Grande Guerra 1914-1918

  • 99 Respostas
  • 16997 Visualizações
*

Miguel Silva Machado

  • Perito
  • **
  • 494
  • +0/-0
    • http://www.operacional.pt/
Grande Guerra 1914-1918
« em: Março 04, 2011, 11:16:11 am »
O “Operacional” inicia hoje com a publicação de uma série de artigos alusivos à Grande Guerra 1914-1918, mais uma parceria. Com a colaboração desinteressada de Manuel Ribeiro Rodrigues, vamos dar a conhecer acontecimentos de épocas que marcaram a História Militar de Portugal.

http://www.operacional.pt/grande-guerra-1914-a-1918-i/

http://www.operacional.pt/grande-guerra-1914-a-1918-ii/




Mais artigos se seguirão quer sobre a Grande Guerra quer sobre outras campanhas militares nacionais.
« Última modificação: Janeiro 22, 2016, 11:28:11 pm por HSMW »
Miguel Silva Machado
http://www.operacional.pt/
 

*

jopeg

  • Membro
  • *
  • 53
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #1 em: Fevereiro 08, 2012, 10:40:41 am »
Caros,

In JN:
Citar

Morreu a última veterana sobrevivente da I Guerra

Publicado às 00.56
 

A britânica Florence Green, considerada a última veterena sobrevivente da I Guerra Mundial, morreu em Norfolk, na zona este do Reino Unido, aos 110 anos.

 
Florence Green, natural de King's Lynn, em Norfolk, alistou-se na Força Aérea Feminina britânica (WRAF, na sigla em inglês), em 1918, quando tinha 17 anos, dois meses antes do armistício, e trabalhou como camareira em duas bases daquela força militar até Julho de 1919.

Na sua última entrevista, concedida à BBC em 2010, Green assegurou que passou bem os seus tempos na WRAF e que conheceu pessoas muito interessantes.

Florence Green morreu no sábado numa residência em King's Lynn, poucos dias antes de cumprir os 111 anos, a 19 de fevereiro, informou esta quarta-feira a AP.

A mulher era considerada a última pessoa viva entre as que tinham participado na I Guerra Mundial (1914-1918), ainda que nunca tenha entrado em combate.


Jopeg
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 7998
  • Recebeu: 588 vez(es)
  • Enviou: 868 vez(es)
  • +33/-4
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #2 em: Fevereiro 06, 2014, 03:36:45 pm »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Menacho

  • Investigador
  • *****
  • 2819
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +6/-50
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #3 em: Junho 03, 2014, 07:04:13 pm »



Western front, a group of captured Allied soldiers representing 8 nationalities: Anamite (Vietnamese), Tunisian, Senegalese, Sudanese, Russian, American, Portugese, and English. (National Archive/Official German Photograph of WWI)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1050
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #4 em: Junho 12, 2014, 11:40:34 pm »


1916 - Soldados Portugueses em Moçambique

http://delagoabayworld.wordpress.com/
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 7998
  • Recebeu: 588 vez(es)
  • Enviou: 868 vez(es)
  • +33/-4
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #5 em: Junho 20, 2014, 02:33:39 pm »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4393
  • Recebeu: 707 vez(es)
  • Enviou: 512 vez(es)
  • +31/-10
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #6 em: Junho 28, 2014, 06:18:33 pm »

100 anos do inicio da I Guerra Mundial (28 Junho de 1914 - 28 Junho de 2014.).

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1050
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #7 em: Junho 30, 2014, 12:19:38 pm »









in Ilustração Portugueza
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8689
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #8 em: Julho 09, 2014, 02:48:30 am »
Memorial da I Guerra online


Através de um simples clique é possível descobrir o que viveram os militares portugueses na Grande Guerra, entre 1914 e 1918, e como morreram 7.760 desses homens. Num projecto inédito, o Arquivo Histórico Militar (AHM), colocou online toda a informação sobre os combatentes nacionais que perderam a vida no teatro de operações na Europa e em África - disponibilizando dados pessoais, local onde estão enterrados e até fotografias das sepulturas, muitas em cemitérios no estrangeiro.

Chama-se Memorial Virtual, está acessível ao público desde 8 de Abril (http://www.memorialvirtual.defesa.pt) e revela a história dos homens que Portugal mobilizou para a I Guerra: 56 mil para França, 30 mil para Moçambique e mais de 18 mil para Angola.

“É uma forma de homenagear os que morreram sacrificando-se pelo país”, explicou ao SOL o director do AHP, Coronel Carvalho Pires, adiantando que este Memorial vem ainda responder a um apelo que a instituição registava nos últimos tempos: “Recebíamos diariamente pedidos de autarquias, escolas e famílias que queriam saber informações sobre os portugueses mortos na Guerra”.

O projecto é uma das iniciativas lançadas para assinalar os 100 anos da Grande Guerra - lideradas pela Comissão Coordenadora das Evocações do Centenário da Primeira Grande Guerra, nomeada pelo Ministério da Defesa.

2.200 mortos em Moçambique

No Memorial estão já os dados de  5.500 portugueses mortos. “Os que faltam são essencialmente militares que estiveram em África”, informa Carvalho Pires, esclarecendo que, para descobrir informação sobre eles, estão dois profissionais do AHM destacados no Arquivo Histórico Ultramarino.

Além da pesquisa de nomes, a plataforma online disponibiliza a história daqueles anos de conflito armado - desde a acção do Governo português até ao quotidiano dos militares, passando pelos campos de batalha, os cemitérios e os monumentos que relatam a história dos portugueses envolvidos.

Para encontrar algum militar não é preciso saber muito sobre ele: a pesquisa pode ser feita pelo nome, mas também pela naturalidade, pelo posto, pela unidade, pelo ramo das Forças Armadas e pela zona de teatro de operações.

