Brexit

  • 284 Respostas
  • 39190 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #270 em: Janeiro 29, 2018, 11:30:48 am »
Maioria de britânicos quer novo voto sobre o Brexit


 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 983
  • Recebeu: 236 vez(es)
  • Enviou: 141 vez(es)
  • +31/-6
Re: Brexit
« Responder #271 em: Janeiro 30, 2018, 12:05:14 pm »
Estudo do governo admite Reino Unido pior fora da União Europeia em qualquer cenário

Estudo confidencial do governo britânico analisou impacto do Brexit na economia britânica e, em qualquer um dos cenários considerados plausíveis, assume que o Reino Unido estará pior fora da União.



O Reino Unido ficará pior fora da União Europeia em qualquer cenário considerado plausível pelo próprio governo britânico, de acordo com um estudo confidencial que foi realizado pelo governo inglês para estudar os impactos do Brexit na economia britânica. O estudo foi dado a conhecer esta segunda-feira pelo Buzzfeed.

Depois de uma campanha intensa e polémica que levou ao ‘sim’ no abandono do Reino Unido da União Europeia, o governo mudou e os que defendiam a saída acabaram por assumir cargos governamentais, sendo o caso mais proeminente o de Boris Johnson, antigo presidente da câmara de Londres que atualmente desempenha o cargo de ministro dos Negócios Estrangeiros.

No entanto, e apesar dos vários pedidos dos grupos políticos e da comunicação social, o governo de Theresa May tem-se recusado divulgar a análise ao impacto do Brexit na economia. Esta segunda-feira, o Buzzfeed dá a conhecer os resultados de um estudo com data de janeiro de 2018, indicando que em qualquer um dos três cenários mais plausíveis — em que o Reino Unido consegue um acordo de livre comércio abrangente com a União Europeia, um Brexit sem qualquer acordo, ou um Brexit com o Reino Unido a continuar no mercado único –, o governo britânico antecipa que o Reino Unido estará pior num prazo de 15 anos do que se continuasse na União Europeia.

Sem um acordo com a União Europeia, a situação seria ainda mais negra. De acordo com a análise do governo britânico, o crescimento económico cairia 8%, em comparação com as atuais projeções. Mesmo continuando no mercado único, o melhor dos mundos num cenário de Brexit — e que a União Europeia já rejeitou –, a economia cresceria menos 2% que o previsto.

A partir do momento em que o Reino Unido sair da União Europeia estará sujeito às regras da Organização Mundial do Comércio. Sem um acordo com o bloco, e com os restantes países, a economia britânica fica sujeita a condições mais duras nas transações com os países, incluíndo tarifas mais pesadas sobre as suas exportações.

Na análise feita pelo governo britânico, mesmo com a assinatura de acordos de comércio, a melhoria do crescimento não seria muito expressiva. No caso de um acordo com os Estados Unidos, parceiro tradicional do Reino Unido e a maior economia do mundo, a economia só cresceria mais 0,2% que num cenário de ausência de acordos, o mesmo em que estaria a crescer menos 8%.

O mesmo documento prevê que os quase todos os setores da economia fiquem pior do que estão em todos os cenários contemplados. Os mais afetados são precisamente onde estão os trabalhadores com menos qualificações e que se aponta que tenham sido os que votaram a favor desta medida, em setores como a indústria, retalho, automóvel, bebida e restauração. Só a agricultura não seria afetada negativamente pela saída da União Europeia.

http://observador.pt/2018/01/30/estudo-do-governo-admite-reino-unido-pior-fora-da-uniao-europeia-em-qualquer-cenario/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: perdadetempo

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 409
  • Recebeu: 133 vez(es)
  • Enviou: 252 vez(es)
  • +15/-1
Re: Brexit
« Responder #272 em: Janeiro 30, 2018, 07:33:42 pm »
Pelos vistos no estudo esqueceram-se  que os trabalhadores sazonais que trabalham na agricultura também vêm de países da CEE, incluindo Portugal.

Cumprimentos,
 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 983
  • Recebeu: 236 vez(es)
  • Enviou: 141 vez(es)
  • +31/-6
Re: Brexit
« Responder #273 em: Janeiro 30, 2018, 09:27:37 pm »
Pelos vistos no estudo esqueceram-se  que os trabalhadores sazonais que trabalham na agricultura também vêm de países da CEE, incluindo Portugal.

Cumprimentos,

:)

À pouco, deu nas noticias da RTP, uma reportagem precisamente sobre este tema, que o governo britânico tenta esconder a todo o custo. Referiram inclusive que o governo estima que sair da UE vai provocar uma queda do PIB de 8% em 15 anos. Estive a fazer as contas e isso significa um buraco de 228 mil milhões de dólares!!!!!!! É a riqueza criada por Portugal inteiro em 1 ano!!!!!! Uma brutalidade. Eu não tenho a menor dúvida de que não sabem no buraco em que se meteram. A indemnização a pagar à UE é o menor dos problemas.
« Última modificação: Janeiro 30, 2018, 09:31:28 pm por Viajante »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #274 em: Fevereiro 08, 2018, 05:42:24 pm »
George Soros, um "mecenas" anti-Brexit?


