Sector Aeroportuario/Aeronautica

  • 122 Respostas
  • 14724 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 1240
  • Recebeu: 379 vez(es)
  • Enviou: 170 vez(es)
  • +30/-4
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #105 em: Junho 10, 2017, 11:10:14 pm »
ANA diz que a TAP tem de desviar rotas para o Porto porque a Portela não aguenta mais

Citar
Ponce de Leão, presidente da ANA, avisa que o aeroporto de Lisboa já está com ocupação a 91%, e se a TAP não olhar o Porto “outras companhias o farão, e já as estamos a contactar”

http://expresso.sapo.pt/economia/2017-06-09-ANA-diz-que-a-TAP-tem-de-desviar-rotas-para-o-Porto-porque-a-Portela-nao-aguenta-mais

E o aeroporto de Beja não teria interesse como plataforma de troca de aviões? Se a espera for só algumas horas as pessoas nem saem do aeroporto...

ok eu já não percebo nada disto, se calhar estou bêbado só pode .
Quando penso que nada me fará espantar apanho com artigo que nem quero acreditar no que leio !!!!!!
Olhem bem para o aeroporto do Porto, terá capacidade para os longo curso da TAP, que operam em LIS ????
Vamos levar os pax dos longo curso que ficam em Lisboa, de LIS-OPO nos equipamentos que maioritariamente fazem essa rota ATR42/72 que nem espaço tem para acomodar as bagagens dos pax transportados ???
Andamos mesmo de cavalo para Jumento e já muito velhinho !!!
Então agora a culpa é da TAP, ou de se ter aceite que as Low Cost operassem em LIS sem qq tipo de limite e/ou restricções/penalizações ????
E lightning o queres dizer com troca de aviões ?????
Montar lá umas bancadas dos fabricantes tais como a Airbus, Boeing, Embraer e vamos negociar ?????
Olha que aqui há alguns candidatos a vendedores eu sou um deles.
Ou continuar o plano, obscuro, do Mr Nielmann e acabar com a TAP de vez ???????

Abraços e vão todos para o Porto ou BEJA !!!!!!

PS :nem sabia que o aeroporto do montijo estará pronto em 2010. Mas que artistas nem fazem revisões do texto depois de pronto e antes de publicado, mais do mesmo !!!
« Última modificação: Junho 10, 2017, 11:30:45 pm por tenente »
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 6536
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 409 vez(es)
  • +20/-2
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #106 em: Junho 12, 2017, 12:36:46 pm »
É possivel que isto seja golpada com interesses no meio, claro.

Pelo que li a ideia não é aterrar em Lisboa, depois ir na ponte aérea para o Porto, e ai apanhar avião para o destino, acho que a ideia é a escala ser feita no Porto em vez de Lisboa, mas se o aeroporto não tem capacidade de receber os longo curso então não tem sentido.

Eu queria dizer os passageiros fazerem as escalas de troca de avião em Beja... Era uma ideia para dar uso aquele terminal e aliviar a Portela para quem de facto vai ficar em Lisboa ;D, têm lógica? É que no artigo diz que a maior parte dos passageiros que usam a Portela nem ficam em Lisboa.

Citar
O objetivo da TAP começar a fazer 'hub' do Porto, aliviando assim o 'hub' de Lisboa "que serve mais de plataforma entre voos intercontinentais do que para deixar turistas na cidade",
« Última modificação: Junho 12, 2017, 12:40:25 pm por Lightning »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 1240
  • Recebeu: 379 vez(es)
  • Enviou: 170 vez(es)
  • +30/-4
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #107 em: Junho 12, 2017, 06:10:54 pm »
É possivel que isto seja golpada com interesses no meio, claro.

Sem qq dúvida !

Citar
Pelo que li a ideia não é aterrar em Lisboa, depois ir na ponte aérea para o Porto, e ai apanhar avião para o destino, acho que a ideia é a escala ser feita no Porto em vez de Lisboa, mas se o aeroporto não tem capacidade de receber os longo curso então não tem sentido.

