Artilharia de Costa

  • 99 Respostas
  • 44751 Visualizações
*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +3/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #30 em: Junho 26, 2008, 06:07:11 pm »
De facto, asism é.
Curiosamente acho que o pessoal de Queluz deveria ver o site ... :mrgreen:
Eu insisti que na Costa da Caparica estavam peças de defesa anti-aérea e fui contrariado com afirmações de que aquilo era Regimento de Artilharia de Costa.

Também confesso que não procurei informar-me mais, porque ainda estou para visitar outra vez a unidade de Queluz, onde têm um museu com várias peças, entre as quais as de 94mm.
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4080
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #31 em: Junho 26, 2008, 06:16:48 pm »
Citação de: "papatango"
Tenho tentado recolher alguma informação sobre fortes e fortalezas, para utilização futura, mas entretanto surgiu-me uma dúvida relativamente a «Fonte da Telha»

Não encontro os restos das instalações no Google


Tanto quanto sei, ficavam mesmo no início da rampa (à direita para quem desce) de acesso à Fonte da Telha. Julgo que as instalações estão ocupadas pela Brigada Fiscal da GNR.
Será mesmo assim? Não sei.

"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7530
  • Recebeu: 309 vez(es)
  • Enviou: 103 vez(es)
  • +45/-78
(sem assunto)
« Responder #32 em: Junho 26, 2008, 10:30:28 pm »
Quando andava a estudar fazia o percurso Cais do Sodré-Cascais ou Monte-Estoril e lembro-me que após Oeiras (em direcção a Cascais) de ver aquilo que poderiam ser torres de artilharia pesada. Mas dirigi-me ao Google e fiquei espantado com a construção que fizeram entretanto! :shock:
Já lá vão uns 13 anitos desde a última vez que fiz a viagem de combóio.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4080
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #33 em: Junho 27, 2008, 12:28:13 pm »
Tenho que pedir desculpa aos colegas, fui induzido em erro na minha última mensagem. A bataria da Raposa (Fonte da Telha) ainda lá está. Fica um pouco antes de chegar à Fonte da Telha.



"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

luigi

  • 7
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #34 em: Junho 27, 2008, 09:48:07 pm »
Duarte,
Obrigado pela info das peças.em resposta tenho as carcteristicas dessas  peças e guarnição, aqui vai:

Peça C 15/40 CTR m/902 defesa próxima ( deve ser as krupp que refere )

Dados numéricos:
Peso total- 4.700 kg
Peso da culatra Móvel- 186 kg
Peso total da granada M 197 A- 43.32 kg
Peso da Carrga de tiro M 197 A- 7.55 kg
Comprimento de tubo- 5.960m

Dados balisticos:
Velocidade inicial- 680 m/s
Alcance Máximo ( 25º)- 14.6 km
Cadência de tiro- 7 t/m

Características fundamentais:
Campo de tiro horizontal- 360º
Campo de tiro vertical-  -5º a  +25º
Comprimento de recuo- +- 30 cm

Guarnição:
Cmdt Secção- Sargento ou Fur. Artª
S1- Servente da Culatra
S2- Servente do soquete
S3- Carregador
S4- Carregador
S5- Ajustador
S6- Marcador
S7- Municiador dos cartuchos

Extraído do anuário, falta digitalizar a foto, e características das restantes peças: Peça C 15 2/47 CTR m/44 e Peça 23.4/47 CTR m/48

Ps- já me esquecia, desde terça-feira que a bataria do outão está aberta, mas não ao publico. estão lá a fazer a apresentação do scirocco!! hoje, ainda pedi para me deixarem entrar e fazer uma fotos, mas não me deixaram. Enfim....
 

*

oxidus

  • 30
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #35 em: Junho 30, 2008, 11:54:10 pm »
boas noites...o meu pai serviu no RAC na bateria da parede , mostrei-lhe este topico e ele ficou bastante interessado e quer deixar aqui os seus testemunhos e algumas fotos, ja criei um registo pra ele, tou so a espera que enviem a confirmação que nunca mais vem pra ele poder o fazer...
cumprimentos
 

*

LuisC

  • 313
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #36 em: Julho 01, 2008, 12:03:06 am »
O que resta da bateria de Alcabideche:




Foi-me dito por um funcionário da obra que esta peça iria ficar :shock: As outras duas já foram retiradas.