 

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 409
  • Recebeu: 133 vez(es)
  • Enviou: 252 vez(es)
  • +15/-1
Re: Brexit
« Responder #275 em: Fevereiro 10, 2018, 12:21:35 pm »
E continuando a bater no ceguinho... ;D

Citar
The U.K. Is Down Since Brexit. Guess Who's Up.

hen British voters decided in June 2016 to exit the European Union, investors who had anticipated the opposite result stampeded out of sterling and the currency plummeted a record 8.05 percent to a 31-year low. Almost 20 months later, the pound has mostly recovered, providing some satisfaction to commentators who'd predicted that Brexit would prove more distressing to the EU.

QuickTake Brexit

So much for wishful thinking. In a role reversal not even the most prescient dared to anticipate, Greece is growing faster than the U.K. and outperforming it in financial markets. That's because Greek citizens, who rejected bailout terms from EU creditors in a July 2015 referendum, never embraced a rupture with Europe or the return to a drachma-based economy. Now that Europe is leading the developed world in growth, productivity and job creation after the euro gained 14.2 percent last year — the most among 16 major currencies and the strongest appreciation since 2003 — Greece is the biggest beneficiary and Britain is the new sick man of Europe.

(continua....)

https://www.bloomberg.com/view/articles/2018-02-09/greece-is-up-and-the-u-k-is-down-since-brexit-vote

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #276 em: Fevereiro 14, 2018, 06:33:29 pm »
Boris Johnson diz que Brexit é "motivo de esperança"


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #277 em: Fevereiro 21, 2018, 07:27:39 pm »
Theresa May quer cidadãos da UE no Reino Unido pós "Brexit"


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #278 em: Fevereiro 28, 2018, 04:21:05 pm »
May fala de um ataque à integridade constitucional do Reino Unido


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #279 em: Março 01, 2018, 10:57:43 pm »
Theresa May reafirma compromisso em evitar fronteira entre as irlandas


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #280 em: Março 22, 2018, 05:00:24 pm »
Empresa europeia vai produzir novos passaportes britânicos


 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 983
  • Recebeu: 236 vez(es)
  • Enviou: 141 vez(es)
  • +31/-6
Re: Brexit
« Responder #281 em: Março 27, 2018, 03:22:22 pm »
Cambridge Analytica teve papel decisivo no referendo sobre o Brexit. Garantia de ex-funcionário

A Cambridge Analytica, acusada de recolher dados pessoais de 50 milhões de utilizadores do Facebook, teve um "papel decisivo" no referendo sobre o 'Brexit', garantiu Christopher Wylie.



A Cambridge Analytica, acusada de recolher dados pessoais de 50 milhões de utilizadores do Facebook, teve um “papel decisivo” no referendo sobre o ‘Brexit’, afirmou o ex-funcionário da empresa Christopher Wylie.

Numa entrevista a vários jornais europeus, Wylie, que denunciou a polémica, foi questionado sobre se a saída do Reino Unido da União Europeia teria sido aprovada pelos eleitores britânicos em 2016 sem a interferência da Cambridge Analytica.

“Não, eles tiveram um papel decisivo, tenho a certeza”, disse Wylie, que foi diretor de pesquisa na empresa, numa entrevista de que publicam hoje diferenets excertos os jornais franceses Libération e Le Monde, alemão Die Welt, espanhol El Pais e italiano La Repubblica, entre outros.

Na entrevista, o denunciante afirma que a empresa canadiana Aggregate IQ (AIQ) trabalhou com a Cambridge Analytica para ajudar a campanha a favor do ‘Brexit’, “Leave EU”.

“Sem a Aggregate IQ, a campanha do ‘Leave’ não teria conseguido ganhar o referendo, que foi decidido por menos de 2% dos votos”, disse.

Wylie defende que “é preciso arranjar o Facebook, não eliminá-lo” e recusa a opinião daqueles que aconselham os utilizadores a apagar a conta na rede social: “Tornou-se impossível viver sem estas plataformas, mas é preciso enquadrá-las”.

O ‘whistleblower’ (expressão inglesa que designa aqueles que denunciam ilegalidades em nome do interesse público) conta por outro lado as circunstâncias da sua contratação em 2013 pela SCL, a “casa-mãe” da Cambridge Analytica para cuja criação contribuiu.

Segundo contou ao Le Monde, descobriu mais tarde que o seu antecessor “morreu em condições não explicadas no seu quarto de hotel em Nairobi, quando trabalhava para Uhuru Kenyatta”, o atual presidente do Quénia.

Wylie reitera por outro lado o envolvimento com a empresa britânica de Steve Bannon, antigo conselheiro do presidente norte-americano, Donald Trump, e antigo diretor do ‘site’ de extrema-direita norte-americano Breitbart. “Ele [Bannon] vinha a Londres pelo menos uma vez por mês”, disse ao Líbération.

https://observador.pt/2018/03/27/cambridge-analytica-teve-papel-decisivo-no-referendo-sobre-o-brexit-garantia-de-ex-funcionario/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #282 em: Março 28, 2018, 11:53:05 pm »
Reino Unido a um ano do Brexit


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #283 em: Março 29, 2018, 03:55:54 pm »
PM britânica otimista em relação ao futuro


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Brexit
« Responder #284 em: Março 29, 2018, 08:57:15 pm »
Economia britânica abranda perante a incerteza do Brexit


 

 

Brexit: repercussões militares?

Iniciado por olisipoQuadro Mundo

Respostas: 3
Visualizações: 1182
Última mensagem Julho 19, 2016, 12:02:23 pm
por olisipo