Além do Aeroporto do Porto não ter capacidade para tal, iriamos começar mais um processo de expansão a 100/hora para enterrar ali mais umas centenas de milhões, pois o aumento de movimentos por hora necessários para ali colocar os milhares de pax que iriam sair dali, por falta de capacidade de resposta do Aeroporto de Lisboa, assim o exigiria.
A única pista que o Porto tem não tem taxy way paralelo na sua extensão de modo a permitir maior numero de movimentos, imagina o granel que isso ia dar e os respectivos atrasos nos acfts que efectuassem esses voos de ligação.

com que equipamento é que a TAP iria fazer tais voos de ligação ????
Se fosse com ATR's ou com E190 pois tem actualmente, acft em barda desses tipos, então teria que ter voos de 1/2 em 1/2 hora e mesmo assim não chegavam para as encomendas.
Então vão buscar que equipamentos ???? os 319/20/21 já poucos para as necessidades, ou então já agora aterravam com os voos intercontinentais No Porto e faziam o Inverso com os voos de ligação ???

Mais tripulações, fuel etc, custos para tais voos são suportados por quem ?????
É que estes voos não seriam efectuados por necessidade da TAP, mas sim pelas limitações do Aeroporto ou estou enganado ????
 
Um 340 pode transportar até 280 pax e, cerca de 70% disso são pax em ligação !
Quantos voo intercontinentais opera a TAP só na parte da manhã ?????
Muitos digo-te eu !

Citar
Eu queria dizer os passageiros fazerem as escalas de troca de avião em Beja... Era uma ideia para dar uso aquele terminal e aliviar a Portela para quem de facto vai ficar em Lisboa ;D, têm lógica? É que no artigo diz que a maior parte dos passageiros que usam a Portela nem ficam em Lisboa.

Só os meios de, abastecedoras, catering, segurança que tinhas de deslocar para BYJ, e construir instalações para o staff e equipamentos eram uma dor de cabeça. Já nem falo do Handling e equipamento necessários para tais operações, os operadores não tem dinheiro e principalmente staff, formação, para se porem em Beja a brincar aos Voos de ligação até um xico esperto dizer, agora vamos para Monte Real, é lá que vai ser o futuro dos voos de ligação em Portugal. Ganhem juízo !!!! 

Citar
O objetivo da TAP começar a fazer 'hub' do Porto, aliviando assim o 'hub' de Lisboa "que serve mais de plataforma entre voos intercontinentais do que para deixar turistas na cidade",

Ainda te lembras do fecho de várias rotas da TAP a partir do e para o Porto no ano passado e a polémica que isso trouxe ???
A TAP não tem interesse em ter dois HUB's  a 300 kms de distância, não tem qq lógica nem utilidade, o de Lisboa chega para as encomendas, o dividir para reinar aqui não se aplica !

Abraços
« Última modificação: Junho 12, 2017, 06:25:36 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 6536
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 409 vez(es)
  • +20/-2
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #108 em: Junho 12, 2017, 08:07:40 pm »
Parece que esse senhor da ANA quer que a TAP use menos a Portela, talvez para disponibilizar tempo e espaço para outras companhias estrangeiras que possam vir no futuro.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 6536
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 409 vez(es)
  • +20/-2
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #109 em: Junho 22, 2017, 02:33:57 pm »
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 7648
  • Recebeu: 495 vez(es)
  • Enviou: 690 vez(es)
  • +27/-1
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #110 em: Julho 10, 2017, 02:25:15 pm »


Acabou de aterrar em Lisboa um 747 da Air China vindo de Pequim!
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Viajante

  • Analista
  • ***
  • 716
  • Recebeu: 161 vez(es)
  • Enviou: 108 vez(es)
  • +16/-4
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #111 em: Julho 10, 2017, 02:52:33 pm »


Acabou de aterrar em Lisboa um 747 da Air China vindo de Pequim!

