por mim. Vieram pelo vosso futuro”.

Navalny, que é, segundo Putin, o “candidato preferido dos Estados Unidos da América”, postou no Twitter um vídeo com a detenção de Dmitri Nizovtsev, um membro do partido. A detenção de Navalny foi feita no seu gabinete. A conta da rede social continua com publicações a incentivar os protestos.

A detenção foi feita no gabinete de Navalny e um vídeo publicado nas redes sociais mostra a polícia a entrar na sala. Há também indicações de que a polícia tentou entrar no estúdio de gravação utilizado pelo líder da oposição no mesmo edifício. Quem filmava os acontecimentos afirmou que a polícia disse tratar-se de uma ameaça de bomba.

Nicolai Lyaskin, coordenador político de Navalny para a área de Moscovo, foi também detido pela polícia, indicou a agência noticiosa Interfax.

Depois de saber que Nalvany tinha incentivado manifestações em 115 cidades na Rússia, as autoridades do país emitiram de seguida uma advertência contra os protestos por “não serem autorizados”. As manifestações eram, segundo o opositor de Putin, uma “greve de votantes”.

http://observador.pt/2018/01/28/principal-opositor-de-putin-preso-durante-manifestacao-em-moscovo/

Como se mantém alguém no poder? Impede-se o principal opositor de participar nas próximas eleições e na primeira oportunidade prende-se! Bem no passado, outros tiveram um fim bem pior........
 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 984
  • Recebeu: 236 vez(es)
  • Enviou: 141 vez(es)
  • +31/-6
Re: Rússia
« Responder #612 em: Fevereiro 20, 2018, 05:04:15 pm »
Salários altos, temas obrigatórios e ordens para ver “House of Cards”. Como funciona a “fábrica” de trolls russos

A Agência de Pesquisa na Internet tem 13 colaboradores agora acusados pelo FBI, suspeitos de interferirem nas eleições. Os ex-trabalhadores contam como é o dia-a-dia a influenciar as redes sociais.



Os anúncios de emprego pedem “especialistas em redes sociais”, “operadores de internet”, “gestores de conteúdo” e “copywriters”. Na descrição das funções, conta uma investigação especial da cadeia de televisão finlandesa YLE, pedem-se pessoas “capazes de trabalhar na internet, de produzir conteúdo online para diferentes tipos de audiência e de reescrever textos”. É assim que se contratam trolls para a Agência de Pesquisa na Internet, a famosa “fábrica” em São Petersburgo, que teve 13 trabalhadores formalmente acusados pelo procurador-especial norte-americano Robert Mueller, encarregado de investigar possíveis ligações da campanha Trump ao Kremlin, or suspeitas de terem tentado influenciar as eleições presidenciais nos EUA.

A “fábrica” criou perfis falsos em redes sociais, escreveu posts, inundou caixas de comentários. O objetivo era o de influenciar as opiniões públicas internacionais, em especial a russa — num primeiro momento após o início da guerra na Ucrânia, depois em vésperas da eleição presidencial norte-americana. Ao todo, diz a revista Atlantic, 125 milhões de norte-americanos viram posts organizados pela “fábrica” no Facebook e mais de meio milhão interagiu com trolls russos. Mas como é ao certo o dia-a-dia de um troll na Agência de Pesquisa na Internet?
Os horários

A “fábrica” de São Petersburgo funciona 24 horas por dia, e há dois turnos de 12 horas a serem preenchidos pelos trabalhadores, que trabalham dois dias seguidos, descansam outros dois, e assim sucessivamente. “É preciso chegar precisamente a horas e trabalhar das nove da manhã às nove da noite”, revelou ao Washington Post um antigo funcionário, Marat Mindiyarov.

Já em 2015, uma antiga trabalhadora, Ludmila Savchuk, tinha dado esta informação à revista do New York Times, garantindo que fazia turnos de 12 horas. “Às nove da noite em ponto havia uma multidão a sair do edifício. Às nove da noite em ponto”, contou.
Os salários

Os salários parecem variar consoante a importância das funções ocupadas, mas é consensual entre os ex-trabalhadores e a investigação de Mueller que são bem pagos, tendo em conta a média na Rússia.

