Sub Sul-Africano "afunda" todo SNMG-1 da NATO

  • 22 Respostas
  • 10813 Visualizações
*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 654
  • Recebeu: 51 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #15 em: Setembro 14, 2007, 11:07:23 am »
Já parecem os pilotos dos Harriers da RN  :roll:
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

HJERONIMO

  • 16
  • +0/-0
a nossa marinha
« Responder #16 em: Setembro 14, 2007, 09:59:16 pm »
Rapaziada ,

e que tal virem as KD tal como previsto , comprar-se um 3º sub. e fazer-se de uma vez por todas o raio do navio polivalente para projecção de forças e apoio ás populações.
A nossa marinha também já teve um episódio similar nos anos 90 e contra uma esquadra dos EUA , não tem tanto a ver com a qualidade dos marinheiros mas com o conhecimento do local onde se pode emboscar uma esquadra , por exemplo , se uma pessoa conhece bem uma zona e sabe que lá existem grutas com optima linha de fogo para uma ponte por exemplo , pode emboscar uma companhia inteira sem ser identificado . Esta pelo menos foi uma explicação dada por um submarinista , é que no fundo do mar tb  há vales , montanhas , etc ...onde um sub. se pode esconder e ficar á espera sem ser detectado.

outro assunto , alg. me sabe explicar porque os submarinos são tão caros ? eu pessoalmnte acho que alg. está a por dinheiro ao bolso com esta história do leasing.

Com as contrapartidas , uma boa gestão e alguma parte de projectos nacionais podia-se aumentar/melhorar a nossa frota sem um custo demasiado insuportável , mas todos sabemos , existe dinheiro para as viagens dos deputados , para a admissão e indemnização  de directores de empresas publicas q estão sp a dar prejuizos mas para a saúde ,  a educação e a defesa todos temos de economizar ...depois é ver navios espanhois a pescar nas nossas águas , é ver o canadá a abordar barcos portugueses em alto mar sem ng fazer ou dizer nada , etc ... pq se tivessemos meios haveria mta coisa para fazer ...

Exemplos já dados e ainda uma patrulha com radar aério ou uma fragata ou mesmo um submarino nas ilhas desertas já deixavam os espertos do espanhois das canárias sem vontade de andarem a fazer voos razantes pelas nossas ilhas .

Mas os mesmos governos que falam em poupar na defesa e noutras coisas essenciais são aqueles que nomearam e demitiram o tal administrador da CP que se auto-contractou para uma outra empresa subsidiária , que fez contractos milionários com entidade privadas sem concurso , que aumentou a divida da CP em mais 150 milhões euros (aprox.) e que , quando foi despedido ainda levou um milhãozito de euros pois teve a delicadeza de alterar os estatutos e contractos da CP ..mas que xicos espertos nos governam que nem sabem lidar juridicamente com estas pessoas ....

Certa altura ouvi ou li um zunzun sobre a capacidade dos estaleiros do Arsenal do Alfeite terem capacidade de projecto de peças ou mesmo de submarinos , será que poderiamos ter capacidade de construção e fazer o 3º sub. num modelo de concessão tal como aconteceu com outros equipamentos durante o periodo do ultramar ? O pessoal efectivo da marinha saberáalguma coisa sobre o assunto ?
etc
 

*

LM

  • Perito
  • **
  • 501
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 285 vez(es)
  • +4/-0
Piratas a negociar resgate de navio deram descanso à 'Álvare
« Responder #17 em: Outubro 14, 2007, 09:33:41 am »
Fonte:DN 14/Out

Citar
NATO contribuiu para dissuadir imigração ilegal e pirataria marítima

A fragata portuguesa Álvares Cabral concluiu ontem uma missão de quase três meses, integrada na frota da NATO que pela primeira vez circum--navegou África.

Com dezenas de familiares à espera, na base naval de Lisboa (Alfeite), as chefias da guarnição da fragata mostravam-se satisfeitas por, mais uma vez, terem visto o seu trabalho destacar-se no conjunto dos seis navios que compunham a Standing Naval Maritime Group 1 (SNMG1) da NATO.

A provar esse reconhecimento, o comandante da Álvares Cabral, capitão-de-mar-e-guerra Luís Sousa Pereira, lembrou duas decisões do contra-almirante norte-americano que dirigia a frota: o navio português foi escolhido para abrir caminho na travessia do canal de Suez e, principalmente, ficou encarregado (juntamente com a corveta dinamarquesa Olfert Fischer) de controlar "a zona mais crítica" do Corno de África - onde a pirataria constitui uma grande ameaça à navegação marítima.

Esta missão acabou por ser facilitada porque, segundo disse um oficial ao DN, os piratas "estavam junto a terra, a negociar a libertação do navio que tinham apreendido" algum tempo antes. Recorde-se que o efeito de dissuasão pretendido pela SNMG1 nesta viagem a levou a participar em acções de combate à imigração ilegal, em especial nas áreas do estreito de Gibraltar e do golfo da Guiné.