É para levar de volta os dividendos da EDP, REN, Fidelidade, Grupo Luz Saúde, etc.......
 ;D
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 1240
  • Recebeu: 379 vez(es)
  • Enviou: 170 vez(es)
  • +30/-4
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #112 em: Julho 12, 2017, 07:59:48 pm »
Impressionante quanto mais tem mais querem e, ai vem mais uns aumentos das taxas de segurança e aeroportuárias, para compor ainda mais o ramalhate!

A TAP largou, á semelhança do nosso Estado com a venda da ANA há uns anos, a Galinha dos Ovos d'Ouro !

Será que é para pagar os custos das obras dos cruzamentos dos TWy's e da 17/35 ???

https://www.noticiasaominuto.com/economia/830099/vinci-concretiza-a-compra-de-51-das-lojas-francas-a-tap

Abraços
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 224 vez(es)
  • Enviou: 151 vez(es)
  • +12/-3
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #113 em: Julho 15, 2017, 02:00:20 pm »


Acabou de aterrar em Lisboa um 747 da Air China vindo de Pequim!

Japão e China à conquista de Portugal


Em menos de duas semanas, o aeroporto de Lisboa passará a estar diretamente ligado ao Japão e à China, potenciando o crescimento do turismo e a intensificação dos laços económicos com o Extremo Oriente.

Chega hoje à tarde ao aeroporto da Portela o primeiro voo da ligação aérea direta entre Portugal e o Japão.

Este foi o primeiro de quatro voos especiais de uma operação ‘charter’ da responsabilidade de um grupo de operadores turísticos japoneses, liderado pela JTB – Japan Travel Bureau, o maior operador turístico japonês.

Dos quatro voos previstos, três têm chegada e partida em Lisboa e o quarto terá chegada no aeroporto de Lisboa e partida do aeroporto do Porto.

As primeiras três rotações serão realizadas por aeronaves Boeing 777-200 com 245 lugares da JAL – Japan Airlines e a quarta rotação será realizada pela ANA – All Nippon Airlines com um Boeing 777-300ER de 264 lugares.

Será a primeira vez que ambas as companhias aéreas operam comercialmente nos aeroportos de Lisboa e Porto.

“Apesar de pontual e de curta duração, esta operação ‘charter’ assume alguma relevância pelo seu carácter experimental num mercado tão importante como o japonês. Esta é a primeira operação direta entre o Japão e Portugal e o sucesso desta operação será certamente uma alavanca para que, no futuro, outros operadores e companhias aéreas considerem a possibilidade de novas operações diretas”, sublinha um comunicado da ANA.

A concessionária, detida pelo grupo francês Vinci, acrescenta que esta primeira rotação de hoje ligar os dois maiores aeroportos da rede Vinci Airports, o aeroporto de Lisboa e o Kansai International Airport, em Osaka.

“A Vinci Airports e a JTB estão já a trabalhar no sentido de garantir a realização de uma versão alargada desta operação para o Verão de 2018, estando a ser equacionada desde já a possibilidade de o tráfego não ser apenas no sentido ‘inbound’ – Japão-Portugal, mas também ‘outbound’ – Portugal-Japão”, adianta o referido comunicado da ANA.

A ligação aérea direta ao Japão, será seguida, ainda este mês, a 26 de julho, por uma outra rota direta de ligação entre Portugal e a China.

Estas duas rotas diretas aproximam Portugal, em particular Lisboa, dos destinos do Extremo Oriente, com enfoque especial nas potências económicas da China e do Japão, grandes emissores de turistas a nível mundial.

Com estas aberturas de rotas diretas com a China e o Japão, o país ganha um potencial de trocas económicas com um dos pólos de desenvolvimento mundial e garante um crescimento acrescentado do número de turistas a visitar Portugal.