O valor mais alto foi mencionado ao New York Times pelo antigo funcionário Aleksei, que disse ter sido atraído por um ordenado um pouco acima dos mil dólares. “Eu era jovem e não pensei nas questões morais. Escrevia porque adorava escrever, não estava a tentar mudar o mundo”, explicou. No mesmo artigo, outro ex-trabalhador, Sergei, diz que recebia cerca de metade.

Em 2015, um artigo do jornal Guardian sobre a “fábrica” dizia que o salário mais alto era de cerca de 900 euros, pago apenas aos trolls que escrevia em língua inglesa. Já Savchuk, a ex-funcionária que falou com a revista do New York Times, garante que o seu salário era de cerca de 600€, “quase tanto como ganha um professor universitário”. Nenhum trabalhador tinha contrato escrito, mas todos assinaram um acordo de confidencialidade.
As tarefas

Savchuk explica que na “fábrica” os funcionários estão distribuídos por departamentos que tratam de cada rede social: LiveJournal, VKontakte (estas duas populares na Rússia), Facebook, Twitter, Instagram e caixas de comentários. A antiga trabalhadora conta que a sua função no departamento de Projetos Especiais era a de criar personagem virtuais no LiveJournal, que deveriam parecer pessoas reais. Para isso, postava sobre temas mundanos como dietas ou feng shui e, pelo meio, opinava sobre política. “A cada dois turnos, tinha de atingir uma quota de cinco posts políticos, dez posts não políticos e 150 a 200 comentários em posts de outros funcionários.”



Marat, que falou ao Washington Post, corrobora agora esse relato de 2015, dizendo que tinham instruções específicas como o número de comentários que tinham de fazer por dia (135) e o número de caracteres que cada um deveria ter (200). Para além disso, havia uma lista com os tópicos que deveriam ser abordados nesse dia: “O Presidente Vladmir Putin ou o Presidente Barack Obama, ou os dois juntos; a Ucrânia; o heroísmo do ministro da Defesa russo; a guerra na Síria; a oposição russa; o papel da América na difusão do vírus Ébola”, ilustra o New York Times.

Em 2015, o Guardian contava que os funcionários deveriam basear-se na informação disponível no site Ruxpert, definido como uma Wikipédia russa “patriótica”.
Primeira fase: a guerra na Ucrânia

De acordo com os relatos de ex-trabalhadores e a investigação de vários media, no início a “fábrica” tinha como principais objetivos promover uma visão do mundo de acordo com os interesses do Kremlin, sobretudo na sequência da invasão da Crimeia e da guerra no leste da Ucrânia. Em 2015, por exemplo, um antigo funcionário contava uma instrução que recebeu para fazer um post que ilustrasse como Putin se apressou a prestar condolências a François Hollande, na sequência do ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo.

A investigação da YLE também descobriu outros exemplos, como uma história partilhada de forma viral sobre um alegado avião ucraniano que teria sido o responsável pela queda do avião da Malaysia Airlines no leste do país — a foto utilizada para ilustrar o artigo era falsificada. E recolheu várias das frases repetidas em diversos posts e comentários, como o uso da palavra “fascistas” para descrever os soldados ucranianos.
Segunda fase: as eleições nos EUA

A Agência de Pesquisa na Internet percebeu rapidamente o potencial de se focar nos internautas norte-americanos e aproveitou as eleições presidenciais para tentar desestabilizar o eleitorado. Marat, o trabalhador que falou com o Washington Post, recorda que tentou transferir-se para o departamento do Facebook — onde o salário era mais alto –, mas não conseguiu porque os seus conhecimentos de inglês não eram suficientes.

Segundo o jornal russo RBC, citado pelo Vox, cerca de 90 trabalhadores foram colocados na “secção EUA” no outono passado. Também o jornal russo em língua inglesa Moscow Times confirmou a existência deste departamento, explicando que as instruções dadas passavam por lições de gramática inglesa e ordens para assistir à série “House of Cards”.



Entre os tópicos abordados pelos trolls deste departamento, rapidamente os ataques a Hillary Clinton se tornaram regra, de acordo com a investigação do FBI. O New York Times conta que as hashtags  #Trump2016, #TrumpTrain [O Comboio de Trump], #MAGA [sigla do slogan de campanha “Make America Great Again”] e #Hillary4Prison [Hillary para a Prisão] foram várias vezes usadas pelos trolls russos. Outros exemplos são a publicação de posts que comparam Clinton a Hitler ou as fotomontagens com Bin Laden. A acusação garante que os próprios trolls criaram uma conta falsa de Twitter para representar o Partido Republicano no Tennessee, que chegou a ter mais de 100 mil seguidores e cujos posts foram retweetados por Michael Flynn e Kellyanne Conway. Já para não falar do próprio Donald Trump.