Segundo o Memorial, foi em Moçambique que Portugal perdeu mais homens (2.240). Segue-se França (1.940) e Angola (517). No mar, morreram 41 militares e em terras portuguesas outros seis.

“Em África muitos morreram por doenças, resultado das más condições sanitárias. Já em França morreram mais em combate”, explica o coronel.

Dos 7.760 portugueses que perderam a vida na I Guerra, a quase totalidade pertencia ao Exército. Só cerca de 200 eram da Marinha e dois de aeronáutica militar (na época ainda não existia o ramo da Força Aérea) - sendo eles Óscar Monteiro Torres e Jorge Gorgulho. Este, segundo o Memorial, morreu de acidente a 8 de Setembro de 1917 e foi sepultado em Moçambique, no Cemitério de Mocímboa da Praia Já Monteiro Torres faleceu em combate, a 20 de Novembro de 1917, encontrando-se o seu corpo num jazigo particular no Cemitério do Alto de S. João, em Lisboa.

“Quanto aos da Marinha é mais difícil ter as sepulturas, pois muitos morreram no mar”, refere o director do AHM. Quanto aos do Exército que faleceram em África, também é complicado ter imagem das campas, por muitos “cemitérios terem sido destruídos”.

Mas os que lutaram em França, integrando o Corpo Expedicionário Português (CEO), têm quase todos fotografias das sepulturas, a maioria em Richebourg l'Avoué, em França, um cemitério exclusivamente português, criado para reunir os mortos espalhados por França, Bélgica e Alemanha.

“Uma equipa de militares que está na Bélgica deslocou-se a l'Avoué e tirou fotos a cada uma das 1.831 sepulturas que lá estão, para pôr no Memorial”, conta o director do AHM.

No Memorial, é ainda possível ver o documento com a ficha individual dos militares do Exército, cujo original está digitalizado. Isso é possível porque o AHM tem em curso um outro projecto, de digitalização e descrição dos documentos dos 75 mil portugueses do CEP.

Feito em dois meses

“Já temos, no site do AHM, 40 mil nomes disponíveis, mas o objectivo é ter todos” - garante Carvalho Pires, recordando que o Memorial (assim como a digitalização das fichas) foi feito em dois meses, com uma equipa de seis funcionários do AHM, aos quais se juntaram durante algum tempo 10 militares de outras unidades.

“É um trabalho enorme. O digitalizador trabalha oito horas por dia”, conta Carvalho Pires, revelando que já tem tido provas de que a tarefa vale a pena. Não só porque se conseguiu “prestar homenagem aos que morreram”, como permitiu que houvesse pessoas a descobrir o paradeiro de familiares. É o caso de uma senhora de Palmela que não sabia do bisavô. Consultando o Memorial, descobriu que o familiar, o soldado Pedro da Costa Frescata, morreu a 14 de Março de 1918 e está no talhão A, fila 2, coval 23 do cemitério Richebourg l'Avoué.

SOL
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 7998
  • Recebeu: 588 vez(es)
  • Enviou: 868 vez(es)
  • +33/-4
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #9 em: Julho 14, 2014, 08:07:12 pm »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1050
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #10 em: Julho 21, 2014, 04:59:34 pm »


14 de Julho 1919 - Desfile da Vitória



14 Julho 2014 - Desfile dos participantes na Grande Guerra
 

*

PILAO251

  • 184
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #11 em: Julho 22, 2014, 12:06:18 am »
Com a típica falta de MARCIALIDADE e de PASSO TROCADO, tropa de opereta
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: FoxTroop

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7517
  • Recebeu: 294 vez(es)
  • Enviou: 101 vez(es)
  • +40/-46
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #12 em: Julho 22, 2014, 12:39:33 am »
Citação de: "PILAO251"
Com a típica falta de MARCIALIDADE e de PASSO TROCADO, tropa de opereta

Bem dito.
Deve ser por causa de problemas orçamentais...
Isto está a ficar mesmo muito rasca.
Representam bem o estado da Nação.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: FoxTroop

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6500
  • Recebeu: 147 vez(es)
  • Enviou: 121 vez(es)
  • +10/-0
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #13 em: Julho 24, 2014, 10:23:33 pm »
Realmente  :?  e como porta-estandarte devem ter escolhido o maior "caga-tacos" que encontraram na Marinha.

 

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1050
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Grande Guerra 1914-1918 (I) e (II)
« Responder #14 em: Julho 24, 2014, 10:38:01 pm »
Só não fomos os piores representados porque estava lá o Malawi
 

 

"A Guerra" - RTP1

Iniciado por LanceroQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 41
Visualizações: 16970
Última mensagem Abril 26, 2008, 01:23:32 pm
por lurker
A guerra com o Iraque foi um "erro estratégico"

Iniciado por Tiger22Quadro Conflitos do Presente

Respostas: 7
Visualizações: 3342
Última mensagem Maio 04, 2004, 03:16:28 pm
por Guilherme
"Memórias da Guerra - 1961-1974"

Iniciado por LanceroQuadro Conflitos do Passado e História Militar

Respostas: 11
Visualizações: 31292
Última mensagem Junho 15, 2007, 04:28:40 pm
por Lancero
Guerra Colonial: Fotos dos "gun trucks"

Iniciado por sprint1050Quadro Conflitos do Passado e História Militar

Respostas: 0
Visualizações: 2932
Última mensagem Agosto 17, 2008, 02:35:53 pm
por sprint1050
"Portugal em tempo de guerra" - CONTEX/PHIBEX

Iniciado por Ricardo NunesQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 4
Visualizações: 3662
Última mensagem Setembro 26, 2004, 12:00:40 am
por Fábio G.