A ligação direta à China será feita pela companhia área chinesa Beijing Capital Airlines (BCA), do grupo Hainan Airlines (HNA).

A nova rota, que se inicia no próximo dia 26 de Julho, será direta entre Pequim e Lisboa, mas o voo terá origem na cidade de Hangzhou e posterior escala em Pequim.

Em simultâneo, a BCA irá também inaugurar a rota Pequim – Macau, aumentando desta forma ainda mais a conectividade do Aeroporto de Lisboa com a China.

Esta ligação irá iniciar-se com três frequências por semana, às terças, quintas e sábados até ao final do verão IATA, operada com um A330-200, aeronave com capacidade para 260 lugares.

No Inverno passará a operar mais uma frequência ao domingo, passando a quatro voos por semana.

Até ao final de 2017 serão disponibilizados cerca de 40.560 lugares. Durante o próximo ano é esperado que a operação se mantenha com quatro frequências semanais, oferecendo aproximadamente 76.800 lugares em 2018.



>>>>>  http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/japao-e-china-a-conquista-de-portugal-185232?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 1240
  • Recebeu: 379 vez(es)
  • Enviou: 170 vez(es)
  • +30/-4
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 6536
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 409 vez(es)
  • +20/-2
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #115 em: Julho 18, 2017, 10:14:48 pm »
No telejornal de hoje da RTP1, afirmaram que o aeroporto da Portela actualmente já está a perder passageiros em relação à procura.

Prognósticos do governo são de iniciar a construção do aeroporto no Montijo em 2018 e abrir o aeroporto em 2019, proposta de aeroporto completamente novo em Alcochete fora de hipótese por demorar demasiado tempo.

CEMFA afirma que com um numero de voos tão elevado, a teoria inicial de que seria possível uma coabitação entre voos militares e civis fica sem efeito, a aviação militar vai ter que sair.

Ainda há isto
https://www.rtp.pt/noticias/pais/chefe-da-forca-aerea-surpreendido-com-pista-proposta-pela-ana-para-o-montijo_n1015654#

« Última modificação: Julho 18, 2017, 10:18:21 pm por Lightning »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 224 vez(es)
  • Enviou: 151 vez(es)
  • +12/-3
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #116 em: Setembro 09, 2017, 12:30:14 am »
Novo aeroporto do Montijo pode estar em construção em 2019


O ministro do Planeamento e das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o novo aeroporto do Montijo poderá estar em construção em 2019, se a proposta a apresentar pela ANA "cumprir" o memorando assinado entre o Governo e a concessionária.

"É essa a intenção. Não está aprovada uma proposta final. Há uma negociação para fazer entre o Governo e a ANA - Aeroportos de Portugal para salvaguardar os interesses públicos. Se assim for, em 2019 é nossa intenção que o aeroporto esteja em desenvolvimento", afirmou Pedro Marques.

O responsável, que respondia à Lusa à margem da inauguração da fábrica da multinacional francesa Eurostyle Systems Portugal na zona empresarial de Lanheses, em Viana do Castelo, disse que, "neste momento, o trabalho que está em curso é um trabalho preparatório".

"Os trabalhos devem estar no terreno em 2019 se a proposta que a ANA nos fizer, a proposta final que nos vai ser feita em 2018, com todos os estudos ambientais, estudos de migração de aves, nos termos do memorando que assinámos, for aprovada", referiu Pedro Marques.

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas explicou que o memorando assinado entre o Governo e a concessionária "prevê vários passos".

"A ANA tem vindo a trocar documentação técnica com o Governo. Está, entretanto, a concluir os estudos de natureza ambiental que estavam em curso este ano. Apresentará uma proposta final que será negociada, em 2018, como o memorando previa", referiu.

A ANA entregou até agora ao Governo documentação técnica referente à resposta completar ao aeroporto de Lisboa, quando o calendário previa que em agosto a empresa gestora dos aeroportos submetesse uma proposta para uma infraestrutura aérea no Montijo.