Cumps
 

(sem assunto)
« Responder #37 em: Julho 02, 2008, 06:01:52 pm »
Citar
O que resta da bateria de Alcabideche:
Citar
Foi-me dito por um funcionário da obra que esta peça iria ficar  As outras duas já foram retiradas.

Justiça se faça porque, pelo menos, resta-nos a consolação que naquele local - por sinal excelente - já servido pela A5 e dentro de mais alguns meses com o início da A16 a 200 metros, central no Concelho de Cascais, está a ser erigido o novo Hospital de Cascais.
A estrutura de betão vai de " vento em popa ".
Imperou o bom senso porque no tempo do José Luis Judas o hospital chegou a ter a primeira pedra lançada a cerca de 500 m do Aeroporto Secundário de Lisboa, em Tires.
Ter um hospital principal a 500 metros desta pista nestes terrenos só visto:

Imperou o bom senso. E que seja rápidamente terminado, porque o presentemente pior hospital do país está em Cascais.
Cumprimentos
 

*

cavalinho

  • 4
  • +0/-0
cabo Domingos
« Responder #38 em: Julho 12, 2008, 12:28:08 am »
Eu conheci o seu pai quando estive na 7ª Bataria do Outão  em 84/85ele foi comandante de destacamento da 8ª de  Albarquel quando se reformou foi substituído por um aspirante miliciano e mais tarde mais tarde por mim(ultimo semestre de 1985)foram tantos aqueles que o seu pai conheceu que de certeza não se lembra de mimde qualquer forma aqui vai uma referência "2ºFurriel Carvalho/ Santarém/saborer um bom vinho da Gouxa-Alpiarça
Citação de: "carlos22"
Boas pessoal!

Estava a pesquisar acerca do extinto R.A.C. na net quando encontrei esta página.

O meu pai fez grande parte da sua carreira militar no R.A.C. (mais de 20 anos, durante muito tempo o cabo Domingos, hoje em dia já reformado 1º sargento Domingos) sendo de serviço material e, se bem me lembro de quando em pequeno o acompanhava, passava grande parte do tempo fazendo manuntenção às peças deslocando-se até com frequência à Madeira aquando de exercicios de fogos reais etc..

Passei muito tempo a acompanhar o meu pai na 6º Bataria na fonte da telha, no outão e em Oeiras mesmo no comando, mas sinceramente, onde me sentia melhor era na Fonte da Telha. Todo o ambiente militar em que desde pequeno me vi envolvido acabou por me incentivar e tive uma passagem de oito anos pelos Pupilos do Exército onde fiz grande parte dos estudos, quer académicos, quer de preparação para a vida...

O que queria dizer é qualquer dúvida que tenham ou curiosidade digam que eu perguntarei ao meu pai e eu mesmo tentarei responder aquilo de que ainda me lembro apesar de já se terem passado "alguns" anos..

Na altura sendo míudo todo aquele ambiente me ficou marcado na memoria e custa-me imenso ver as peças degradadas após apenas cerca de 10 anos da desactivação...
 

*

oxidus

  • 30
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #39 em: Julho 12, 2008, 03:25:56 pm »
Alguem me pode explicar como meto fotografias aqui no topico?
é que tenho aqui algumas fotos do meu pai da 2ªBateria da Parede pra partilhar.
Cumprimentos
 

*

Akagi

  • 65
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #40 em: Julho 21, 2008, 04:45:19 pm »
Alguem sabe quais as peças que estavam no Forte de Almada (situado por debaixo do Cristo Rei), e que foi desactivado quando da construção da Ponte Salazar (vulgo Ponte 25 de Abril), pois esta ficou a obstruir a linha de tiro das peças?
 