Os truques tecnológicos

A acusação de Mueller também destapou os meios tecnológicos avançados utilizados por esta agência. De acordo com o FBI, a “fábrica” roubava números de Segurança Social norte-americanos que combinava com fotos falsas e contas PayPal, para dar a ilusão de que muitas contas pertenciam a pessoas reais. O site The Verge conta ainda que os trabalhadores utilizavam VPN (redes privadas virtuais) que davam a ilusão de estarem a utilizar a internet através de uma rede norte-americana e não a partir da Rússia.

Dentro do edifício de São Petersburgo, os computadores estavam programados para todos os posts serem encaminhados para todas as contas falsas da rede, que abririam os posts, a fim de criar números de visualizações de página mais altos e interferir com os algoritmos das redes sociais.
Quem financia a Agência?

A investigação do FBI aposta em Evgeny Prigozhin, um oligarca russo conhecido como “chef do Kremlin” pelas suas ligações a serviços de catering da presidência. Os media russos já avançavam com essa suspeita desde pelo menos 2015, tendo uma jornalista do Novaya Gazeta descoberto que um dos gestores de equipa era empregado da Concord, uma holding de Prigozhin. Para além disso, há uma fuga de emails que dá conta de alegados pagamentos diretamente da Concord para a Agência.
O ambiente de trabalho na “fábrica”

Os antigos trabalhadores são unânimes nas queixas, ou não tivessem acabado por sair — uns, como Savchuk, desiludidos, outros, como Sergei, simplesmente esgotados com o ritmo de trabalho. A maior parte queixa-se do ambiente de trabalho. “Pintam um cenário de um local sem graça e draconiano, com multas para os que chegam atrasados ou que não atingem um determinado número de posts por dia”, relatava já o Guardian em 2015.

“É como uma linha de produção, toda a gente está ocupada a escrever alguma coisa. Há a sensação de que se chegou a uma fábrica e não a um lugar criativo”, ilustrou Marat Mindiyarov. “Cheguei lá e senti-me imediatamente como uma personagem do 1984 de George Orwell — um lugar onde se tem de escrever que o branco é preto e que o preto é branco.”

http://observador.pt/2018/02/20/salarios-altos-temas-obrigatorios-e-ordens-para-ver-house-of-cards-como-funciona-a-fabrica-de-trolls-russos/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo, HSMW

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8690
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Rússia
« Responder #613 em: Março 15, 2018, 07:08:18 pm »
Estados Unidos impõem sanções a 19 cidadãos russos


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8690
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Rússia
« Responder #614 em: Março 16, 2018, 12:06:29 pm »
Rússia vai responder às sanções dos EUA incluíndo mais americanos na sua "lista negra"


 

 

Brasil e Rússia assinam acordo para viagens espaciais

Iniciado por TOMKATQuadro Países Lusófonos

Respostas: 2
Visualizações: 1649
Última mensagem Fevereiro 10, 2006, 01:05:04 am
por Luso
Rússia:Escudo anti-mísseis dos EUA ineficaz c/ arsenal russo

Iniciado por MarauderQuadro Conflitos do Futuro

Respostas: 3
Visualizações: 3666
Última mensagem Abril 06, 2006, 01:52:35 pm
por Azraael
Rússia testa novo míssil com múltiplas ogivas nucleares

Iniciado por Jorge PereiraQuadro Tecnologia Militar

Respostas: 1
Visualizações: 4170
Última mensagem Maio 31, 2007, 09:40:18 pm
por Lancero
Rússia pretende ter estação permanente Lua entre 2028 e 2032

Iniciado por AndréQuadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 3
Visualizações: 2408
Última mensagem Setembro 03, 2007, 10:16:50 am
por pmdavila
France Loses Out as Saudis Sign $2.2 Billion Deal for Russia

Iniciado por Mar VerdeQuadro Forças Aéreas/Sistemas de Armas

Respostas: 1
Visualizações: 2097
Última mensagem Novembro 12, 2007, 03:44:23 pm
por antoninho