Contactada pela Lusa, a ANA informou ter apresentado "à concedente [Estado] informação técnica sobre o projeto", enquanto o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas disse que "o Governo e a concessionária encontram-se numa fase de troca de informação técnica, conforme determina o memorando", sem precisar o conteúdo nem se constituem a proposta que já deveria estar na posse do Executivo.

Segundo o memorando assinado a 15 de fevereiro entre o Governo e a ANA - Aeroportos de Portugal, gerida pela Vinci Airports, foram definidos seis meses - até meados de agosto - para a apresentação de uma proposta para um aeroporto complementar ao de Lisboa na base aérea do Montijo.

Conforme a Lusa noticiou, o acordo prevê que, "no prazo de 180 dias contados da presente data [15 de fevereiro]", seja apresentado "um relatório com a proposta de alternativa da concessionária ao novo aeroporto de Lisboa, baseada no desenvolvimento de capacidade aeroportuária complementar no Montijo".

Na semana passada o Jornal de Negócios noticiou que "ANA falha prazo do aeroporto do Montijo", referindo que a empresa deveria ter entregue proposta ao Governo em agosto, mas só existiu troca de informação técnica.


>>>>>  http://www.jn.pt/economia/interior/governo-novo-aeroporto-do-montijo-pode-estar-em-construcao-em-2019-8757568.html
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 224 vez(es)
  • Enviou: 151 vez(es)
  • +12/-3
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #117 em: Setembro 12, 2017, 01:45:02 pm »
Mecachrome Aeronáutica inaugura fábrica de Évora em outubro, após investir 30 milhões


A Mecachrome Aeronáutica, produtora de peças metálicas para a indústria aeronáutica, vai inaugurar, a 13 de outubro, a sua fábrica de Évora, que está a laborar “desde o final de março”, revelou hoje o diretor da unidade.

“Já estamos a laborar desde o final de março” e, “em outubro, como já vamos ter todas as máquinas instaladas e as 16 referências de peças quase a 100% qualificadas para a produção, decidimos realizar a inauguração oficial”, disse à agência Lusa Christian Santos, diretor da fábrica.

O grupo francês Mecachrome, liderado pelo português Júlio de Sousa e que detém a portuguesa Mecachrome Aeronáutica, também já anunciou a cerimónia de inauguração de 13 de outubro, a partir das 10:00. A empresa, detentora de outra unidade industrial em Portugal, em Setúbal, investiu cerca de 30 milhões de euros na fábrica em Évora, construída no Parque de Indústria Aeronáutica (PIAE) da cidade.

Com uma área de quase 22 mil metros quadrados, o projeto abrange duas fases de construção: a atual, já concluída, com 13.500 metros quadrados, e uma segunda etapa, em que a fábrica será ampliada para mais 9.300 metros quadrados.

A unidade, que cumpriu o prazo definido por Christian Santos de começar a laborar “até ao final do primeiro trimestre” deste ano, fabrica peças de metal para motores de aviões, estando previsto, ainda para este ano, o arranque da 2.ª fase de produção, com o fabrico de peças para a estrutura de aviões.

“Temos estado a produzir” e, simultaneamente, “a proceder ao processo de qualificação das 16 referências de peças que vamos fabricar em Évora”, explicou o diretor.

Por agora, “já estamos qualificados pelo cliente para produzir 10 dessas 16 referências. As seis que faltam estão em processo de qualificação”, acrescentou.

A fábrica já emprega “perto de 65 funcionários” e o processo de recrutamento continua em curso, afirmou Christian Santos, que disse esperar terminar o ano com “70 a 80” pessoas a trabalhar na unidade.

A meta, até 2020, segundo o diretor, é chegar aos “cerca de 250 a 300” trabalhadores.