Os dois pilotos do helicóptero da fragata - o único da SNMG1 - também deram visibilidade à Álvares Cabral e à própria missão da NATO naquela região, pois o seu trabalho permitiu salvar duas pessoas da ilha de Jabal al-Tair, a cerca de 130 quilómetros do Iémen, atingida pelas erupções de um vulcão. A pedido das autoridades iemenitas, o capitão-tenente Paulo Sobral e a primeiro-tenente Mónica Martins iniciaram a operação de busca e salvamento à noite e pelo Norte do território, sob altas temperaturas mas com o luar a permitir ver por entre o fumo e as poeiras na área.

O papel do médico português, primeiro-tenente David Botelho, também foi importante: urologista e experiente em emergências médicas, o cirurgião acabou - em redor de um continente onde os locais de apoio hospitalar são reduzidos ou nulos - por dar assistência médica aos diferentes navios da SNMG1.

Para o comandante naval, almirante Vargas de Matos, tratou-se de mais uma "missão de Estado" da Armada, em que se potenciou o apoio à Cooperação Técnico-Militar com visitas bilaterais a Angola e Moçambique, se contribuiu para dar visibilidade à NATO e se conseguiu ainda, com as referidas operações de salvamento no Índico, "mostrar a dupla utilidade dos navios de guerra".
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2138
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #18 em: Outubro 14, 2007, 09:48:37 am »
HJERONIMO escreveu:

Citar
Exemplos já dados e ainda uma patrulha com radar aério ou uma fragata ou mesmo um submarino nas ilhas desertas já deixavam os espertos do espanhois das canárias sem vontade de andarem a fazer voos razantes pelas nossas ilhas .


Essa do submarino para evitar vôos dos espanhóis é de mestre. lo3x4
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2536
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +1/-1
(sem assunto)
« Responder #19 em: Outubro 14, 2007, 06:29:37 pm »
Citação de: "luis filipe silva"
HJERONIMO escreveu:

Citar
Exemplos já dados e ainda uma patrulha com radar aério ou uma fragata ou mesmo um submarino nas ilhas desertas já deixavam os espertos do espanhois das canárias sem vontade de andarem a fazer voos razantes pelas nossas ilhas .

Essa do submarino para evitar vôos dos espanhóis é de mestre. :nice:  :nice:  :nice:

Então Luís, não percebeste que o submarino mete o snorkel de fora e o avião esbarra nele. Para não esbarrar não faz mais voos razantes  :wink:
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2138
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #20 em: Outubro 14, 2007, 08:55:04 pm »
Um dos métodos mais eficazes ( e barato) para os drsencorajar, é espantar a passarada da ilha quando os aviões se estão a aproximar. Há sempre a chance de entrarem dois o três para os motores, e não cria incidentes diplomáticos. c34x
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #21 em: Outubro 14, 2007, 09:29:11 pm »
Isso  é um atentado aos direitos dos animais...

Ainda vem para aí o grande defensor dos naz, digo dos direitos humanos espanhóis, o tal do Garzon e estamos todos tramados.
 

*

SSK

  • Moderador Global
  • *****
  • 1524
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +1/-0
Re: Sub Sul-Africano "afunda" todo SNMG-1 da NATO
« Responder #22 em: Dezembro 11, 2009, 08:19:24 pm »
Boas,

Há bem pouco tempo a SNMG-1 passava um mau bocado na África do Sul durante exercícios com um U209, agora é a vez destes estarem a passar um mau bocado. De momento a África do Sul só conta com um submarino a navegar, visto só ter uma e só uma guarnição para operar os seus 3 submarinos. Esta dificuldade devem-se a vários factores, mas um deles é uma lei do tipo a da paridade da assembleia da república, onde consta que tem de existir um equilíbrio de etnias tribais a bordo.

Cumprimentos
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

 

NATO Teme ataques contra navios tanque no Atlântico

Iniciado por Tiger22Quadro Conflitos do Presente

Respostas: 1
Visualizações: 1537
Última mensagem Dezembro 22, 2004, 10:45:05 pm
por Nautilus
Escudo antimísseis pode provocar divisão no seio da NATO

Iniciado por LanceroQuadro Mundo

Respostas: 10
Visualizações: 5088
Última mensagem Fevereiro 26, 2008, 12:45:44 pm
por Lancero
NATO Pilot Study on Clean Produts and Processes no Porto

Iniciado por LanceroQuadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 0
Visualizações: 1067
Última mensagem Abril 27, 2007, 12:44:08 pm
por Lancero
Qual a melhor força especial das forças armadas da Nato?

Iniciado por InstrutorQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 204
Visualizações: 54081
Última mensagem Junho 13, 2013, 11:57:06 am
por Cabeça de Martelo
Comunicado do governo de Portugal, 11JUL2018, Cimeira da NATO em Bruxelas

Iniciado por zawevoQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 1
Visualizações: 275
Última mensagem Julho 13, 2018, 10:22:12 am
por P44