*

Luis Villas

  • 3
  • +0/-0
SERVIÇO MILITAR OBRIGATÓRIO NO RAC
« Responder #41 em: Julho 22, 2008, 07:11:20 pm »
Boa Tarde,

Foi por um simples acaso que descobri este Fórum sobre o RAC, e depressa devorei todos os comentários aqui deixados.

Na realidade cumpri o meu serviço militar obrigatório na 1ª e 6ª bateria do RAC, isto é, em Alcabideche e na Fonte da Telha, de SET 1980 a DEZ 1981.

Tenho bastantes fotos tiradas por mim no RAC e alguma documentação, vou tentar futuramente, deixar aqui quando necessário alguns esclarecimentos, se souber ... Claro.

Posso adiantar que além das peças que figuravam nas baterias, havia também os Telémetros, que faziam a identificação e o acompanhamento do navio inimigo (alvo) que por sua vez comunicavam através de uns cabos (magslip?) para o PCT (Posto Central de Tiro) onde existia um preditor e/ou Dumaresk, que fazia o tratamento dos dados, isto é identificava a velocidade e a distãncia do alvo, calculando a inclinação do cano da peça, e dando essa informação pelos tais cabos ás peças e simultâneamente ordem de fogo á peça, de rajada para 3 ou apenas para 1 ou 2.

Os elementos de velocidade e distância do alvo também poderiam ser fornecidos por um avião, e para isso havia no PCT outros mecanismos para efectuar os calculos a dar ás peças.

As peças de 234 mm da 1ª e 6ª baterias possuíam os PCT's diferentes de todas as outras, isto é, mais modernos, possuíam também no seu interior uma camarata para a guarnição e as portas eram blindadas.


Na Parede vai nascer o Museu do regimento de Artilharia de Costa.

Um abraço a todos
 

*

Luis Villas

  • 3
  • +0/-0
CRESTA DO RAC
« Responder #42 em: Julho 22, 2008, 07:20:37 pm »
Boa Tarde,

Gostaría de possuír a Cresta do RAC.

Se alguém souber de algum exemplar ou onde possa adquirir um exemplar, agradecia a informação.

Cresta é uma base em madeira com o brasão de armas, que todas as unidades possuem.

Agradecido
 

*

EB

  • 45
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #43 em: Setembro 09, 2008, 11:43:51 am »
Citação de: "EB"
O Jornal Expresso, em 1996, fez uma reportagem sobre a Artilharia de Costa para a sua revista.
Não sei é precisar o mês de publicação.

Por acaso, na altura, destaquei as páginas dessa reportagem. Assim que conseguir ter tempo e acesso a um scanner, vou postá-las aqui. É só ter oportunidade para tal....  :wink:

Cumprimentos.
"Dos Fracos Não Reza a História"
 

8&7 bateria
« Responder #44 em: Setembro 24, 2008, 02:05:52 am »
Foi 1 cabo nestas duas unidades nos anos 1980 a 1982 algmas respostas quem sabe eu o possa ajudar meu email e este pivm19@hotmail.com
a todos os que pretecerao neste ano 1980 a 1982
 

 

Radares e alvos aéreos de Artilharia Anti-Aérea

Iniciado por bjffQuadro Tecnologia Militar

Respostas: 2
Visualizações: 2767
Última mensagem Junho 01, 2008, 03:59:14 am
por LuisC
Soldado morre no quartel do Regimento de Artilharia 5

Iniciado por MarauderQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 25
Visualizações: 10521
Última mensagem Junho 04, 2008, 04:29:57 pm
por major-alvega
Artilharia do exercito portugues na guerra colonial?

Iniciado por AsaQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 2
Visualizações: 2676
Última mensagem Junho 07, 2007, 02:56:06 pm
por Duarte
Identificação de peça / obus de artilharia?

Iniciado por RicardoQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 4
Visualizações: 1512
Última mensagem Novembro 07, 2010, 07:49:34 pm
por Ricardo
Artilharia Antiaerea portuguesa?

Iniciado por AsaQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 11
Visualizações: 10453
Última mensagem Maio 15, 2008, 11:04:11 am
por Ricardo