A unidade de Évora trabalha exclusivamente para a indústria aeronáutica, para vários clientes, como a Airbus ou a Safran, mas o grupo Mecachrome está igualmente especializado na produção de peças de alta precisão para as indústrias espacial e automóvel.

Na unidade alentejana, está previsto ser instalado um processo produtivo criogénico - à base de azoto líquido – que é “único no mundo”, concebido pelo grupo Mecachrome em França, realçou o diretor, em entrevista à Lusa, em janeiro.

No Parque de Indústria Aeronáutica de Évora estão já instaladas diversas outras fábricas de empresas deste setor, nomeadamente duas da construtora brasileira Embraer.

O investimento da Mecachrome Aeronáutica na cidade alentejana beneficiou de incentivos financeiros atribuídos pelo Estado português, que o considerou “um importante projeto”, capaz de dar “um forte contributo para o desenvolvimento do ‘cluster’ aeronáutico português” e para “a projeção da competitividade” do país.


>>>>> http://24.sapo.pt/economia/artigos/mecachrome-aeronautica-inaugura-fabrica-de-evora-em-outubro-apos-investir-30-milhoes
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 224 vez(es)
  • Enviou: 151 vez(es)
  • +12/-3
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #118 em: Setembro 22, 2017, 10:15:19 pm »
Empresa de desmantelamento de aviões vai avançar em Beja


O Governo português desbloqueou a instalação de uma empresa de desmontagem de peças de aviões no que se pretende que seja o 'cluster' aeronáutico de Beja.

A AeroNeo, empresa que pretende fazer o desmantelamento de peças de aviões no aeroporto de Beja recebeu finalmente a luz verde para a o arranque das suas atividades.

Hoje, o Governo, em Diário da República, emitiu um despacho que desbloqueia o processo de instalação das infraestruturas aeronáuticas da empresa AeroNeo em Beja, decisão que recebeu o apoio público da Câmara Municipal de Beja.

“Esta instalação, fruto de um conjunto de contactos institucionais do município de Beja, marcados pela muita persistência junto dos responsáveis governamentais, representa um importante passo para o desenvolvimento da região e o início do que poderá ser um ‘cluster’ aeronáutico, promotor de emprego e impulsionador de novas dinâmicas de crescimento económico”, sublinha um comunicado da autarquia do Baixo Alentejo.

Recorde-se que o projecto da AeroNeo, que tem sede em Portugal e é participada pela suíça GreenParts Holding, tinha sido anunciado em Dezembro de 2015, quando a empresa e a ANA – Aeroportos de Portugal assinaram a licença de ocupação para a construção e a exploração da unidade.


>>>>  http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/empresa-de-desmantelamento-de-avioes-vai-avancar-em-beja-212170?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 7648
  • Recebeu: 495 vez(es)
  • Enviou: 690 vez(es)
  • +27/-1
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Sector Aeroportuario/Aeronautica
« Responder #119 em: Setembro 22, 2017, 11:11:29 pm »
Uma sucata de aviões quere dizere...
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

 

Sector público nacional melhorou nos anos 90

Iniciado por Tiger22Quadro Portugal

Respostas: 0
Visualizações: 932
Última mensagem Fevereiro 06, 2004, 02:12:50 am
por Tiger22
TIMOR-LESTE, O SECTOR PORTUGUÊS DA UNTAET/PKF

Iniciado por Miguel Silva MachadoQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 2
Visualizações: 1107
Última mensagem Fevereiro 25, 2011, 01:22:25 pm
por alphaiate
Sector do Turismo e Hotelaria

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 204
Visualizações: 35567
Última mensagem Janeiro 07, 2017, 01:14:59 am
por HSMW
Sector da Saude - Hospitais, etc..

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 121
Visualizações: 16835
Última mensagem Outubro 09, 2014, 02:04:19 pm
por Cabeça de Martelo
Sector da Agricultura e pecuária

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 12
Visualizações: 3045
Última mensagem Dezembro 25, 2006, 06:54:01 pm
por Luso